FOTO: NETFLIX

Por: Bruno Carvalho

Criadores de Stranger Things respondem processo por plágio na série

O cineasta Charlie Kessler está processando os irmãos Matt e Ross Duffer, criadores de Stranger Things, por plágio. De acordo com o processo, Kessler afirma que seu curta Montauk tem diversos elementos similares com o drama da Netflix que estreou em 2016.

O cineasta alega que apresentou a ideia para os irmãos Duffer em 2014, perto da época em que eles comandavam a série Wayward Pines para a FOX, para que produzissem uma série chamada The Montauk.

Pra piorar a situação dos irmãos Duffer, verificou-se que estes apresentaram o projeto de Stranger Things à Netflix em 2015 sob o título de Montauk e, inclusive, a série seria ambientada na cidade de mesmo nome.

Entre as “coincidências” entre o curta Montauk Stranger Things estão o desaparecimento de um garoto; um policial atormentado pelo passado que se compromete a salvá-lo; uma conspiração misteriosa envolvendo militares de uma base que conduz experimentos em crianças e um monstro que é criado pelo um portal de outra dimensão.

Em defesa dos irmãos Duffer, há o fato de que o curta Montauk de Kessler é baseado em uma teoria conspiratória real envolvendo experimento nos anos 70 e que Stranger Things se inspirou nos mesmos eventos que o curta o cineasta.

Kessler está exigindo na justiça norte-americana compensação monetária pelo suposto plágio e um julgamento em júri civil. Netflix e os Irmãos Duffer não responderam acerca do pleito, após solicitado pelo site EW.


Assista ao curta:

Deixe uma resposta

ss