FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Quando Modern Family é moderna de verdade

mfmac

É muito bom quando uma série resgata sua premissa e consegue inovar. É notório que o conceito de “família” foi ampliado daquele preceituado até hoje por conservadores e que a diversidade não é apenas natural, como também uma forma de celebrar laços de amor. Modern Family possui três núcleos familiares distintos, incluindo o casal Cam e Mitchell com a filhinha Lilly, Jay com sua esposa muito mais nova (e nem por isso Gloria é uma “gold-digger”), Phill como um verdadeiro amigo de seus filhos e por aí vai.

Mas anos depois de anos a premissa da série está muito bem estabelecida e a palavra “moderna” invariavelmente traz outros significados. Modern Family estava estagnada, rodando episódios no piloto automático e retratando apenas situações cômicas já vistas em inúmeras sitcoms (“situation comedies”) que temos aos rodos. Com isso, é extremamente bem-vindo que um episódio como o 6×16: Connection Lost tenha sido apresentado na semana passada nos EUA.

A narrativa foi totalmente alterada, trazendo um capítulo inteiramente gravado com dispositivos móveis e “executado” no desktop do computador de Claire, que estava no aeroporto aguardando seu voo para Los Angeles. Ainda que pareça como um longo comercial da Apple (que possui relações estreitas com o grupo Disney/ABC) – o episódio se passa na tela de um MacBook, todos os aparelhos são iPhones e iPads e os serviços utilizados são FaceTime, iMessage, Find My iPhone, iPhoto, OSX, iOS etc. – toda a execução do episódio foi magnífica.

mfmac2

A história em si não precisou ser elaborada, já que o foco não era no roteiro e sim na forma. Após discutir com a filha Haley, Claire acabou descobrindo que a menina provavelmente foi para Las Vegas e casou-se com Andy. Impossibilitada de ir atrás da filha e apurar melhor essa história, ela usou seu computador para estabelecer todos os diálogos e cenas, num exercício de logística de produção de dar inveja a qualquer realizador.

Enquanto a trama se “desenvolvia” na tela com inúmeras conferências de vídeo, mensagens, rastreamento de gadgets, Claire ainda navegava no Facebook para encontrar pistas, fazia pesquisas, compras, acessava contatos etc., demonstrando que ela é a rainha do multi-tasking. Na tela dela ainda víamos vários “easter eggs” como os sites que ela visita, os históricos de mensagens que ficam de lado e muitas referências internas que complementam esse espetáculo visual e ajuda a trazer profundidade e verossimilhança (afinal, a gente realmente acredita que aquele é o computador da matriarca).

Isso também é ser moderno: utilizar as ferramentas tecnológicas de hoje para se contar uma história de maneira completamente diferente do lugar-comum e interessante para o espectador (em vez de trazer os recursos somente para exibí-los). E se você ainda baixa o episódio (no iTunes tá, gente?) e assiste em tela inteira no computador, a experiência é ainda mais completa, pois acaba colocando o espectador subjetivamente no lugar da protagonista (que só aparece na câmera frontal).

No fim das contas Haley não se casou e tudo não passou de um mal entendido (ela estava no quarto dormindo enquanto toda a ação – em tempo real, diga-se -, se desenrolava no andar debaixo, nas três casas e no aeroporto), mas Connection Lost serviu para estabelecer um marco importante na trajetória de Modern Family, que provou ser capaz de subverter os padrões da TV aberta e trazer algo realmente novo e… moderno. Aguardem prêmios.

5star

Modern Family é exibida no Brasil pelo canal FOX, que ainda não anunciou a data deste episódio especial. Assista à chamada:

Deixe um comentário

ss