FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

Sons of Anarchy: To Be, Act 1 [Season Finale, Pt. 1]

Por Davi Garcia

Eu sei o que segredos podem fazer”, diz Gemma a certa altura de “To Be, Act 1”, a primeira parte do season finale da, na minha opinião, melhor temporada de Sons of Anarchy até aqui. Dita pela personagem de Katey Sagal, a frase em muitos sentidos resume a trama deste 4º ano evidenciando o alto preço pessoal e familiar que o intenso jogo que consumiu o clube internamente cobrou de cada um dos personagens mais proeminentes. Assim, quer seja através da ganância de Clay (por dinheiro e poder) e suas alianças malditas; das falsas verdades (derrubadas pelas cartas de JT) que Gemma tanto defendeu até perceber o que poderia perder, ou simplesmente pela iniciativa de Jax que falha miseravelmente ao tentar pavimentar sua saída do clube amparado por promessas frágeis e mentiras, essa é a temporada com a história mais sólida e madura da série.

Começando imediatamente após o tenso desfecho do 12º episódio, “To Be, Act 1” mostra Jax intervindo para salvar Clay de um tiro fatal que seria disparado por Opie. Nisso, se faz urgente perceber que a decisão de Kurt Sutter, autor da série, em postergar a morte de Clay (se é que ele vai morrer, registre-se), pode ser explicada por uma única razão: ainda que Opie tenha motivos mais do que suficientes para querer dar fim a Clay, afinal foi ele o responsável pelas mortes de sua esposa e pai, se alguém vai matar o atual líder dos Sons, este alguém tem que ser Jax, que no esforço de sair do clube e abandonar aquela vida, deve acabar, no melhor estilo Michael Corleone, ainda mais preso a ele ao reagir às mentiras que sustentaram sua relação, apesar dos esforços de Tara (que, aliás, esteve ótima nesse episódio) para evitar que isso ocorra.

Ainda sobre Clay, também não deixa de ser curioso que mesmo gravemente ferido, ele ainda agiu para cuidar dos interesses do clube, protegendo-o de uma exposição maior que minasse ainda mais sua formação fazendo com que Jax não tornasse público o atentado perpetrado por Opie e lançasse uma cortina de fumaça culpando os Niners pelo evento. Isso, aliás, acaba provocando uma ação impensada de Tig que, ao provocar a morte da esposa/namorada de Leroy (e protagonizar algumas das sequências de ação mais bacanas do episódio, diga-se), alça mais um alvo sobre o clube já tão envolvido no lamaçal dos acordos corrompidos que envolvem o cartel e os irlandeses, além de toda a ameaça representada pela investigação construída pelo procurador Lincoln Potter que, aliás, já comprometeu Juice e Bob tirando-os de cena.

Em suma, com um desfecho de temporada imprevisível (Jax descobrirá, por exemplo, que Gemma não contou a história toda? Se sim, como reagirá?) que traz a responsabilidade e a perspectiva de amarrar as pontas de uma empolgante história cheia de reviravoltas, segredos e mentiras, a verdade é uma só: com dilemas e conflitos tão prementes, Sons of Anarchy está bem perto de confirmar-se como a 2ª melhor série do ano depois de Breaking Bad. Ou alguém discorda?

7 respostas para “Sons of Anarchy: To Be, Act 1 [Season Finale, Pt. 1]”

  1. Juliana disse:

    Concordo, mas (posso estar cometendo uma heresia) começo a achar que ela será melhor ainda que BB. Veremos como acabará o último episódio…

  2. @ian_hg disse:

    Sensacional essa temporada de SOA mas tem muitas coisa desenvolvendo ao mesmo tempo , tenho medo com que a serie desande depois . Sempre preferi SOA a BB e estou achando SOA bem melhor nessa temporada do que BB foi em sua 4 tbm .

  3. Gustavo disse:

    O Bruno Carvalho deve discordar, já que em seu único comentário no site meteu o pau no piloto! Abandonou o barco cedo demais! SOA tá demais.

  4. Bruno Carvalho disse:

    Não discordo, pois realmente não vi depois. Planejo ver, pois todo mundo comenta que a série é imperdível.

  5. Marcelo Neto disse:

    Só tenho uma palavra para descrever esta série e esta temporada! SENSACIONAL!

  6. Gustavo disse:

    Bruno, veja que não vai se arrepender. E vendo em maratona, as temporadas devem ficar melhor ainda.

  7. Edson Luiz Martins disse:

    Eu discordo. Na minha opinião depois de BB vem Games of Thrones.

Deixe uma resposta

ss