FOTO: REPRODUçãO

Por: Allan Verissimo

Emmy 2017: previsões para os indicados de hoje!

O anúncio dos indicados ao Emmy 2017 sairá nessa quinta, 13 de julho às 12h30 e chegou a hora de tentar adivinhar quais serão as surpresas e as injustiças desse ano em algumas categorias. Antes de tudo, uma recapitulação para aqueles que não conhecem as regras da Academia: para concorrer ao Emmy, os programas precisam obrigatoriamente terem exibido a maioria dos seus episódios entre 1º de junho de 2016 e 31 de maio de 2017.

Melhor Série Cômica

Atlanta
Black-ish
Master of None
Silicon Valley
Transparent
Unbreakable Kimmy Schmidt
Veep

Todos os indicados do ano passado são elegíveis para esse ano. Creio que quase todos serão lembrados novamente, com apenas uma notável exceção: com sete temporadas, Modern Family já deixou de ser a série que nós amávamos há muito tempo, como é possível perceber na quantidade de indicações cada vez menor que recebe a cada ano. Após quatro vitórias consecutivas, ela finalmente perdeu nos dois últimos anos para Veep, ao passo que, se em seu primeiro ano todo o elenco adulto foi indicado, apenas Ty Burrell foi lembrado pela última temporada. Além disso, considerando a aclamação da novata Atlanta, que eu considero uma aposta 100% segura, me parece que finalmente chegou a hora da comédia veterana da ABC deixar o certame.

FOTO: FX

A única outra comédia novata que ainda pode ter algumas chances de surpreender é Insecure, da HBO, mas receio que ela não terá chances diante do hype de Atlanta e das demais veteranas.

Quais seriam os meus indicados: Atlanta, Master of None, Shameless, Silicon Valley, The Good Place, Trial & Error, Veep.

Melhor Ator em Série Cômica

Anthony Anderson – Black-ish
Aziz Ansari – Master of None
Donald Glover – Atlanta
William H. Macy – Shameless
Thomas Middleditch – Silicon Valley
Jeffrey Tambor – Transparent

Todos os indicados dessa categoria no ano passado também são elegíveis para esse ano. O único ator novo que já considero como garantido é Donald Glover (que eu acho até que pode acabar com o reinado de Tambor, mas isso fica para depois…), o que significa que um dos veteranos terá que ficar de fora. Aposto em Will Forte (The Last Man on Earth), cuja série parece ter desaparecido da atenção da crítica e do grande público. Alguns sites especializados também cogitam Hank Azaria (Brockmire), embora eu não acredite muito nas suas chances (mas se ele também entrar, deve tomar o lugar de Middleditch).

Os meus indicados seriam: Aziz Ansari (Master of None), Ted Danson (The Good Place), Donald Glover (Atlanta), William H. Macy (Shameless), Thomas Middleditch (Silicon Valley), Jeffrey Tambor (Transparent).

Melhor Atriz em Série Cômica

Allison Janney – Mom
Ellie Kemper – Unbreakable Kimmy Schmidt
Julia Louis-Dreyfus – Veep
Issa Rae – Insecure
Tracee Ellis Ross – Black-ish
Lily Tomlin – Grace and Frankie

Das indicadas do ano passado, não retornarão Laurie Metcalf (Getting On) e Amy Schumer (Inside Amy Schumer). Todas as demais veteranas devem ser lembradas novamente, e nem preciso dizer que o mais provável é que Louis-Dreyfus consiga sua sexta vitória consecutiva. Quais serão as duas novas integrantes nessa categoria? A primeira que eu aposto com segurança é Issa Rae (Insecure). A segunda já é mais arriscado: Allison Janney (Mom), que durante anos concorreu como coadjuvante pela sitcom de Chuck Lorre (e até ganhou em algumas ocasiões), decidiu se inscrever como Atriz Principal nesse ano. Considerando sua extrema popularidade e histórico de vitórias (tanto em Comédia quanto em Drama), não ficarei surpreso se ela for a sexta indicada. Alguns críticos ainda apostam em Phoebe Waller-Bridge (Fleabag) ou Sarah Jessica Parker (Divorce), mas creio que a popularidade dessas séries empalidecem diante das demais candidatas.

FOTO: NETFLIX

Minhas indicadas seriam: Kristen Bell (The Good Place), Minnie Driver (Speechless), Lena Dunham (Girls), Ellie Kemper (Unbrekable Kimmy Schmidt), Julia Louis-Dreyfus (Veep), Emmy Rossum (Shameless).

Melhor Ator Coadjuvante em Série Cômica

Louie Anderson – Baskets
Alec Baldwin – Saturday Night Live
Tituss Burgess – Unbreakable Kimmy Schmidt
Ty Burrell – Modern Family
Tony Hale – Veep
Brian Tyree Henry – Atlanta

Dos sete indicados do ano passado, apenas Keegan-Michael Key (Key & Peele) não retornará. Essa já é uma categoria mais complicada. A Academia COM CERTEZA irá querer indicar Alec Baldwin pela sua sátira de Trump em SNL, o que significa que algum veterano já terá que ficar de fora. Além disso, acho muito improvável que a Academia esqueça do brilhante trabalho de Brian Tyree Henry em Atlanta (assista). Assim sendo, eu aposto que ambos irão roubar os lugares de Andre Braugher (Brooklyn Nine-Nine) e Matt Walsh (Veep). E eu adoraria ver Timothy Simmons (Veep) lembrado, mas o mais provável é que ele seja esnobado novamente.

FOTO: NETFLIX

Quais seriam os meus indicados: Andre Braugher (Brooklyn Nine-Nine), Tituss Burgess (Unbreakable Kimmy Schmidt), Ty Burrell (Modern Family), Tony Hale (Veep), Brian Tyree Henry (Atlanta), Timothy Simmons (Veep).

Melhor Atriz Coadjuvante em Série Cômica

Anna Chlumsky – Veep
Gaby Hoffman – Transparent
Jane Krakowski – Unbreakable Kimmy Schmidt
Judith Light – Transparent
Kate McKinnon – Saturday Night Live
Rita Moreno – One Day at Time

Das indicadas do ano passada, duas não retornarão: Allison Janney (Mom), que se inscreveu na categoria principal, e Niecy Nash (Getting On), cuja série foi cancelada. Essa também é uma categoria complicada. Muitos críticos e sites especializados estão apostando em Rita Moreno, ao passo que Jane Krakowski tem fortes chances de retornar após ter sido indicada pelo primeiro ano de UKS, mas ignorada pelo segundo. Alguns também apostam em Andrea Martin (Great News), e embora eu ache isso improvável, eu imagino que ela possa roubar o lugar de Gaby Hoffman. E nunca podemos nos esquecer de Mayim Bialik (The Big Bang Theory). E antes que perguntem: eu duvido MUITO que as atrizes de Modern Family (Julie Bowen e Sofia Vergara) retornem, considerando a queda de popularidade que a série está tendo a cada ano (além de ambas terem sido ignoradas no ano passado).

Eu indicaria: Julie Bowen (Modern Family), D’Arcy Carden (The Good Place), Anna Chlumsky (Veep), Gaby Hoffman (Transparent), Jane Krakowski (Unbreakable Kimmy Schmidt), Judith Light (Transparent).

Melhor Série Dramática

Better Call Saul
Stranger Things
The Americans
The Crown
The Handmaid’s Tale
This is Us
Westworld

A partir de agora, as previsões ficam mais interessantes. Dos indicados do ano passado, não retornarão Game of Thrones (cuja sétima temporada estreará no próximo domingo, muito depois da janela permitida desse Emmy) e Downton Abbey (que acabou). Game of Thrones venceu nos dois anos anteriores.

Creio que a lista desse ano será composta quase que exclusivamente por dramas novos. As únicas veteranas que devem retornar são Better Call Saul (cuja terceira temporada foi a melhor até agora) e The Americans (embora a quinta temporada tenha sido recebida com menos elogios do que no passado). Os demais? A quinta temporada de House of Cards foi recebida com unanimidade como a pior da série; Homeland teve um bom sexto ano, mas empalidece diante dos demais rivais e é um milagre que permaneça sendo indicado ano após ano… e sinceramente, vocês ainda lembram da segunda temporada de Mr. Robot?

Quais serão as minhas apostas novas? Obviamente, começo por The Crown, drama de época da Netflix sobre a Rainha Elizabeth II. Esse é o tipo de série que o Emmy adora premiar. The Handmaid’s Tale, série excepcional do Hulu que faz fortes e certeiras críticas ao machismo, preconceito e conservadorismo da sociedade, também está com a sua vaga garantida.

Apostas mais arriscadas: não subestimem o poder de Stranger Things, apenas por acharem que é uma série “infantil sciifi”. Quem assistiu na época deve lembrar que MUITAS celebridades e artistas do meio de Hollywood teceram elogios à série nas redes sociais, o que já demonstra popularidade. Mas antes que digam que popularidade não é tudo (o que é verdade), gostaria também de lembrar que o drama da Netflix recebeu indicações em sindicatos importantíssimos como o SAG (Atores), DGA (Diretores), PGA (Produtores) e WGA (Roteiristas). Não posso ignorar uma produção com esse invejável currículo. A mesma lógica se aplica à Westworld, que também foi indicado nos quatro sindicatos principais.

E finalmente, This is Us, melodrama da NBC que fez um grande sucesso de público e foi lembrado pelo WGA. Quem pode roubar o seu lugar? A maravilhosa The Leftovers, cuja terceira temporada foi aclamada por todos. Sim, a série foi esnobada nos anos anteriores, mas dessa vez o drama de Damon Lindelof foi exibido em um período mais próximo da janela de votação do Emmy, e não há Game of Thrones para ofuscá-lo. Minha única preocupação é que não consigo imaginar dois dramas da HBO sendo indicados na mesma categoria. (Mais uma vez, reconheço que essa mesma lógica também se aplicaria às duas produções da Netflix).

FOTO: HULU

Orange is the New Black está concorrendo pelo seu quarto ano, o mais elogiado, mas o fato de ter sido exibido no ano passado o prejudica muito (e a série já foi ignorada ano passado). The Good Fight também foi bem elogiada, mas não me parece ter tido a mesma tração de The Good Wife com as premiações. Toda a polêmica em torno das acusações de glamourização de suicídio deve ter arruinado qualquer possibilidade que 13 Reasons Why tinha, ao passo que Legion nem deve ser cogitado pelo fato de ser “alternativa” demais para a Academia. E por mais improvável que seja, vale lembrar que Ray Donovan sempre é lembrado todo ano não só pelo elenco, mas nas categorias de Direção ou Roteiro.

Meus indicados seriam: Bates Motel, Better Call Saul, Orange is the New Black, Stranger Things, The Handmaid’s Tale, The Leftovers, Westworld.

Melhor Ator em Série Dramática

Sterling K. Brown – This is Us
Rami Malek – Mr. Robot
Bob Odenkirk – Better Call Saul
Matthew Rhys – The Americans
Liev Schreiber – Ray Donovan
Kevin Spacey – House of Cards

Todos os indicados do ano passado são elegíveis novamente. É certeza absoluta que Sterling K. Brown, que já recebeu dezenas de prêmios no ano passado por The People vs. O.J. Simpson: American Crime Story, deve ser indicado pelo drama da NBC. Creio que o veterano que ficará de fora nesse caso será Kyle Chandler (Bloodline), que foi a melhor coisa do irregular terceiro e último ano da sua série. Também não podemos subestimar o lendário Anthony Hopkins (Westworld) ou mesmo Milo Ventimiglia (This is Us) , que podem roubar a vaga de Schreiber. Já Justin Theroux (The Leftovers) e Freddie Highmore (Bates Motel), mais uma vez e infelizmente, não devem ter a mínima chance.

Os meus indicados seriam: Sterling K. Brown (This is Us), Freddie Highmore (Bates Motel), Anthony Hopkins (Westworld), Bob Odenkirk (Better Call Saul), Matthew Rhys (The Americans), Justin Theroux (The Leftovers).

Melhor Atriz em Série Dramática

Viola Davis – How To Get Away With Murder
Claire Foy – The Crown
Elizabeth Moss – The Handmaid’s Tale
Keri Russell – The Americans
Evan Rachel Wood – Westworld
Robin Wright – House of Cards

Aqui temos apenas uma vaga livre na categoria, e ironicamente deixada justamente pela vencedora Tatiana Maslany (Orphan Black). Elizabeth Moss e Claire Foy já estão com seus lugares garantidos, e imagino que podem protagonizar uma disputa acirrada pela vitória na premiação. Além disso, imagino que Evan Rachel Wood também tem fortes chances de ser lembrada. Nesse caso, suponho que ficarão de fora Claire Danes (Homeland) e Taraji P. Henson (Empire). Sim, eu creio que o reinado de Danes no Emmy finalmente encontrou seu fim. Também não desconsidero uma surpresa inesperada (mas não provável) de Christine Baranski (The Good Fight), Mandy Moore (This is Us), e é claro, Carrie Coon (The Leftovers ou como Atriz em Minissérie por Fargo).

FOTO: NETFLIX

As minhas indicadas seriam: Carrie Coon (The Leftovers), Claire Foy (The Crown), Katherine Langford (13 Reasons Why), Elizabeth Moss (The Handmaid’s Tale), Keri Russell (The Americans), Evan Rachel Wood (Westworld).

Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática

Jonathan Banks – Better Call Saul
Ed Harris – Westworld
Ron Cephas Jones – This is Us
Michael Kelly – House of Cards
John Lithgow – The Crown
Jeffrey Wright – Westworld

Dos indicados do ano passado, não retornarão o grande vencedor Ben Mendelsohn (que concorrerá como Ator Convidado pela temporada final de Bloodline), e os dois atores de Game of Thrones, Peter Dinklage e Kit Harington. John Lithgow já é favorito desde a estreia de The Crown, ao passo que Jon Voight (Ray Donovan) deve sair para dar lugar à Cepha Jones, Wright e Harris. Também não desconsidero Jared Harris (The Crown) e Michael McKean (Better Call Saul), sendo que o último merece muito mais nesse ano do que seu colega de cena, Banks.

FOTO: HBO

Os meus indicados seriam: Christopher Eccleston (The Leftovers), Ed Harris (Westworld), Ron Cephas Jones (This is Us), John Lithgow (The Crown), Michael McKean (Better Call Saul), Jeffrey Wright (Westworld).

Melhor Atriz Coadjuvante em Série Dramática

Uzo Aduba – Orange is the New Black
Millie Bobby Brown – Stranger Things
Vera Farmiga – Bates Motel
Chrissy Metz – This is Us
Thandie Newton – Westworld
Winona Ryder – Stranger Things

Com a saída das atrizes de Game of Thrones (Maisie Williams, Emilia Clarke e Lena Headey) e Downton Abbey (Maggie Smith) do páreo, as únicas elegíveis do ano passado são Maura Tierney (The Affair) e Constance Zimmer (Unreal). Em circunstâncias normais, estariam com sorte, se suas respectivas séries não tivessem entregado as suas piores temporadas em 2016. Assim sendo, aposto em Metz, Newton, Bobby Brown, Ryder, Aduba e Farmiga (sendo que as duas últimas já foram indicadas em ocasiões anteriores). Mas as veteranas Ann Dowd (The Handmaid’s Tale) e Margo Martindale (The Americans) também irão brigar por uma vaga.

As minhas indicadas seriam: Amy Brenneman (The Leftovers), Millie Bobby Brown (Stranger Things), Vera Farmiga (Bates Motel), Aubrey Plaza (Legion) Thandie Newton (Westworld), Winona Ryder (Stranger Things).

Deixe um comentário

ss