FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Psi retorna intensa em sua 3ª temporada na tela da HBO

A HBO Brasil lançou num evento em São Paulo a 3ª temporada de sua série original Psi. A estreia está marcada para o dia 9 de abril às 21h. Serão 5 histórias divididas em 10 episódios.

Na primeira história, Carlo sente dificuldade em aceitar o desejo de uma jovem com uma doença terminal: cometer um suicídio assistido. Esses, inclusive, foram os episódios exibidos para a imprensa na première da série. Mais centrada nos casos e menos no personagem de Emílio de Melo, a série agora dedica um bom tempo em cada trama, permitindo que a narrativa cresça diante de nossos olhos.

O criador da série, Contardo Calligaris, disse que pensou nessa nova estrutura há cerca de um ano e meio e acredita que ela será benéfica à produção. Já Maria Angela de Jesus, da HBO Originals, afirmou que o papel da série é constantemente se reinventar e que essa é uma característica marcante em Psi e que vai continuar, caso seja renovada.

De fato, o resultado é visto na tela, pois a série está muito mais intimista e discutindo assuntos mais profundos, algo que será uma recorrência também ao longo do 3º ano. No segundo caso da trama, o psiquiatra vai aceitar o pedido de uma paciente acumuladora que precisa lidar com a iminente morte da mãe. Já a dificuldade em aceitar as escolhas de suas pacientes será o tema da terceira história e ele lidará com a conversão ao islamismo de uma adolescente que se trata com ele.


Confira minha visita ao set de Psi


O quarto caso apresentará um paciente que traz para o consultório a possibilidade de ter sido o autor de um crime do qual não é capaz de se lembrar com clareza. Essa dúvida faz com que Carlo se lance em uma investigação para descobrir se o seu paciente é ou não culpado pela morte de um homem. Por fim, na última história o psiquiatra se internará em uma clínica de reabilitação junto a sua futura nora, depois de vê-la tendo um surto psicótico. Sua tarefa será ajudá-la a integrar o destino dos seus antepassados judeus à própria história – tarefa quase impossível (não só para ela).

Psi foi criada por Contardo Calligaris e conta com produção de Luis F. Peraza, Roberto Rios e Maria Angela de Jesus, da HBO Latin America Originals. A série é realizada integralmente com investimentos próprios da HBO Latin America Group, sem captação pública, veja abaixo o featurette divulgado pelo canal:

Deixe uma resposta

TOP.05
ss