FOTO: REPRODUçãO

Por: Redação Ligado em Série

Crítica | True Detective 2×04: Down Will Come

true detective 2x04

[com spoilers do episódio 2×04] Ao final deste Down Will Come, há um tiroteio. Um bem longo, além de sério e intenso – uma cena sempre ganha em dramaticidade quando ela envolve tiro na fuça. Um momento bastante tenso, em suma. E a sensação é a de que ele foi colocado ali para compensar pelos cinquenta modorrentos minutos anteriores.

Quatro episódios e a segunda temporada de True Detective ainda não engrenou. Parecia que o episódio anterior era o pulo do gato (apesar da puxada de tapete com relação ao evento ornitológico), mas Down Will Come investe na falácia de que lentidão é profundidade ao invés de desenvolver as possibilidades tão interessantes que foram colocadas em Maybe Tomorrow. Assim, há muitos olhares vagos, muitas expressões tristes e poucos momentos realmente interessantes. Entendo que a ideia é criar uma atmosfera noir, mas a série parece caminhar embriagada de atmosfera noir pela sarjeta achando que repetir uma fotografia dessaturada, escura e olhos melancólicos ad infinitum compensa a ausência de desenvolver as tramas.

É curioso que aqui os diálogos parecem atingir a maturidade (“não sei se aguentaria outra“, “estou gostando desse seu lado sóbrio. E de sua cabeça não cair para a frente enquanto eu falo“), mas não conseguem acrescentar muito ao episódio – e, mesmo assim, volta e meia atingem um nível inexplicável de pretensão vazia (“são esses momentos que olham para você“, a insana digressão sobre açúcar e dentes). Além disso, parece que reflexões sobre a vida precisam ser aplicadas pontualmente, seja Woodrugh reclamando que não adianta fazer o que mandam fazer – momento que envolve uma cumplicidade entre ele e Velcoro que simplesmente despenca na história – ou Bezzerides refletindo sobre momentos e pessoas e quem olha para quem e tal. Se o terceiro episódio optou por indicar sutilmente coisas relacionadas às personagens, Down Will Come optou por oferecer momentos mais concretos, mas com a quantidade de conteúdo de um saquinho de Ruffles.

truedetective204

Com relação à trama do assassinato em si, ela continua um cubo de Rubik de informações. A história com frequência acaba ficando confusa: são quatro personagens diferentes e cada uma delas envolve mais um exército de coadjuvantes, o que torna a quantidade de dados e conexões realmente muito grande (e não são bem apresentados, já que pelo visto é mais importante mostrar fumaça de cigarro e tristeza do que informar. Diabos, até a cantora do buteco onde Frank e Velcoro se encontram tem machucados visíveis nas pernas). A própria série não parece muito interessada no caso, já que o interrogatório que diz aos detetives o esconderijo dos suspeitos, por exemplo, nunca é mostrado; a novidade simplesmente pipoca ali no meio do pessoal como sua mãe quando descobre que alguém da família está grávida.

O que realmente salva Down Will Come é o supracitado tiroteio. É a cena em que True Detective se mostra mais concisa, construindo tensão de forma eficiente ao mesmo tempo em que ilustra o custo daquela operação. Ao contrário da história do morto sem os olhos lá, o tiroteio jamais soa confuso; fica sempre claro quem está onde, quando e o quão perto essa personagem está de ser metralhada. Além disso, a quantidade de baixas e a casualidade da violência são chocantes, dando à série uma força que até aqui a segunda temporada não havia mostrado. E a preocupação em ilustrar as consequências da matança tarantinesca no trio bigode-cigarro eletrônico-mentiras a si mesmo sobre sexualidade só aumentam o impacto, pois vemos aquelas pessoas treinadas atingindo uma posição fetal psicológica após uma situação chocante. A situação não é amenizada, é potencializada.

Pena que o resto do episódio não tenha uma mira tão eficiente.

3star

14 respostas para “Crítica | True Detective 2×04: Down Will Come”

  1. Felipe Ferreira Silva disse:

    Review muito fraca essa

  2. Viley Melo disse:

    Tão fraca quanto esse temporada de TD…

  3. Kareka_almeida disse:

    Perfeito!

  4. marcos disse:

    A melhor cena de tiroteio que assisti em uma série.

  5. Felipe Ferreira Silva disse:

    Ou mais…

  6. Marcelo Marcolino disse:

    Concordo com a crítica.
    E pelo jeito, essa temporada não engrena mais…

  7. Morgana Oliveira disse:

    “trio bigode-cigarro eletrônico-mentiras a si mesmo sobre sexualidade”, “posição fetal psicológica”… Caramba, eu juro que cheguei a ficar até meio constrangida com o quão cafonas soaram essas suas tiradas. Sério, receba isso como uma sugestão bem intencionada de uma leitora que gosta das suas análises: dá uma maneiradinha. Esse estilo rocambolesco, por vezes, acaba até por ridicularizar o texto. Um pouco mais de sobriedade, sabe.

  8. Jefferson C. S. Santos disse:

    Na minha humilde opinião, a temporada engrenou já no segundo episódio, mas percebo uma preguiça geral em tentar compreender o roteiro.

    Público fraco = série fraca

  9. Fábio Costa disse:

    Ninguém quer pensar. Se o enredo é complicado, faça um esforço para acompanhar. Perto do monte de séries e filmes acéfalos por aí, TD é luxo.

  10. André Nique Costa disse:

    Oi Morgana. É que o meu estilo de escrever é mais chegado a esse tipo de tirada – não é nem questão de querer parecer engraçado; apenas gosto mais de escrever assim e acho que torna o texto mais dinâmico.

    Mas obrigado pelo feedback. Vou dar uma cuidada para tentar limar exageros ou ao menos melhorar as tiradas, analogias etc, para tentar soar mais orgânico. E espero que tu continue acompanhando. :)

    Abraços.

  11. José Roberto Caivano disse:

    Curti sua análise, e concordo, muito fraco esse episodio, dormi umas 4 vezes tentando assistir… Só a cena final que salvou…

  12. Peterson Tesch da Silva disse:

    Porra, achei muito bom esse ep…e a série estou achando excelente! Quer pior que um monte de personagens para todo o lado, cheio de historias paralelas e nomes confusos, que GAME OF THRONES?? Ali sim, a série é um porre, muito blábláblá parecendo profundo mas rasa demais, e não vejo críticas.

  13. Morgana Oliveira disse:

    Claro, vou continuar acompanhando, sim. ;) Gosto muito de acompanhar as análises de vcs!
    Abraço.

  14. Darlan Silva disse:

    Gostei do review. Bem o que pensei sobre o episódio mesmo, tava fraco, fraco… até o tiroteio. Mas continua bem aquém da primeira temporada, com certeza…

Deixe uma resposta

ss