FOTO: MARVEL STUDIOS

Por: Bruno Carvalho

Entenda como os sotaques do filme Pantera Negra foram criados

Especialista em linguística explica sobre os sotaques de Pantera Negra

O filme Pantera Negra, que chegou aos cinemas mundiais em fevereiro de 2018, se tornou um dos maiores sucessos da Marvel Studios, tendo conquistado o público e também grande parte da crítica especializada. Um dos maiores destaques do filme é a riqueza de detalhes na criação de Wakanda, o país fictício em que a história se passa, e toda a cultura do povo local, incluindo os costumes, as roupas e a linguagem utilizada.

De acordo com a técnica de dialetos do filme, Beth McGuire, o sucesso na criação do sotaque dos personagens foi resultado de um extenso trabalho em equipe e da entrega dos atores, que conseguiram deixar de lado completamente os seus sotaques reais em cena para dar vida aos personagens em Pantera Negra.

Origem da inspiração no dialeto Xhosa

Em Capitão América: Guerra Civil, que precedeu Pantera Negra no universo de filmes da Marvel, já havia sido introduzido o primeiro personagem de Wakanda, o rei T’Chaka, que foi interpretado pelo ator John Kani. Por ser sul-africano e falar o dialeto Xhosa, John Kani utilizou esse sotaque para a composição do seu personagem ainda durante as filmagens de Capitão América.

Desse modo, no início da produção de Pantera Negra, Beth McGuire e o diretor do filme, Ryan Coogler, optaram por manter a linguística do filme anterior e mantiveram o Xhosa como a base para o sotaque do povo de Wakanda. De acordo com Beth, o Xhosa, que é uma das onze línguas oficiais da África do Sul, possui um sotaque bastante desafiador de ser compreendido e adotado, especialmente porque com a exceção de John Kani, nenhum outro ator do elenco principal possuía qualquer conhecimento sobre esse dialeto.

Com mais de um bilhão de dólares arrecadados na bilheteria mundial, Pantera Negra se tornou um dos maiores sucessos de todos os tempos, um feito muito importante, especialmente para um filme que exalta o discurso da representatividade. Uma das principais razões de todo esse sucesso foi o filme ter abordado com perfeição as raízes do povo africano, incluindo os cuidados com o sotaque, e ainda construir tudo isso do zero pelo fato de Wakanda ser um país fictício.

Importância para o sucesso de Pantera Negra

Após tantas conquistas, a Marvel Studios já confirmou que a história do Pantera Negra irá continuar em uma sequência com previsão de lançamento para 2021. Mas enquanto essa data não chega, é possível assistir a outros filmes desse universo de super-heróis através da Netflix, e o melhor de tudo: aprender e aprimorar o inglês enquanto isso, de uma forma divertida e interativa.

O fato de Wakanda ser formada por diferentes tribos foi um fator importante nesse sentido, pois algumas pequenas diferenças de pronúncia dos atores podem ser explicadas devido a descendência dos personagens. No caso do personagem M’Baku, por exemplo, que é o líder de uma tribo que havia se isolado nas montanhas de Wakanda há centenas de anos, a especialista Beth McGuire fez questão de adicionar algumas alterações em seu sotaque, acrescentando elementos de idiomas do Níger e do Congo, para torná-lo único, levando-se em consideração a ancestralidade de M’Baku.

Deixe uma resposta

ss