FOTO: REPRODUçãO

Por: André Costa

Community mantém o nível com VCR Maintenance and Educational Publishing

Community - Season 5

[com spoilers do episódio 5×09] VCR Maintenance and Educational Publishing é um daqueles episódios menores de Community (ou seja, não coloca toda a Greendale em estado de pura demência), mas não tá nem aí para isso e continua a sequência de acertos desta quinta temporada com o humor afiado e nonsense que consagrou a série. Tem uns probleminhas ali na trama envolvendo Abed e Annie, é verdade, mas consegue criar uma atmosfera divertida em boa parte do  tempo e mantém aquele saudável hábito de não ter medo de mostrar as falhas de suas personagens.

Mas vamos por partes, como diria alguém escolhendo a forma de pagamento na hora de comprar uma TV nova. Troy saiu de Community para ter algo para chamar de seu e essa saída deixou Annie e Abed em maus lençóis financeiros – só que infelizmente também botou o episódio em maus lençóis, já que a disputa entre os dois para ver quem vai morar mo apartamento é bem monótona (o que é estranho, pois a série costuma tirar leite de pedra nessas situações). Claro, é bom ver que os realizadores não fogem das consequências causadas por mudanças importantes, mas isso não salva a trama de ser aborrecida, um domingo de noite em formato televisivo, se contentando em repetir as piadas com o fato de que o irmão da Annie é estranho ou que o jogo não faz sentido nenhum (ver Vince Gilligan emulando um caubói é no mínimo divertido, entretanto). Alguns momentos ainda conseguem soar engraçados (“não, dados criam linhas do tempo paralelas“), e o pedido de desculpas que Abed faz para Rachel é um poço sem fundo de genialidade, mas são coisas pontuais em uma história que, no geral, não impressiona muito.

Por outro lado, VCR Maintenance and Educational Publishing cria uma atmosfera brilhante envolvendo o resto das personagens, livros de química e uma situação de contrabando ensandecido. É incrível como o episódio se apropria bem dos elementos do gênero policial (testemunhas involuntárias, vendar os contatos antes de levá-los a um local, negociação das porcentagens, pessoas amarradas) para desenvolver a trama, matendo sempre alguma coisa nova acontecendo (e usando inclusive uma direção de arte mais escura para incrementar a ambientação). Além disso, é curioso notar como Jeff, o egocêntrico/egoísta/insensível/advogado é o primeiro a tomar consciência da coisa e tentar puxar o carro, enquanto Shirley, a boa cristã, mais uma vez assume a liderança (lembram de Geogthermal Escapism?) e despenca na ambição descontrolada. Tudo isso polvilhado com um humor inspiradíssimo (“estou suando como uma católica no Dia do Julgamento“, “os mictorios do banheiro feminino serão usados como vasos“, “roubei todos os livros para que eu pudesse vir beijá-los“), prato tradicional da casa que Community anda servindo em porções generosas nesta quinta temporada.

Contando ainda com uma cena final que tem insights vitoriosos (“você acaba de se tornar o Luke Skywalker do novo Star Wars“) – e que fica ainda mais engraçada graças à mise-en-scene contida (mais uma vez com a ajuda de Vince Gilligan) -, VCR Maintenance and Educational Publishing é a série atingindo níveis grandiosos de humor e diversão mais uma vez. E a cena inicial, envolvendo um rap, uma fantasia de amendoim e o reitor Peyton completamente perturbado, certamente já se tornou um daqueles momentos que os fãs da Community apontam quando querem convencer outras pessoas a assistirem Community.

4star

Deixe uma resposta

ss