FOTO: REPRODUçãO

Por: Redação Ligado em Série

Crítica | A linda estreia de This Is Us

thisisus

This is Us é uma das estreias da fall season que tem dado o que falar. Produzida pela NBC e com nomes de peso no elenco, como Milo Ventimiglia (Heroes), Mandy Moore (Grey’s Anatomy) e Sterling K. Brown (vencedor do Emmy por American Crime Story), a série acompanha um grupo de pessoas que nasceu no mesmo dia. Entre elas, um casal esperando trigêmeos, um homem à procura do seu pai biológico, um ator de sitcom em crise existencial e sua irmã em busca de transformação.

this_is_us2

São personagens que estão em encruzilhadas, em momentos cruciais de suas vidas, travando lutas com as quais podemos nos identificar: perda, autoaceitação, perdão, superação. No piloto que foi ao ar na terça-feira nos Estados Unidos, vimos como essas histórias se cruzam. Porém, mais do que isso, vimos uma série inspirada, com muita sensibilidade no roteiro, na direção e nas interpretações, e tudo isso sem apelar para o dramalhão. Os elementos funcionam muito bem, com destaque para os diálogos e para o elenco, que faz um belo trabalho para dar dimensão e profundidade aos ótimos personagens. Provavelmente, esse foi um dos principais motivos pelos quais This Is Us emocionou muita gente já em sua estreia. Mais do que acreditar nesses personagens, muitas pessoas podem facilmente se enxergar neles.

THIS IS US -- Pilot -- Pictured: (l-r) Chrissy Metz as Kate, Justin Hartley as Kevin -- (Photo by: Paul Drinkwater/NBC)

Vejam e aproveitem a bela jornada que ele já oferece. É um drama com um grande potencial, especialmente depois do encerramento do episódio que traz uma bela reviravolta. O lado ruim é que ainda não existe previsão de exibição de This Is Us no Brasil, mas aguardem nossas atualizações.

Ficou curioso sobre a série? Então dá uma olhadinha no trailer.

12 respostas para “Crítica | A linda estreia de This Is Us”

  1. Rafael disse:

    Pelo trailer, não entendi qual a ligação entre as histórias, se é que há, além do dia do nascimento.

  2. LadyTargaryen disse:

    Chorei horrores no final do piloto.

  3. Ana Carolina Nicolau disse:

    tem que ver a série ;)

  4. Lucaa disse:

    tem que ver a série ;)

  5. Rafael disse:

    Hehehehehehe sim, até pareço ser da geração 7X1 :) :)

  6. Tiago Ferreira disse:

    A resenha parece falar sobre outra série. O texto e os diálogos são os mais clichês possíveis. A única história realmente interessante é a da personagem que luta contra a obesidade (que inclusive é a única atriz que destaca). E como assim não apela pro dramalhão? A PARTIR DE AQUI SPOILER: Existem pelo menos 3 cenas de causar vergonha alheia. A cena do futebol em que os pais trocam de lado. Foi a coisa mais ensaiada do mundo! Alguém consegue imaginar aquilo acontecendo na vida real? A cena em que o ator tem um meltdown em meio à gravação. Que horror de texto e interpretação? Que coisa mais forçada e desnecessária. E por fim a cena em que o personagem bate à porta da casa do pai e dispara um monte de impropério. Novamente forçado e inverossímil. Não bastasse, ele ainda repete o ocorrido dentro do apartamento. A única coisa que salva é a reviravolta no final. Enfim, tentaram fazer uma nova Parenthood e erraram feio. O texto não tem 10% da sensibilidade e sutileza da antecessora. Desperdiçaram uma excelente ideia com um texto que parece ter sido escrito por um roteirista da Televisa. Uma pena.

  7. Ayrton Jordan disse:

    Hahaha… Já assistiu?

  8. Ayrton Jordan disse:

    Respeito, mas discordo totalmente. A resenha da Ana Bandeira acerta em cheio, na minha opinião, nos bons detalhes que trouxe This Is Us. “A cena do futebol em que os pais trocam de lado… Alguém consegue imaginar aquilo acontecendo na vida real?” Não só consigo imaginar, como já presenciei com meus olhos algo parecido.

  9. Rafael disse:

    Agora sim!! Assisti e é muito bom! hehe

  10. Rafael disse:

    Agora sim!! Assisti e é muito bom! hehehe

  11. Kamile disse:

    Tá assistindo uma versão mal dublada… Só pode!

  12. Lauriane Oliveira disse:

    Quando eu vi o trailer, já pensei é boa… E não é que é ótima estou amando e já estou no 5 episódio. Não sou chorona, mas sinto cada pontada forte no coração e cada episódio, depois de grey’s anatomy essa série veio p me reconquistar novamente.

Deixe uma resposta

ss