FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Tia Shonda aprontou de novo…

shonda02

[Contém spoilers do episódio 12×09] Grey’s Anatomy é uma série que claramente está numa sobrevida de, pelo menos, umas seis temporadas. Isso porque há cada vez menos espaço para produções de 20 e tantos capítulos por ano. É demais, é doloroso pros realizadores, pros atores que não conseguem fazer outros projetos e para o público. Para cada episódio muito bom temos vários fillers, verdadeiros enche lingüiça. Depois que as produções de TV a cabo e streaming com seus 6, 8, 10, no máximo 13 episódios se popularizaram, é difícil seguir acompanhando tantas outras nesse esquema inflado.

Mas Shonda Rhimes, como todo showrunner de séries de longevidade na TV aberta nos EUA, sabe disso. Por isso, frequentemente uma série assim precisa introduzir um episódio diferente ou com algum acontecimento marcante pra trazer o público que já está com um pé na porta da saída. Em Grey’s Anatomy tais acontecimentos geralmente estão relacionados com a criadora da série açoitando seus personagens com desgraças: acidentes aéreos, tiroteios, doenças e tudo mais que possa afetá-los.

shonda01

Sobrevivendo a isso tudo está Meredith Grey (Ellem Pompeo), que já perdeu amigos, irmã, pais e o próprio marido. Mas em 12×09: The Sound of Silence, as teclas da tia Shonda bateram pesado na protagonista. Com um capítulo totalmente focado na personagem que dá título à produção, a agora chefe-cirurgiã do Grey Sloan Memorial foi brutalmente espancada por um paciente, que sofria de “hiper agressão pós-epilético”.

Jogada pra lá e pra cá como uma boneca de pano por muito tempo, a médica é então socorrida. A direção do capítulo é de Denzel Washington, que conduz inclusive uma bela sequência, é verdade, totalmente sem som e sob o ponto-de-vista de Meredith, que agora sofrerá com estresse pós-traumático e terá sequelas. Nada inovador em termos narrativos (a própria série usou isso antes), mas bem-vindo neste episódio.

shonda03

Foi isso. Shonda literalmente espancou a protagonista para introduzir mais drama a uma série que já teve mais drama do que o suficiente. Eu parei com Grey’s Anatomy lá no oitavo ano e conheço muita gente que fez o mesmo. Quem segue – e eu entendo totalmente a investida – quer ver sua série querida se perder completamente? Não chega um momento onde a integridade de uma produção vale mais do que os trocados da syndication?

Grey’s Anatomy hoje não é aquela Grey’s Anatomy que conhecemos lá atrás, com os internos chegando, as intrigas de elevador e os romances. É um tempo bom que não vai voltar, não adianta. Séries precisam de um final e já passou da hora de Shonda Rhimes largar esse osso. Para o bem de todos.

15 respostas para “Tia Shonda aprontou de novo…”

  1. Gabriela Pinto disse:

    eu parei quando a izzie saiu. 5ª temporada? agora vejo que foi a melhor coisa q fiz! deixei de perder mto tempo com esse dramalhão sem história realista.

  2. André Carvalho disse:

    Quando soube da morte do Derek parei imediatamente de acompanhar a série que tão fielmente assistia há tantos anos. Nenhuma protagonista merece passar por tanta coisa ruim. Já tá ficando mais do que surreal. Shonda não tem mais o que inventar para a série e toda temporada agora é uma desgraça atrás de outra para Meredith. Já cansou e está muito repetitivo. Não me arrependi nem um pouco de ter desistido.

  3. Lucas Pires disse:

    Como um dos que ainda assistem à série posso dizer que desde a temporada passada Greys tem tido uma constante de episódios maravilhosos. Mas tbm acho horrível essas decisões escandalosas da Shonda pra chamar atenção e audiência.

  4. Marcos Almeida disse:

    Não poderia discordar mais. A 12a temporada praticamente zerou a série, que está muito boa. Isso me fez inclusive até voltar a ver a série, que tinha abandonado na 6a por algum motivo que não lembro e resolvi revê-la por completo no Netflix após ver alguns episódios da 12a e reencontrar o encanto inicial que ela me causou. Vi as 11 temporadas nas ultimas semanas e tirando a 9a e 10a, que não curti muito, a série voltar a me interessar e muito. Ainda tem gás para outras temporadas.

  5. matheus disse:

    assisto Gre’s desde 2010 e descordo do que você disso, depois da morte de Derek shonda voltou a focar a série onde ela nunca deveria ter saído o foque, que era Meredith, esse episódio foi simplesmente espetacular, um dos melhores da série, a direção foi incrível com tudo pelo ponto de vista de Meredith foi perfeito.
    Mas sobre a duração da série, acho que shonda ta querendo bater o recorde de ER porque falta pouco rs.

  6. Augusto disse:

    depois que trouxeram de volta a irmã do derek, já percebi que a história e a série está indo para o mesmo caminho do private practice. colocaram ela só para encher linguiça literalmente. extremamente louca, agora é chefe da neuro. e quem apanha é a grey??

  7. Matheuslavi disse:

    Discordo! É um tempo bom que voltou. Grey’s já teve seus momentos ruins, mas as últimas duas temporadas, pelo menos, estão tão boas quanto as primeiras. E as tragédias são necessárias para o roteiro da série, não tem jeito, se não gosta, nem começa.

  8. Ana Maria Ballardin disse:

    Queridos amigos….lembremos que sempre tem pessoas que começam a assistir a série depois que os mais antigos abandonaram e sendo assim, nem sempre conhecem a mitologia da série, para eles tudo é novidade concordam?!!! Amem o que passou e deixem o que está no ar para os que começaram tarde darem seus veredictos.

  9. Manuelita disse:

    com tanta tragedia nesse hospital não sei como o povo ainda tem coragem de trabalhar lá.

  10. Marcelo Chaves disse:

    Pois eu discordo muito, mas muito… do tipo… nunca discordei tanto de um texto sobre uma série. Acho que a série está melhor agora.

  11. Érika disse:

    Você escolhe um episódio desses pra dizer que Grey’s Anatomy tem que acabar? Concordo que a série tem muitos fillers, utiliza muito a dinâmica de “história de paciente, médicos fazendo milagres para salvá-lo, lição de moral no fim”. Mas em relação a esse episódio e a série como um todo desde que o Derek morreu, isso é bastante injusto. Apesar de eu não aprovar o surgimento inverossímil de uma meia-irmã da Meredith, a relação delas junto com a Amelia deu uma grande renovada na narrativa. A série vem focando no que é o forte da Shonda: os dramas de mulheres fortes e cheias de problemas. E sim, Gey’s adora usar uma tragédia pra continuar segurando o público, já usou esse recurso muitas vezes. Só que o espancamento da Meredith foi um grande pretexto para algo maior do que o simples choque. Acho que o substancial desse plot ficou muito mais no período de recuperação da Meredith e na forma como ela encara o mundo e as pessoas do que na tragédia de um espancamento. Não foi gratuito na minha interpretação. Uma pena se seu foco ficou apenas nos minutos iniciais do episódio.
    Se você estivesse falando da 8ª ou 9ª temporada, por exemplo, eu seria obrigada a reconhecer que você está certo. Na situação atual da série, eu não poderia discordar mais do seu texto.

  12. Lucas Pires disse:

    Relaxem pessoas. Não dá pra levar em consideração a opinião de uma pessoa sobre uma série que ela não mais assiste.

  13. Bruna Sgrillo disse:

    A série tá excelente, discordando totalmente desse texto. Dica pra quem parou: VOLTE!

  14. Gisele Santos disse:

    Tb acho que nessa temporada a série está com episódios muito bons, tirando esse…haha

  15. Eurico Alexandre Braga Junior disse:

    Grey’s não é mais aquela série de internos, conflitos em elevadores, concordo que precisa de um fim, mas não esperava que chegasse até aqui com esses conflitos, eu cresci, amadureci no percurso.

Deixe um comentário

ss