FOTO: NETFLIX

Por: Bruno Carvalho

Produtora de House of Cards sabia de assédio de Kevin Spacey desde 2012

Em um comunicado oficial da Media Rights Capital, ou MRC, produtora de House of Cards, foi confirmado que as alegações contra o comportamento inapropriado de Kevin Spacey já eram conhecidas desde a 1ª temporada em 2012.


Leia mais: 8 membros da equipe de House of Cards acusam Kevin Spacey de assédio


A declaração saiu após a bombástica matéria da exclusiva da CNN sobre denúncias de pelo menos oito membros da equipe da série:

“Estamos profundamente consternados de tomar conhecimento das novas alegações que saíram na imprensa acerca da interação de Kevin Spacey com membros da equipe de House of Cards. Como produtores da série, criar e manter um ambiente seguro de trabalho para nosso elenco e equipe sempre foi nossa prioridade máxima.

Consistentemente reforçamos a importância dos empregados reportarem qualquer incidente sem medo de retaliação e investigamos e tomamos medidas após as reclamações. Por exemplo, durante nosso primeiro ano de produção em 2012, um membro da equipe compartilhou sua preocupação sobre uma declaração específica e gesto feito por Kevin Spacey. Medidas imediatas foram tomadas para revisar a situação e estamos confiantes que os problemas foram prontamente resolvidos para a satisfação de todos os envolvidos.

O Sr. Spacey voluntariamente participou em um treinamento e desde então o time da MRC não estava ciente de que existiam novas reclamações envolvendo o Sr. Spacey”.

A companhia também informou que abriu uma linha de denúncias anônima e disponibilizou profissionais de gestão de crise, especialistas em assédio sexual para a equipe em vista das novas acusações feitas. O comunicado continua:

“A MRC vai continuar a investigar todas as denúncias atuais e futuras que forem formalmente trazidas a nosso conhecimento e continuaremos a monitorar a nossa própria produção e práticas para assegurar que nosso elenco e equipe estejam amparados”.

ator Anthony Rapp (Star Trek: Discovery) revelou ter sido assediado sexualmente por Spacey em 1985: Rapp tinha 14 anos, e Spacey tinha 26. Na segunda, Spacey divulgou um comunicado pedindo desculpas pelo suas ações. Porém, o pedido de desculpas do ator foi massacrado nas redes sociais e pela imprensa por ser vago demais (botando a culpa no alcoolismo) e ainda por ter assumido publicamente ser homossexual, numa tentativa de tirar o foco das denúncias.

Na última segunda-feira, a Netflix confirmou que a sexta temporada de House of Cards, que já se encontrava em produção há algumas semanas, seria a última. Porém, na terça-feira, decidiram suspender as gravações até segunda ordem, para avaliar melhor a situação e lidar com as preocupações do elenco e da equipe. Vale lembrar que Spacey é um dos produtores executivos da série, que também foi a primeira produção audiovisual do serviço de streaming.

A Netflix ainda não emitiu comunicado sobre as novas alegações contra Kevin Spacey e não informou qual será o futuro de House of Cards.

Deixe um comentário

ss