FOTO: REPRODUçãO

Por: André Costa

Crítica | Veep 4×09: Testimony

veep 4x09

[com spoilers do episódio 4×09] Em Testimony, antessala do season finale desta quarta temporada, Veep despe e deixa no chão ao lado da cama sua linguagem tradicional e aposta em um estilo documental,  onde a câmera é parte dos elementos que constroem a mise-en-scène. É uma decisão acertada: o tom de escândalo político na ponta da mesa e quase caindo no chão que permeia o episódio se beneficia desse tipo de linguagem, que ainda confere uma dinâmica nova e diferente à série (em termos não-técnicos: um novo jeito de mostrar pessoas se ofendendo). Ainda assim, Testimony desce meio sem gosto, sem aproveitar ao máximo as oportunidades, e, embora eficiente, acaba entrando para aquele seleto grupo de pessoas que não são exatamente bonitas mas você daria em cima delas em uma festa após três ou quatro bebidas.

A apropriação da linguagem documental, além de pertinente, mostra que os realizadores de Veep manjam do riscado – reparem como todos os integrantes da patota presidencial já aparecem sentados na mesa, com exceção de Gary e Mike, o que confere um ar de nervosismo à situação. Além disso, a câmera se mantém sempre estática, tipo batendo o martelo no nível de burocracia envolvida naqueles depoimentos (uma vez que bate de frente sem piedade com a linguagem usada normalmente). E, ao utilizar de elipses, alternar os planos onde as pessoas que perguntam e as pessoas que respondem com sacadinhas aparecem e trocar de cenário colocando Selina e Catherine em ambientes diferentes dos demais, a montagem impede que o ritmo do episódio se torne arrastado.

O grande problema é que… Testimony não é exatamente muito engraçado. Tem alguns momentos inspirados, claro, como o “você poderia ter procurado no Google essa” ou a lista de apelidos de Jonah, além de uma ou outra intervenção de Richard, mas no geral tudo parece uma construção que não leva a uma punchline à altura. O episódio perde muito tempo com a questão dos testículos de Jonah (que já havia desintegrado tempo em momentos anteriores), volta a se apoiar no buraco negro de sensibilidade que Selina tem em relação à filha para forçar piadas, mantém o cinismo de Dan e Amy muito superficial. Ben novamente fica mais à frente, mas nem mesmo ele consegue desovar um one-liner fatal daqueles que normalmente compõem o DNA da série.

O que Testimony faz com eficiência, entretanto, é empurrar o arco narrativo para a frente e terminar com a promessa de um grande season finale. O cerco se fechou monstruosamente em cima de Selina e etc e a situação parece cada vez mais ter um relacionamento à distância com o controle – e, considerando que as informações atingiram o ventilador, mas não chegaram a despencar por cima dos culpados, dá para ter uma ideia da intensidade que vai banhar o desfecho da temporada. E quem sabe? Talvez ele até seja engraçado de novo.

3star

Uma resposta para “Crítica | Veep 4×09: Testimony”

  1. Claudia disse:

    Ahhh achei ess episódio o mais engraçado da temporada. Morri de rir em várias cenas, principalmente com Gary e Mike. Já vi duas vezes!

Deixe uma resposta

ss