FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Comentários: Indicados ao Emmy 2010

Para nós que vivemos 24 horas por dia ligados em séries de TV, acompanhando todos os episódios e sofrendo com cada cliffhanger e final de temporada, o anúncio dos indicados aos Primetime Emmy Awards é sempre acompanhado de muita frustração. Em 2010 não foi diferente. Ainda que a Academia de Artes e Ciências Televisivas tenha trazido algumas surpresas positivas, é impossível não ficar indignado com as sentidas faltas. Exemplo disso é a exaltação de Glee com 19 indicações (algo que achei que iria ficar somente no Globo de Ouro) e a injustificável ausência de Communiy, por exemplo, nos principais páreos. A questão é que quem realmente assistiu às temporadas de estreia de Glee e Community na íntegra tem a noção real do disparate que foi a comédia estrelada por Joel McHale (ironicamente um dos apresentadores dos indicados na cerimônia ocorrida nesta quinta) ter sido simplesmente ignorada. Mas conforme eu já expliquei aqui no blog, estas incoerências não são incompreensíveis quando evidenciamos o falho sistema de votação que tem por base a promoção de apenas um episódio (ou alguns) para representar determinada série ou personalidade. Em premiações de TV são poucos os votantes que realmente assistem as temporadas completas das produções indicadas, conforme me contou a jornalista Ana Maria Bahiana em Los Angeles (que também é membro da Associação de Imprensa Estrangeira, responsável pelo Globo de Ouro).

Antes de falar nos acertos, cumpre ressaltar os erros dos votantes. A mim não fez nenhum sentido Sandra Oh (Grey’s Anatomy) não aparecer na lista de atriz coadjuvante, assim como a série Treme não figurar no rol de melhor série dramática ou, pelo menos, ter alguns de seus atores representando-a nas demais categorias mainstream. Ficou evidente, ainda, que o excesso de hype de Glee acabou empurrando outros merecedores pra fora premiação (de novo, cadê Community? ou Entourage? ou Weeds? ou The Big Bang Theory no lugar?). Como assim Matthew Morrison e Lea Michele como melhores em seus ramos? É difícil engolir, da mesma forma que não entendi como que quase todo o ótimo elenco de Modern Family entrou menos Ed O’Neil. Ah, e muitos de vocês também ressaltaram nos comentários da lista a completa falta de menções a Fringe, em especial dos atores John Noble e Anna Torv. A Academia tem um notório histórico de restrições com séries de ficção (exceto pelas disputas técnicas), o que é lamentável e estúpido.

Com relação às surpresas que mencionei, a maior delas diz respeito à presença de Kyle Chandler e Connie Britton, ambos de Friday Night Lighs. Atores talentosíssimos e reconhecimento merecido, assim como aconteceu com Matthew Fox (LOST), Larry David (Curb Your Enthusiasm), Martin Short (Damages) e as presenças duplas de Christine Baranski (The Good Wife, The Big Bang Theory) e Jane Lynch (Glee, Two and a Half Men). E mesmo não sabendo como Sharon Gless (Burn Notice) foi parar ali, fiquei feliz com a menção, por ela e pela série. Enfim, Emmy que é Emmy conta com as indicações anuais obrigatórias de Mad Men, Dexter, Michael C. Hall, duas de Jon Hamm (também por 30 Rock) Alec Baldwin, duas de Tina Fey (também por Saturday Night Live), Steve Carell, Kyra Sedwick, Glenn Close, Neil Patrick Harris (também com presença dupla, por How I Met Your Mother e Glee), Bryan Cranston e sua Breaking Bad. Indispensáveis as indicações (e estatuetas, que precisam vir) para John Lithgow (Dexter) e Michael Emerson (LOST). Foi muito positivo, por fim, ver o drama de Carlton Cuse e Damon Lindelof de volta aos holofotes da Academia, homenageando a série que marcou uma geração. Jimmy Fallon será o mestre de cerimônias no dia 29 de Agosto e até lá trarei a lista das minhas apostas para este ano.

Um adendo: Belíssimo tapa que a Academia deu na cara da NBC ao ter indicado o cancelado Tonight Show with Conan O’Brien, vítima da bagunça que o canal aprontou em seu late night. Melhor que isso somente se Conan ganhar e subir no palco na cerimônia que será transmitida ao vivo pela emissora de costa a costa.

2 respostas para “Comentários: Indicados ao Emmy 2010”

  1. antoniovdberg disse:

    homeowners insurance quotes cepyi auto insurance quotes >:) cheap auto insurance %-( trustmark life insurance ghi insurance auto auctions 9013

  2. Lana Brasil disse:

    Com certeza Treme é a melhor série dramática. Que bom que
    poderei assistir mais uma temporada, é a minha série predileta. É muito
    inspirador ver o mundo de esperança que envolve os moradores de Nova Orleans
    depois do furacão Katrina. Não vou perder!!

Deixe uma resposta

ss