FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

Breaking Bad: Face Off [Season Finale]

Argumentos Iniciais, por Davi Garcia

[com spoilers para os que ainda não assistiram]Este é o fim… De tudo que permanece, o fim.” Esse trecho de The End, música do The Doors, sintetiza bem a sensação de gosto agridoce que o excelente final da 4ª temporada de Breaking Bad deixa. Muito mais que a consumação do derradeiro e bizarro destino de Gus (em cena digna de Harvey Dent em Batman: The Dark Knight, diga-se), “Face Off”, episódio escrito e dirigido por Vince Gilligan (criador e produtor da série), marca, num tom muito forte e chocante, o fim do Walter White como conhecemos e sua transformação em Heisenberg de maneira aparentemente irreversível. “Eu venci”, diz o personagem de Bryan Cranston ao celebrar, no desfecho do episódio, o que ele julga ser o fim de uma terrível opressão física e sobretudo psicológica. E sim, ele realmente venceu, mas será que o preço a ser pago não é injustificavelmente alto demais mesmo para alguém que ‘só’ quer sobreviver ao caos de uma situação absurda?

Ao deixar evidenciada sua genialidade na orquestração do grande plano que culmina na morte de Gus (colocar Hector, em mais uma atuação magistral de Mark Margollis, para ir ao DEA só para atrair a suspeita do dono do Pollos Hermanos foi um estratagema de fato soberbo), Walter não prova que é melhor que seu ex-chefe/algoz, mas sim que é uma variação dele, tão imoral quanto. Essa nova face do Walter nos revela um homem agindo de forma fria e extremamente calculista e que, mesmo experimentando um conflito interno, não pensa duas vezes frente a ideia de colocar vidas alheias sob risco como alternativa para salvar a sua. E se isso já fica claro quando ele manda a vizinha entrar em sua casa sabendo que esta poderia ser morta, o que dizer então da decisão de envenenar o pequeno Brock para usar o evento como uma ferramenta para manipular Jesse e, por tabela, atrair Gus para a armadilha que lhe seria fatal?

Ao mostrar Walter e Jesse se livrando da principal ameaça que os assombrava, “Face Off” encerra uma etapa importante e de grande impacto no desenvolvimento daqueles personagens ao passo em que abre um cenário de aparente calmaria e serenidade, mas que sabemos guardar a iminência da confrontação de segredos terríveis na temporada final da série. Como Jesse, ainda atormentado pelos acontecimentos recentes, reagirá ao descobrir tudo que o parceiro fez pelas suas costas? E Hank, descansará sabendo que estava certo sobre o envolvimento de Gus no tráfico de metanfetaminas em Albuquerque ou seguirá alimentando sua curiosidade em relação à figura mítica de Heisenberg?

Quase perfeito (o único porém talvez esteja relacionado à logística que levou ao envenenamento de Brock), “Face Off” legitima uma temporada irretocável que soube dosar com impressionante equilíbrio e inteligência o suspense e a tensão ao longo de 13 magníficos episódios. Nessa perspectiva, no ano que expandiu ainda mais a jornada de um homem se arrebentando pra valer como o título livremente traduzido da série sugere, Breaking Bad nos dá um até breve deixando no ar não só a certeza de que é a melhor produção da tv na atualidade, mas também uma encruzilhada cruel para todos nós: como sobreviveremos sem os espetáculos semanais de Cranston, Paul e companhia por quase um ano?

Eu venci. – Walter White

Considerações Finais, por Bruno Carvalho

“To break bad” é uma expressão norte-americana que pode significar, sem se limitar, desafiar convenções, autoridades, driblar a lei ou, até mesmo rebelar-se completamente. E neste apoteótico final da 4ª temporada de Breaking Bad, a série finalmente cumpriu com integralidade sua premissa, transformando o outrora pacato e acuado Walter num sujeito sem escrúpulos e que não mais mede quaisquer esforços para atingir os seus objetivos ou derrubar quem estiver no seu caminho. Antes utilizando o câncer como desculpa pelos seus atos ou a inevitabilidade de certas situações para causar o mal, o Sr. White finalmente abraçou seu caráter escuso e francamente assustador. Vince Gilligan, aliás, conduziu uma temporada tão milimetricamente bem orquestrada, que há anos não vemos igual, seja na TV ou no cinema. Não apenas o roteiro, como toda a produção, fotografia e direção de Breaking Bad alcançaram níveis soberbos, mostrando que seus realizadores sabem muito bem utilizar os recursos narrativos à favor de contar uma boa história.

Sem repetir os pontos que o Davi bem colocou nos Argumentos Iniciais acima, basta dizer que desde os primeiros episódios todas as tramas e histórias paralelas contribuíram diretamente para o alcance do resultado final, evitando assim o recurso deus ex machina que muitos roteiristas e showrunners com menos talento utilizam para fechar suas histórias de forma mágica ou abrupta. Desde a irritação de Hank com sua mulher – fundamental para que o ex-agente da Narcóticos fizesse questão de comparecer à reunião com Hector – até o longínquo e traumático passado de Gus com o cartel, tudo se tornou peça chave para que o triunfo de Walter viesse à tona neste derradeiro capítulo. Além disso, ainda que fechando a temporada com um excelente cliffhanger (afinal, o que será de Walt e Jesse daqui pra frente? E o Mike, Hank e Skyler?), Breaking Bad encerra seu 4º ano de forma absolutamente satisfatória, dando o nó em todas as pontas soltas. Esta é a temporada que marcou também os melhores momentos dos talentosos Bryan Cranston, Giancarlo Esposito (o Gus) e, especialmente, Aaron Paul, que ciente da necessária evolução de seu personagem, construiu um Jesse Pinkman cada vez mais angustiado e, ao final, verdadeiramente arrependido pelo que fez de mal, ao contrário do seu parceiro no crime, Sr. White.

À Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood e à Academia de Artes e Ciências Televisivas: acima estão os atores, diretores e roteiristas que devem estampar grande parte da lista de indicados e, especialmente, vencedores de suas premiações para o ano de 2012. Indiscutivelmente.

55 respostas para “Breaking Bad: Face Off [Season Finale]”

  1. Marceli disse:

    Muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito bom! Eu mesmo depois que terminei de ver fiquei sem palavras. Episódio magnífico, temporada magnífica. Série perfeita. MEU DEUS, COMO VAI DEMORAR PRA PASSAR ESSE QUASE UM ANO! :~~~

    :)

  2. Gustavo disse:

    Temporada perfeita. Só consegue melhorar vertiginosamente há cada episódio. Ainda bem que tem Dexter pra preencher o vazio de segunda-feira que Breaking Bad irá deixar por um ano.

  3. Gustavo disse:

    Errata minha, quis dizer “a cada episódio”, não tem nada de “há”.

  4. Guilherme disse:

    Ótima resenha do ligado em série. Episódio sensacional! Fechou a temporada com chave de ouro…

    No final, na cena do Jesse com o Walter no prédio fiquei pensando que tvz o Mike estivesse observando…

    Se um dia o Jesse descobrir sobre como a ex-namorada dele realmente morreu ou o real motivo do envenenamento do Brock, será ele a matar o Walter sem dúvidas!

    Algumas outras considerações:

    Impressionante como o Gus manteve a classe até o momento de sua morte hahahaha…

    E será que a tal planta Lily of the Valley pudesse ser letal pro Brock? Td bem que não mudaria mt o nível de crueldade, mas abaixaria o nível “Broke Bad” do Walter de 9,5 para uns 8.

  5. pinck_ disse:

    Walter com bom químico que é com certeza sabia que não era letal, mas o golpe foi muito baixo msm.

  6. Atônito com a temporada de Breaking Bad. Como adoro o tio Salamanca com aquele sino!!! Realmente, uma aula de roteiro,fotografia(reparem como a granulação de cor do último episódio é mais clara, o que remete a “redenção”) direção de arte( o chão vermelho do laboratório remetendo a morte e a cor do novo carro do Walter, que é branco, remetendo a paz,mesmo que temporária) Lindo Demais!!! Só faltou definirem o que realmente aconteceu com o Ted,mas é nada perto do todo.

  7. OzzyCrazy disse:

    Sensacional!

  8. Beto disse:

    Só Lost conseguiu me empolgar tanto! Eu estou estasiado com Breaking Bad. Bati palmas, gritei…. E sorri aliviado no final.

  9. Andrey disse:

    Única forcinha do roteiro foi o Gus confidenciar ao Jesse quem era aquele senhor, ajudando o Walter a ligar os pontos. E quando eu falo única, é única MESMO. Impressionante essa série.

    E a cena Duas-Caras foi tão sem noção, tão tosca que ficou sensacional!!

  10. Sally_WilsonMD disse:

    Chocada e impressionada até agora! Que série!!!!

  11. Eduardo Muniz disse:

    Ainda de boca aberta

  12. Rafa Bauer disse:

    E vocês ainda acham que o Hank não sabe de nada… tsc…
    Desde o começo da temporada ele já sabe que o Walter é o Heisenberg. E a maior comprovação disso era ele não ligando a mínima pro fato de o Walt não ter ido pra casa dele, vigiada.
    A questão é: será que os telefones de Walter e Skyler estavam grampeados? Será que aquele último diálogo entre eles foi gravado?

  13. Fernanda disse:

    Excelente resenha!!!! Excelente Breaking Bad!!! Mas uma coisa eu ainda não entendi, por que o Gus não entrou no carro no penúltimo episódio?? Eu acho que o óculos do Walter na cabeça pode ter refletido, mas não me convenci…

  14. Carlos Frederico disse:

    Não sei sobre o que o davi se referiu quanto a logistica do envenenamento do Brock.

    jesse estava com o cigarro-ricina naquela fatídica manhã, até que ele vai até Saul e é revistado. Dá pra ver que o gordão-segurança pega o maço de jesse.

    Walt colocou um rastredor no carro de jesse episódios antes, o que indica que walt saberia sim onde brock morava, se esse vier a ser o caso de dúvida. O fato é que a forma como walt envenenou garoto não é tão importante, seja com uma balinha, seja num copo d’água. Ele incumbiu saul de pegar o maço só pra criar a expectativa em jesse.

    No entanto, breaking bad surpreende a cada temporada, e é tão empolgante que mesmo com a idéia de tornar walt um cara indigno de simpatia, não há como a gente torcer contra o cara.

    Essa série é magistral. Uma pena que é tão pouco divulgada e poucas pessoas a conheçam. Eu nunca vi tamanha dedicação em atores, tomadas e fotografia que beiram a perfeição cinematográfica, diálogos envolventes…

    O único defeito dessa série é que quando acabar, vai ser difícil descobrir algo na TV com tamanha qualidade em todos os seus aspectos como BB faz.

    Espero que a 5a. temporada (e última) mantenha o nível dessa 4a., mas vai ser bem difícil superá-la.

  15. Bruno Carvalho disse:

    Carlos, o que o davi levantou é que não sabemos como Walter ministrou as sementes no garoto e em qual contexto. É facilmente explicável, eu sei, mas faltou a cena, anyway.

  16. Vivi disse:

    Temporada perfeita.
    Acho que o a resenha falou tudo! Parabéns por conseguir colocar em letras tudo que eu estava pensando ao assistir detalhadamente o episódio. Gente, quase um ano sem? AHHH
    Hank já deve saber mesmo, não tem como. Ele já provou que é esperto.

    GENTE, E O MIKE? Não deu nem as caras. Próxima temporada promete algo pra esse personagem.

  17. Se as pessoas não gostarem da 5° e última temporada, basta considerar a 4° como tal.
    O coração bateu forte durante todo o episódio.
    Perfeito! =)

  18. Bruno Carvalho disse:

    Também acho. Quando ele se recuperar e voltar pros EUA e encontrar Gus, digamos, morto com Harvey Dent feelings, vai ser tenso. Nem tudo acabou bem e Mike tem chances de ser o grande vilão.

    Outra notícia boa, Giancarlo Esposito, o Gus, estará de volta na 5ª temporada (em flashbacks, certamente). “Gus ainda é muito importante para a história de Breaking Bad”, revelou Vince Gilligan, o criador.

  19. Gal disse:

    Sem palavras.
    Estava apostando em Damages em melhor drama esse ano, mas Breaking Bad ultrapassou e chegou com uma bela folga.
    Só da vontade de rever essa temporada todinha.

  20. Bruno Carvalho disse:

    Sobre as plantas, veja entrevista de Vince Gilligan.

    And Walt was somehow able to get access to Brock, to give him the berries.

    Yeah. That part’s probably the trickiest part. I can’t remember the specifics, but we worked it out in the writer’s room. He technically had enough hours to do it. How he found his way over there unseen is probably a little improbable, perhaps, but not impossible, is the way we figured it.

  21. Adalberto disse:

    faltou só vc falar que BB não é desperate housewives para ter comentado exatamente a mesma coisa em todos os posts sobre Breaking Bad do blog. parabéns.

  22. Rodrigo Otávio disse:

    Também acho. Ele às vezes dá uma olhada e aceita uito fácil. Como se fizesse vista grossa

  23. Rodrigo Otávio disse:

    Não foi necessariamente o Walt. Pode ter sido outra pessoa que envenenou o garoto.

  24. Rodrigo Otávio disse:

    Mas não considero isso uma falha. Apenas não explicou por enquanto. Quem via Lost está acostumado

  25. N disse:

    Essa temporada foi espetacular do começo ao fim! Agora nos resta a dolorosa espera até a (infelizmente) última temporada.
    BB sempre foi emocionante, detalhista, mutio bem contada, é genial!

  26. Fabrício Bello disse:

    Realmente, absolutamente genial!!! Fiquei bem uns 5 minutos após o término do episódio em modo “Facepalm” e sem palavras, o Tio Salamanca explodindo a bomba, e o Gus face off foi impagável, hiper bem feito. A melhor série (e temporada) da atualidade!

    Agora quanto ao seguinte trecho:

    “E neste apoteótico final da 4ª temporada de Breaking Bad, a série finalmente cumpriu com integralidade sua premissa, transformando o outrora pacato e acuado Walter num sujeito sem escrúpulos e que não mais mede quaisquer esforços para atingir os seus objetivos ou derrubar quem estiver no seu caminho.”

    Digo que: não sei se Walt fará outros planos tão maquiavélicos quanto este para DERRUBAR quem estiver em seu caminho, (pois tenho pra mim que ele não pretende continuar “no ramo”, tendo assim, adversários) pois este só o fez para manter a segurança de sua família, e não por ganância, Heisenberg não é um traficante qualquer!

  27. Rafa Bauer disse:

    Adalberto :
    faltou só vc falar que BB não é desperate housewives para ter comentado exatamente a mesma coisa em todos os posts sobre Breaking Bad do blog. parabéns.

    Adalberto :
    faltou só vc falar que BB não é desperate housewives para ter comentado exatamente a mesma coisa em todos os posts sobre Breaking Bad do blog. parabéns.

    Acho que pegamos no ponto fraco de uma fãzinha de Desperate rs
    E só comentei de novo porque tem algo de novo: a indiferença do Hank.

  28. Leo disse:

    Raaa!!! Falei que tinha sido o Walter o envenenador do Brock.

  29. Davi Garcia disse:

    E eu achando que o Walter não podia jogar tão baixo me dei mal nessa aposta hehe

  30. Robson disse:

    Olha eu acho que isso será explicado na 5a temporada, assim como foi explicado muito tempo depois como foi comprado o Treiler, a montagem do laboratório e muitas outas coisas…

  31. Robson disse:

    Era pra ser uma resposta com relação ao envenenamento do Brock..rss..sorry

  32. Taís disse:

    Eu tava achando mesmo foi o Walter q envenenou o Brock, ele convenceu o Jesse muito facilmente, tdo se encaixou facil, como se fosse planejado, depois eu vi no tumblr a cena no ep 12 q o Walter olha para a planta e tive quase certeza.

    De qq forma pra mim o Walter morreu nessa temporada, tem muita diferença dele para o Gus. No fim espero q ele vá para prisão ou morra mesmo.

  33. Lucas Rodrigues disse:

    Foi sensacional cara!
    E Mike vem aí!

  34. Stinger88 disse:

    Achei que ia rolar um beijo final entre walter e jesse, kkkk. Começou a pintar um clima ali. E que venha a temporada final e o ultimo inimigo: HANK!

  35. Edson Luiz Martins disse:

    A única coisa que lamento é o fato de ter que assistir sozinho programas tão maravilhosos quanto este. Meus amigos e familiares só assistem novela e big brother e ainda por cima dizem que tenho mal gosto.

  36. Davi Garcia disse:

    Você não está sozinho nessa. Sempre tento cooptar novos fãs para Breaking Bad e as reações geralmente são de desdém. É a triste realidade: a maioria prefere consumir McDonalds quando há opções bem melhores.

  37. Lussianno disse:

    Eu acho que foi através do advogado. Ele tinha acesso livre ao garoto. Não me preocupo com isso pq certamente será abordado na próxima temporada.

  38. André disse:

    Pena é perder o Gus para a próxima temporada, personagem fantástico. Apesar de voltar, como bem li nos comentários acima, não será a mesma coisa.
    Ótimo final de temporada, deixando bem limpo o caminho para novas tramas da última temporada.
    E fizeram mesmo o que comentei na review anterior, deixaram o espectador saber que havia sido o Walter o envenenador.
    Agora é esperar a próxima temporada com ansiedade. Sorte que ainda temos Dexter, Boardwalk Empire, Fringe.. séries que ainda animam para nos ajudar nessa espera.

  39. Elton disse:

    Foi um season finale perfeito, para a série perfeita. Aliás, o episódio funcionaria até mesmo como um series finale. A curva dramática do personagem Walt se fechou.

  40. Ricardo disse:

    Agora estou pensando nas filmagens que o Gus tem nos pollos hermanos… Quando ele saiu para matar o Tio Salamanca, ainda mostrou as câmeras de segurança filmando o laboratório. Sem contar que a DEA com certeza irá abrir uma investigação em cima do Gus… Imagina se o Hank encontra o Walt lá. Prevejo um episódio parecido com o “dex, lies and videotapes” da segunda temporada de dexter xD

  41. alfeu disse:

    Eu particularmente não gosto muito da atuação do Mark Margollis, acho ele muito exagerado com aquelas caretas que ele faz.Porém, foi magistral o encontro dele com Gus naquele flashback que teve nesta temporada.Na minha minha opinião foi o melhor episódio da série até agora, porque explicou muitas pontas que estavam em aberto e como você bem citou em sua crítica serviu para culminar nesse fim apoteótico de temporada .
    Me surpreendi.Não pensei que Gus iria ser explodido em momento nenhum.
    Agora quero ver o talento dos roteiristas da série.Ele será colocado a prova mas do que nunca.Terão que dar um jeito em substituir a falta que Giancarlo Esposito fará para série.

    Hank sempre sabe mais do que todos imaginam.Ficou meio apagado neste episódio, mas para mim a 5ª Temporada será dele! Quero ver ele investigando toda essa loucura e finalmente abrindo suas conclusões para todos.
    Garanto que ele confrontará Walter na 5ªTemporada, com certeza.
    E agora vendo o que Walter fez pra se livrar do Gus, será que ele não teria a coragem de fazer o mesmo com Hank????

  42. Angelo Israel disse:

    Ótimo final valeu a noite em claro • Gus tinha o braço direito dele Mike que foi deixado vivo no México, para mim é uma ponta solta, alguém para se vingar de Walter

  43. Só tenho uma coisa a dizer:
    DING!!

  44. É, concordo com o cara que acha que o Hank sabe sobre o Walter, ele é esperto e o careca já deu altos vacilos. A quinta temporada promete.

  45. Robson disse:

    Amigos, eu estava revendo no youtube a cena do flashback do 1o encontro do Gus com o Don Eladio e li nos comentários algumas pessoas dizendo que o espanhol falado pelo ator que interpretava o Max (1o cozinheiro do Gus) era muito bom, que Don Eladio dava pra passar, mas do Giancarlo Esposito era péssimo! Em outros sites li a mesma crítica ao espanhol falado pelo ator. Mas fiquei pensando…em nenhum momento foi explicada a origem do Gus. Inclusive ele foi investigado pelo DEA e não encontram nenhum registro que ele viveu no Chile. Ele pode não ser de origem hispânica e ter mesmo um péssimo espanhol o que não seria dessa forma uma falha do ator e sim uma característica do personagem. Ou eu não prestei atenção em algum episodio que menciona a origem do Gus??abcs!

  46. Diego disse:

    Breaking Bad é genial, assiste o capitulo final ontem. Fiquei embasbacado.

    Pra mim, parece um filme gigante onde as peças vão se juntando ao longo da série.

    Foi grandioso, me deixou tenso.
    Que venha a quinta, com a morte do Ted, a volta de Mike e Brock.

    Adorei a resenha.

  47. Diego disse:

    Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding! Ding!!!!

    o_o

  48. Luiz André disse:

    Uma velha sensação se adensa quando as pessoas ficam se perguntando como Walt teve acesso ao menino Brock, conseguindo envenená-lo com a planta lírio do vale. Lost feelings, indeed. É para responder lacunas como esta que Breaking Bad se utiliza de seus notáveis flashbacks pré-créditos e já que Davi Garcia afirmou logo acima que Giancarlo Esposito irá voltar para alguns episódios da série, é provável que seja mostrado algum plano de contingência de Gus Fring para o caso de seu contra-ataque contra o cartel mexicano tivesse falhado ou que ele fosse pego no fogo cruzado DEA e da argúcia insistente de Walter White. A cena do estacionamento no hospital mostra que Gus estava ciente – em algum nível – de que uma armadilha estava a sua espreita, mas o orgulho (a hybris) foi, no frigir dos ovos (sem trocadilho), sua ruína ao querer ter o prazer de matar Tio Salamanca.
    É como se apontou em muitas reviews net afora: o verdadeiro herói de Breaking Bad atende pelo nome de Hank Schrader, e como pudemos ao longo de quatro temporadas, ele não é uma pessoa de largar o osso tão fácil. Portanto, já que Gus morreu, Walt terá dois grandes desafios pela frente: Jesse, porque as mentiras vão ter que ser reveladas em algum momento, culminando em um embate decisivo entre os dois; e Hank, que se aproxima cada vez de capturar Heisenberg, embora ele esteja literalmente embaixo de suas fuças. Que os dados sejam jogados e a sorte seja selada para os personagens de Breaking Bad.

  49. André disse:

    Walt assume o Pollos Hermanos.
    Mike se junta a ele, por respeito?, porem a contra-gosto.
    Eu acho dificil, mas pode ser q apareça alguem esquecido do cartel do Gus.Tudo pode acontecer.
    Jesse descobre como foi enganado e manipulado por Walter, pra permanecer do lado do “professor”.
    Mike então ficará ao lado do Jesse, pois ele criou simpatia e admiração pelo garoto ao trabalhar com ele na 4ª temp.
    E viu que o Jesse não é só um “useless junk”.
    E o Hank finalmente vai ligar os todos os pontos e se dar conta de Walter w Heisenberg são a mesma pessoa.
    E então, os 8 episódios finais serão um showdown magistral e épico!

  50. Emmerson disse:

    A morte de Jane Margolis também ficou meio perdida… Acredito que de alguma forma esse será o gancho que irá colocar Jesse contra Walt.

  51. Mari disse:

    eu ainda acho que isso vai gerar muito mais caos e perseguição pro Walt. Matar o Gus e sair impune? Du-vi-do. Agora ele assinou de vez a morte dele.

  52. Anick disse:

    this subject isn’t so unknown to me, so i enjoy reading it. thanks.http://www.oiemail.org

  53. Alexandre Rosso disse:

    Meu, foi o Walter que envenenou o moleque COMASSSIM???
    Caralho que fdp

  54. Fábio disse:

    Magnets, bitches!

  55. Carlos Velozo disse:

    Finalmente uma boa temporada nessa série, as três primeiras são fraquinhas. Clichês demais (as três primeiras), os problemas se resolvem como mágica, absurdamente conveniente e improvável, chega a ofender quem assiste (e tem algum senso crítico), é muita sorte para duas pessoas próximas e contam com essa sorte ao mesmo tempo, chega a ser ridículo. Brasileiro é matuto, só porque fez sucesso nos EUA as pessoas acham que têm obrigação de gostar também, para não fica por fora. Exagero, vários outros seriados são muito melhores do que Breaking Bad. Mas, reitero, a quarta temporada é muito boa.

Deixe uma resposta

ss