FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

The Office Sem Michael Scott (!?)

Pois é. Ano passado o intérprete do chefe mais ingênuo e querido das séries, Steve Carell, disse que provavelmente não iria continuar em The Office após o final de seu contrato e recentemente confirmou sua decisão em deixar a série para investir em sua carreira cinematográfica, que inclui sucessos como Uma Noite Fora de Série, Pequena Miss Sunshine e Agente 86. Até o final dos anos 90, Carell era um comediante pouco conhecido do grande público e fazia pequenas participações em atrações como The Dana Carvey Show e Just Shoot Me. Ele ganhou maior notoriedade como “correspondente humorístico” de Jon Stewart para o The Daily Show with Jon Stewart e em 2005 assinou com a NBC para dar vida à versão americana da aclamada série inglesa criada por Ricky Gervais, The Office, cuja curta 1ª temporada não foi bem de audiência. Contudo, graças ao sucesso do filme que estrelou no mesmo ano, O Virgem de 40 Anos, o canal renovou a comédia para a 2ª temporada e, a partir de então, ela passou a trazer um retorno satisfatório, alavancando ainda a retomada do bloco de comédia das quintas-feira.

A 7ª temporada de The Office, que deve estrear em Setembro na TV americana, provavelmente será a última com Carell no elenco, mas já há a indicação por parte dos executivos de que a série continuaria mesmo sem ele. O histórico de sitcoms que perderam seus protagonistas e seguiram em frente, no entanto, não é nada positivo. 8 Simple Rules, Scrubs e Spin City, por exemplo (como bem lembrou o colega Bruno Tapajós) duraram muito pouco sem John Ritter, Zach Braff e Michael J. Fox, respectivamente. Um dos primeiros nomes cogitados pela imprensa para substituir Carell seria o de Kathy Bates, que fez participações na 6ª temporada como a CEO da Sabre, companhia que adquire o controle acionário da fabricante de papeis Dunder Mufflin. Mas apesar de ser a escolha mais lógica pela trama, a atriz já está escalada para estrelar uma nova comédia na mesma emissora, Harry’s Law (de David E. Kelley). O substituto ideal seria o próprio criador da série, Ricky Gervais, interpretando o sarcástico David Brent da homônima inglesa, mas infelizmente não há nenhuma indicação de que o ator, roteirista e diretor assumiria a franquia. Será que The Office dura sem Michael Scott? Quem gostariam de ver no lugar dele?

2 respostas para “The Office Sem Michael Scott (!?)”

  1. Purplecomb disse:

    cialis %D viagra dta

  2. ZoePolotta disse:

    home insurance qxbta car insurance quotes >:[[ health insurance rates 1817

Deixe uma resposta

ss