FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Game of Thrones deve acabar em 2018 com temporadas finais reduzidas

got_trono

Em recente entrevista à revista EW, os roteiristas David Benioff e D.B. Weiss voltaram a abordar o inevitável assunto do fim de Game of Thrones. “O plano ainda não mudou. Nós sabemos há muito tempo quantas horas de série queremos fazer.”

A declaração vem às vésperas da negociação com a HBO para renovar a série para a sétima e provavelmente a oitava e última temporada. Segundo eles, a ideia é ter por volta de 73 horas produzidas, o que deixa os anos sete e 8 com 13 episódios ao todo.

Os roteiristas enfrentam hoje o problema vivido por Carlton Cuse e Damon Lindelof após o fim da terceira temporada de LOST. Enquanto eles precisavam estabelecer um final para a série – possibilitando dosar as revelações e planejar o desfecho, o canal ABC, do grupo Disney, queria mais. Os escritores propuseram duas temporadas; o canal quis três e o sexto ano foi reduzido.

game-of-thrones-cast-sings-game-of-thrones-moviepilot-vhhnl6qb

O mesmo pode acontecer com Game of Thrones. A HBO não tem hoje uma série de sucesso que substitua a saga de Westeros à altura. Aliás, o último grande blockbuster do canal foi True Blood. Eles vislumbraram um grande sucesso com True Detective, mas a pressão para que a segunda temporada saísse logo causou o que todos nós sabemos (e que o presidente Michael Lombardo admitiu). Vinyl não caiu nas graças do grande público e Westworld, por ser uma ficção, também deverá ficar em um nicho.

Por isso o canal certamente vai querer espremer Benioff e Weiss por pelo menos mais duas temporadas completas de 8 a 10 episódios. A situação é ainda mais delicada por causa dos constantes atrasos de George R.R. Martin em entregar o novo livro The Winds of Winter.

A HBO diz que por enquanto a data final e a redução de episódios é especulação, mas a história também saiu na Variety (uma das publicações mais respeitadas da indústria do entretenimento) após uma entrevista com os roteiristas.

Michael Lombardo, por sua vez, não consegue esconder que o fim está próximo: “Encerrar Game of Thrones vai ser um baque pra mim como executivo e como fã. Uma série que ressona tanto e funciona em vários níveis torna difícil imaginar o seu fim. Ao mesmo tempo, David e Dan possuem uma responsabilidade e eu respeito isso imensamente. Se a gente seguir renovando a série, acabaríamos fazendo igual a outros canais fazem – e ninguém quer isso”.

Com certeza, a ideia de prolongar Game of Thrones além do que é criativamente aceitável não seria bom para os roteiristas, para os fãs e, a longo prazo, para a HBO, que ficaria manchada por uma manobra como essa. Acredito que Lombardo fará a coisa certa e deixará a série encerrar quando precisar ser encerrada e ser lembrada como a grande produção que foi.

7 respostas para “Game of Thrones deve acabar em 2018 com temporadas finais reduzidas”

  1. Alípio disse:

    É a 3a entrevista e todas com um discurso diferente. Tudo dependerá de quanta grana será colocada na mesa, no final das contas.

  2. Danilo Pereira disse:

    Supor que Westworld ficará em um nicho por ser ficção científica é incoerente em um artigo que trata de uma série de fantasia (que é tão ou mais nichada que a ficção científica) que extrapolou todo e qualquer nicho.

  3. Marcelo Figueira Pereira disse:

    Concordo Danilo

  4. Miguel Bento disse:

    A questão de Lost não é bem o que está aí escrito, Lost devia ter mais duas temporadas (ou seja 5 no total) aquando das negociações para finalizar, mas derivado à greve dos roteiristas que aniquilou parte da temporada 4, foram obrigados a criar uma temporada adicional, dividindo assim as supostas duas temporadas em três mais curtas, Isso foi um problema porque os obrigou a mudar um pouco o rumo das coisas… como se viu na asneira da temporada final. E apesar de Westworld estar a criar muitas expectativas, não me parece que consiga ter a capacidade de atrair as massas como GOT… A HBO tem falhado muito ao tentar arranjar substitutos para GOT (true detective e leftovers). Mas isso n pode impedir de definir um final para a série correndo o risco desta se afundar no argumento que por vezes já anda demasiado às voltas do mesmo.

  5. ralves58 disse:

    Danilo, nao concordo… Game of Thrones pode ter sim doses de fantasia (boa parte delas removidas ou diminuidas pela equipe da HBO, em relacao aos livros — por exemplo, na serie de tv ninguem de importancia ressuscita, nem mesmo a mae Stark!), mas ela é basicamente um thriller politico, com todas aquelas fascinantes estrategias de poder adotadas pelos diferentes clãs.

    Eu mesmo NÃO gosto de fantasia (por sinal, se eu soubesse desde o inicio que GoT iria ter essa bobagem de zombie, provavelmente nem teria comecado a assistir), e mesmo assim gosto da serie, nao pela parte de fantasia e sim por todo o historico de luta pelo poder com um minimo de credibilidade, sem as bobagens e o simplicismo dos contos de fadas.

  6. ralves58 disse:

    Lost espichou porque era tv aberta, que espicha qualquer serie que dê lucro e audiencia. Simples assim. Game of Thrones nao é tv aberta.

  7. Joao Quirino disse:

    Mas como acabar? Alguém consegueria pensar em um final? GoT não é uma novela onde tudo acaba bem, nada mais justo que o fim da série ser o fim normal de uma temporada, pois é assim que a vida é, sempre aberta a novos acontecimentos!

Deixe um comentário

ss