FOTO: NETFLIX

Por: Bruno Carvalho

Making a Murderer: Anonymous alega ter provas que exonerarão Steven Avery

stevenaveryFOTO: NETFLIX

A docussérie Making a Murderer da Netflix está há duas semanas no ar e quem assiste é imediatamente tomado por uma sensação de impotência e revolta enquanto o absurdo caso de Steven Avery é narrado. Capturado injustamente e condenado por um estupro que não cometeu, ele foi libertado após passar 18 anos encarcerado, para, dois anos mais tarde, ser preso novamente por um homicídio que ele obviamente não cometeu.

Claramente incriminado pelas autoridades do condado de Manitowoc como vingança pela ação cível que Avery movia contra a promotoria e polícia da localidade, Avery já está há mais de 10 anos na penitenciária e hoje busca sozinho de sua cela conhecimento jurídico para se defender.

Mas após o sucesso do documentário, parece que ele receberá ajuda. No início da semana uma thread no site Reddit tomou notoriedade quando diversos investigadores e detetives particulares se uniram para reunir evidências e teorias sobre quem realmente matou a fotógrafa Teresa Halbach – e até então eles já identificaram um possível suspeito, referenciado como The German, que teria alugado um trailer perto do ferro-velho dos Avery e cometido o crime.

Hoje, contudo, Steven Avery e o sobrinho Brandon Dassey ganharam um reforço de peso. O grupo de hackers Anonymous informou estar em posse de provas que podem exonerar as condenações e confirmar, de um vez por todas, que o Sargento Steven Colborn e o tenente James Lenk conspiraram para plantar evidências e incriminar Avery e Dassey. Eles exigem que a polícia de Manitowoc libere os registros telefônicos dos envolvidos sob pena de vazar informações ao público.

As informações devem vir a público hoje ainda se a promessa for cumprida,

30 respostas para “Making a Murderer: Anonymous alega ter provas que exonerarão Steven Avery”

  1. Thay disse:

    Espero mesmo que ele seja inocentado, pois tudo que foi apresentado gera muita dúvida sobre o motivo do crime. Torço para que ele se livre da cadeia.

  2. Eduardo disse:

    Realmente parece que não foram eles, mas a reação da nova prisão do Steven foi muito conformadora, me pareceu. Acredito que uma pessoa inocente q fosse presa injustamente de novo estaria em um estado de desespero, que não foi nunca demonstrado. Já aquele sobrinho dele, eu n consigo compreender o nível da burrice pra confessar aquilo.

  3. Marco Paulo CasaGrande disse:

    Facil falar ne

  4. Rafael disse:

    Em nenhum momento ele se mostra ser uma pessoa de expor sentimentos , quando ele é aplaudido por todos na frente do governador é a mesma reação que ele tem quando está no tribunal , é o jeito dele .
    Mas ninguém tem condições de julga-lo só ele sabe o que ele sente por dentro por estar a mais de 20 anos no sistema carcerário.

  5. Eliel Araújo Nascimento Júnior disse:

    É semelhante ao caso do Paradise Lost – The West Memphis Three, em que a polícia conseguiu uma “confissão”, após vários outros depoimentos, mediante pressão e indução de respostas, justamente de um adolescente com visível retardo mental ou capacidade de compreensão de fatos prejudicada. Mas reações não são suficientes para se confirmar ou não a condenação ou inocência de qualquer pessoa.

    Resta saber se o anonymous vai de fato entregar essas provas na web.

  6. Raphael disse:

    Na vdd provar que os policiais plantaram provas não necessariamente o inocenta, apenas incrimina os policiais tambem. Pode ser que dê ao Steven um novo julgamento e uma condicional. Os policiais podem ter plantado provas apenas pra agilizar a incriminação dele. Em sites gringos tem outras infos que não estão na série, como o fato de ter digital do Steven no capô do carro, o que bate com o depoimento do Brendan quando disse que ajudou o tio a mover o carro e o Steven abriu o capô pra arrancar sei lá o que. E que ele já havia ligado pra revista pedindo que a Teresa especificamente fosse lá, e ela disse ao chefe que tinha medo dele. Quer dizer, é dificil demais julgar, tem provas que inocentam e provas que incriminam. Por isso acho que o erro maior foi do juri de te-lo condenado com tanta pergunta no ar ainda. E o julgamento do Brendan foi mais ridículo ainda, pois foi julgado pelo julgamento do tio, os dois foram julgados pelo mesmo crime, mas tendo ocorrido de forma diferente. Complicado

  7. Eliel Araújo Nascimento Júnior disse:

    Mas é suficiente para indicar que o crime não foi cometido por Steven, considerando que o assassinato da fotógrafa ocorreu em outro local, por outras pessoas, o corpo foi incinerado em outro local e colocado junto à fogueira de Steven apenas para fazer parecer que ele teria tentado ocultar o corpo.

  8. Fabio disse:

    Não dá pra acreditar o quão estúpido é a justiça AMERICANA em acreditar em um verdadeiro conto de fadas, todas as acusações contra Steven todos eles foram contraditórios em seus depoimentos e nunca tinham certeza de nada do que eles mesmos falavam, sempre à não lembro, pode ser, sei lá, e o Sr Juiz ser capaz de cair nessa, “Steven Avery já iniciou seu processo condenado” nenhuma das provas são suficientes nem mesmo para incriminar um verdadeiro criminoso se ele fosse Steven Avery, não precisa ser muito inteligente para ver que todos que participaram da condenação do Steven sabem que ele é inocente e vou mais longe, até o filho da dita cuja assassinada, até ele está envolvido nesta sujeira, tem que ter muito estomago para ouvir dias após dias este teatro que montaram nesse pequeno condado, eu achei que esse problema acontecia somente em meu País, mas já fico aliviado que há quadrilhas bem melhor organizada em outros países, tão quanto aqueles que nos jogam e nos julgam como PAÍS de índios. Esses inúteis erraram a primeira vez e o verdadeiro culpado continuou realizando o mesmo crime, espero que não aconteça a mesma coisa com o novo erro, já pensou se o verdadeiro assassino voltar ou continuar a fazer isso, só rezem para não ser filhos, esposa, irmãos, pais desses cretinos corruptos.

  9. Anthenor Júnior disse:

    Cade?

  10. Valéria Mello disse:

    Perfeito seu comentário! Estou tentando acrescentar algo mais, porém só sinto muita revolta por pensar que estamos todos à mercê do mal. Mas, talvez a saída seja o grito pela internet. Estou na torcida para que grupo de hackers Anonymous apresente as provas rapidamente.

  11. Eduardo disse:

    Tem um caso brasileiro assim também, não lembro exatamente qual, mas é relacionado a uma confissão falsa que muito tempo depois foi provado. Engraçado nesse documentário que eles falam que a polícia americana busca a confissão e não os fatos verídicos.

  12. Eduardo disse:

    Pois é, infelizmente o júri decidiu dessa forma, agora se teve alguma intervenção na decisão deles não tem como saber, mas foi dito q o júri iniciou a discussão com a maioria a favor do steven.

  13. Waggamama disse:

    Concordo, incriminar os policiais não inocenta o Steven Avery. Porém, a digital(eu tinha lido em algum lugar que era DNA de suor) também não incrimina o Steven, já que a Teresa era conhecida, tinha ido ao ferro-velho se encontrar com o réu e com o carro em questão, e ele trabalhava com carro. Quer dizer, ele poderia na conversa ter tocado, encostado, no carro ou ter aberto o capo para verificar alguma coisa a pedido dela.

  14. Jotinha disse:

    É só seguir o dinheiro..o caso é simples. Manitowoc County -> 36 milhoes de dolares -> Steven Avery. Explica pra mim pq um cara que ta prestes a receber essa grana mata alguem? Nao faz sentido nenhum…se ao menos houvessem evidencias concretas, mas tudo que foi usado é controverso..Ainda bem que aqui no Brasil a justiça funciona kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, brincadeira.

  15. TIAGO disse:

    A Justiça daqui também não funciona, mais aqui também ele seria culpado, por quem está contra esse homem não é uma família que perdeu sua filha, e todo um sistema de justiça de um país, o melhor “país do mundo”,”que achou as armas de destruição em massa no Iraque, nunca se envolveu em nenhuma guerra onde inocentes morreram, não mantém prisioneiros sem nem tipo de julgamento ou provas em Guantanamo “. Teria que escrever vários livros pra dizer tudo que sobre isso, mas usando de um dos conteúdos das aulas de um grande professor e mestre que tive professor Paulo – A verdade não é absoluta, algo que é verdade pra mim pode não ser pra vc, depende de que está olhando e os argumentos até aquele momento, vou dar um exemplo sei que sou professor de história e não de física, uma pessoa que observa um ônibus com pessoas dentro desse ônibus, essas pessoas estão em movimento, para uma pessoa que está dentro as outras pessoas no ônibus estão paradas, os dois pontos de vista são verdade para as respectivas pessoas.

  16. TIAGO disse:

    Tem alguns erros de concordância e de português, não corrigi antes de postar, peço que me desculpem.

  17. Jean disse:

    Cara realmente é complicado, mas essa do DNA no capô era do suor do cara… se ele tocou no carro onde raios foi parar as digitais? no carro só foi encontrado marcas de sangue, como pode não tem um cabelo, uma digital nada?

    Marcas de sangue na garagem e na casa não existe.
    Enfim nunca foi provado que o cara realmente cometeu o crime e no sistema americano funciona “inocente até que se prove o contrario”. Sem comentar que o promotor o tal do Kratz hoje em dia perdeu a licença por má conduta, muita coisa errada e justo após o cara dar entrada num processo milionário contra o governo? Tudo errado.

  18. Melissa Coutinho disse:

    Fica 18 anos na prisão por um crime que tu não cometeu e depois tu tenta reformular tua mente. A mente do cara deve tá a milhão! O sobrinho dele, como os próprios advogados de Avery percebeu, ele é uma pessoa influenciável, sem experiência de nada, vulnerável em comparação com policiais experientes que fácil fácil arranca – o que quer ouvir – de quem quer que seja.

  19. Pablo Gadotti disse:

    O que eu não entendo é como declararam ele Culpado pela morte da fotógrafa, mas Inocentaram ele pela mutilação do corpo?

  20. Von_Hohenheim disse:

    a ex namorada dele aquela que bebia e depois largou ele, falou q ele não era inocente e que ele tinha feito aquilo com teresa por acreditar que todas as mulheres eram culpadas pelo que aconteceu com ele quando ele foi preso injustamente. Pra mim levando em consideração que ele podia tar putão com a situação e guardar rancor daquilo é um bom motivo pra matar alguém. Mais tbm tem outro lado ele até aceitou a desculpas da mulher q tinha incriminado ele, e parecia feliz quando finalmente livre e ia receber uma boa grana e indenização. E sem falar do lance do tubo de sangue, por q caralhos aquilo tinha sido abrido e furado?

  21. Von_Hohenheim disse:

    ex namorada disse que ele cometeu o crime por que acreditava que todas as mulheres eram culpadas pelo que aconteceu com ele, quando foi preso injustamente. Pode até ser verdade se ele fosse um psicopata, mais pelo que vi o tratamento dele com a mulher que até aceitou as desculpas dela e pela felicidade dele depois de sair da prisão acredito que não. E também por que aquele caixa que continha o sangue dele foi violada?

  22. Von_Hohenheim disse:

    como assim ele até chorou é o jeito dele ele não é o time de pessoa que vai ficar batendo na mesa pedindo justiça.

  23. Ana disse:

    #FreeStevenAvery amei e espero q o documentário possa de fato ajudar los. Eu que pouco entendo de leis, vejo q na série mostra bem há falta de provas e provas sem nenhuma verdade.

  24. Naná . disse:

    Eu to confusa ate agora depois de assistir. Como pode acharem sangue no carro da teresa e nao achar nenhuma digital? Se tinha sangue do Steve pq eles nao verificaram se ele tinha algum machudo pra ter certeza que tinha sido ele e nao implantado? Eu penso mais nos pais dele que gastaram tudo o que tinha e o que nao tinha pra tentar tirar ele da cadeia e vai e acontece isso e eles nao recem os 36 milhões, uma sacanagem tremenda. Tudo bem que ele ganhou 460 mil ou algo assim porem ta gastando tudo novamente pra tirar ele de lá.

  25. Perce Polegatto disse:

    Também não acredito na culpa de Steven e de Brendan. Em tudo mais que faziam na vida, demonstravam simplicidade e inocência. Tudo foi muito mal explicado para incriminar Steven. E Steven não confessou o crime pelo qual foi injustamente acusado da primeira vez, mantendo-se firme (iria cumprir os 32 anos de prisão), com a decisão de não confessar um crime que não cometeu. Agora, a mesma coisa. Quem tem prisão perpétua decretada não teria nada a perder em confessar. Steven demonstra, em sua simplicidade, que nem sabe ao certo o que aconteceu. E o promotor Kratz, que é visivelmente um canalha, associado a policiais corruptos, conseguiu o que queria. É um caso absurdo em que os verdadeiros vilões (principalmente os verdadeiros assassinos) saíram ganhando.

  26. Perce Polegatto disse:

    Como é possível que na chave do carro de Teresa não havia o DNA… de Teresa?!

  27. SS_PiRuKa disse:

    Ele aceitou o acordo de 160 mil dólares para poder bancar a defesa nesta nova acusação, todo o caso é uma bagunça só, o minimo que eles deveriam fazer era um novo julgamento com testemunhas de outro Estado.

  28. SS_PiRuKa disse:

    Exato se ele confessasse teria a pena reduzida e mesmo assim se manteve convicto.

  29. SS_PiRuKa disse:

    Amigo entendo o seu ponto vista, mas tentar justificar um assassinato a um episódio especifico de quando ele era um garoto também é errado, pois nunca foi explicado o contexto como aconteceu, pois até onde eu sei ele estava com outras pessoas e isso faz muita diferença, principalmente para um adolescente que faz muitas “cagadas” para se mostrar etc, então é preciso contextualizar as coisas, todo o caso é uma bagunça só, eu particularmente acredito na inocência pelo simples fato de que ninguém, por mais idiota que seja, mataria uma pessoa dentro da própria casa e deixaria seus restos mortais bem enfrente a sua porta, e muito menos estacionar o carro dela no seu quintal, não vou nem mencionar o fato dele ter a disposição uma maquina que comprime o carros (não sei o nome) o qual usou no mesmo dia, só partindo deste pressuposto já se tem uma dúvida razoável, ainda mais para alguém que sabe da importância do DNA como ele (tendo em vista que foi inocentado por isso), enfim são tantas coisas inconsistentes que é impossível não se perguntar se ele é inocente.

  30. Rori Filho disse:

    O jeito é tirar esses dois da cadeia, não era nem para eles estarem ali pra começo de conversa. #FreedomtoStevenAveryNow

Deixe um comentário

ss