FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

TCA16: As novidades de Stranger Things direto do painel da série!

strangerme

Los Angeles – Winona Ryder, Millie Bobby Brown, Gaten Mattarazo, Caleb McLaughlin e os irmãos Duffer subiram ao palco do TCA hoje precisamente às 14h para falar sobre a estrondosa primeira temporada da série e o que vem aí para o segundo ano.

Para começar, Matt Duffer disse a série tem muita influência de David Lynch, pois eles assistiram aos filmes e séries dele e isso ficou guardado. “É por isso que tem essa vibe Twin Peaks às vezes”. Ele disse ainda que a TV é mais maleável do que o cinema e isso ajuda eles como roteiristas a desenvolverem melhor os personagens.

Os irmãos, que são gêmeos, também abordaram o problema do crescimento das crianças:

“A história da primeira temporada acaba no Natal, então podemos fazer algum tipo de salto temporal pra voltar. A gente não gosta nada do fato de eles crescerem tão rápido, mas ainda vamos descobrir como fazer isso direito.”

Matt disse também que eles quiseram contar a primeira temporada como um longo filme e focar na história do desaparecimento do Will. Sobre as crianças, foi só elogios, como poderíamos imaginar:

“A gente tá lidando com uma série de TV e o elenco talentoso ajudou muito, pois não podíamos gastar muito tempo com refilmagens e eles foram ótimos. Eles são incríveis e com personalidades incríveis, então a gente incorporou isso na concepção dos personagens nasérie. Eles têm ótimas ideias, como a da bandana, por exemplo. Ou seja, eles ajudaram no processo de criação da série também.”

Ross Ruffer falou que Stranger Things é algo que conecta todas as influências das coisas que ele e Matt mais gostam no mundo.

winonastranger

Millie Bobby Brown, a querida personagem Eleven, contou que tem uma preferência por fazer papeis mais obscuros e que não se imagina fazendo comédia. Ela contou que a reação das pessoas foi fenomenal, especialmente do Brasil.

“A gente tá recebendo um feedback fenomenal depois que a série foi pro ar, especialmente do Brasil. Tudo que a gente posta o pessoal do Brasil fica absolutamente louco e tudo dá 3.000 likes etc.”

Ela acha que as crianças dos anos 80 tinham mais liberdade, podiam andar de bicicleta, sair sem avisar os pais etc. “Hoje não é assim”, disse. Ela revelou também que não tinha a menor ideia o que era um toca-discos.

“Achei incrível, passei muito tempo tocando discos naquele aparelho. Foi um ótimo retratar essa época.”

Caleb disse que segurar o walkie-talkie gigante foi a coisa mais diferente que vez. “Foi legal ver e retratar a época em que meu pai viveu“.

Já Winona Ryder revelou que depois de um tempo falando com luzes ela apenas esperava que isso ficasse bom na tela. Não tinha ela a menor ideia do sucesso que seria essa série.

“Acabei ficando apaixonada pela série e pela personagem. Ela é complexa, que carrega muita culpa, mas ela é como muitas mulheres que conheço que são muito boas e tentam fazer de tudo para sobreviver às circunstâncias difíceis. Então eu gosto de interpretar uma personagem com falhas, complicada. Acho que ela reage bem apropriadamente com as coisas loucas que acontecem ao seu redor. Aquelas luzes foram o meu ‘ROSEBUD’.

Stranger Things já está em exibição na Netflix. Leia a crítica da primeira temporada. A série já está renovada para o segundo ano.

Ao final do painel as crianças vieram até a área onde os jornalistas brasileiros estavam e agradeceram e tiraram fotos com a gente!

2 respostas para “TCA16: As novidades de Stranger Things direto do painel da série!”

  1. Me apaixonei pelos pequenos! <3

  2. Edson Aguiar disse:

    Assistir esta série foi uma das melhores experiência que tive esse ano.

Deixe uma resposta

ss