FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Saiba Como Foi a Estreia de Ashton Kutcher em Two and a Half Men!

[contém spoilers, claro] Charlie Harper está morto. “Nice to meet you, Walden Schmidt” foi o primeiro episódio de Two and a Half Men sem a presença de Charlie Sheen e a 9ª temporada da comédia estreou hoje nos EUA em clima fúnebre, exatamente no velório do personagem bon vivant. Criada por Chuck Lorre especificamente para o “vencedor com sangue de tigre” que acabou pondo tudo a perder por conta de drogas, strippers e uma das maiores batalhas de egos que os bastidores da TV americana já presenciou, a série perdeu sua grande estrela, que agora dá lugar a Ahston Kutcher, famoso pelo personagem Kelso em That ’70s Show na década de 90.

O episódio iniciou com a plateia inexplicavelmente gargalhando no velório de Charlie e Alan discursando ao lado do caixão do irmão. Ele faleceu após tropeçar e cair de uma plataforma de trem na Europa e “explodir como um balão de carne”, como descreveu Rose. Na igreja, ex-namoradas e casos do galã quarentão faziam comentários sarcásticos enquanto sua própria mãe anunciava a venda da mansão do filho em Malibu. Em casa, a família se reuniu para lembrar do morto e Jake soltava gases (sua única contribuição para o capítulo). Aos poucos foram aparecendo interessados na compra do imóvel: do ator John Stamos insinuando que já teve uma noite gay com Charlie Harper até o casal da série Dharma e Gregg à beira do divórcio. E após a chegada das cinzas de Charlie pelos correios (sim, Chuck Lorre cremou ele só pra garantir), Walden Schmidt fez sua entrada triunfal pela varanda, fazendo Alan espalhar “pó de Sheen” por todo lado. Charlie Harper evaporou no set para a entrada do novato. Que sutil, Lorre.

Acontece que o sujeito havia acabado de tomar um pé na bunda da namorada e foi tentar se matar no oceano gelado, o que, claro, não deu muito certo. Ele entrou na propriedade do de cujus atrás de um telefone para ligar para a garota e uma toalha para se secar. Deprimido e sem rumo, ele acabou buscando apoio em Alan, não antes de revelar que é um bilionário da Internet que ganhou toda sua fortuna vendendo um domínio de site para a Microsoft. Então, os novos “dois homens” da série foram chorar as mágoas no bar, conheceram duas garotas, as garotas ficaram caidinhas por Walden e ele ficou achando que tudo foi por causa dos “sábios” conselhos de Alan, que mais uma vez ficou chupando os dedos (que novidade, né?).

Sem revelar ainda sob qual pretexto Walden permanecerá na casa que serve de cenário para esta tradicional sitcom (embora seja óbvio que ele vai deixar Alan vivendo lá com ele na casa recém adquirida), o capítulo terminou com o protagonista andando pelado pela casa, expondo sua figura para Berta, Jake e sua mãe. A expressão “continua” apareceu na tela e fim. Na verdade, este não foi um episódio diferente do que estamos acostumados a ver em Two and a Half Men: tivemos histórias com desfechos simplórios (Charlie Harper é reduzido ao conteúdo de um aspirador de pó), piadinhas de duplo sentido e o talento de Jon Cryer desperdiçado num personagem estático e cansativo. Ashton foi competente, mas só. Walden não é um personagem complexo a ponto de exigir muito de qualquer ator. Faltou alguma coisa? Sim. Um roteiro inventivo que fugisse do lugar comum e que simplesmente não desse somente um reboot barato e batido. Mas esperar isso numa série de Chuck Lorre aí já é querer demais…

36 respostas para “Saiba Como Foi a Estreia de Ashton Kutcher em Two and a Half Men!”

  1. Klauss disse:

    O principal não foi comentado. Como Ashton se saiu?

  2. Ferri disse:

    Achei sensacional, deu uma pequena reviravolta. Perdeu grande público, mas vai ganhar outro. ‘Alan i had sex with two girls tonight’ foi sensacional, kkkk. Mt bom episódio.

  3. Parece que foi péssimo, não tive como assistir ao primeiro episódio.. mas pelo que li não dá pra esperar muitas coisas..

  4. Rafa disse:

    Achei o episódio muito bom. Sempre achei que o Kutcher iria ser dar bem atuando com um ‘escada’ como o Jon. Achei que a primeira cena do Kutcher foi meio mensagem subliminar. O que restou do Charlie ao chão, um “bye Charlie”, e um belo “Hello Kutcher” seguindo. Gostei!

    Alan, sempre sofrendo:

    “Você disse ‘Bilhões’ de doláres? Com B?”

  5. Rafa disse:

    Saiu bem, eu achei!

  6. Bruno Carvalho disse:

    tá no final do texto os comentários sobre kutcher.

  7. fani bh disse:

    alan e um grande ator..na 7 temporada ele surpreende muitos mas falta roteiro no primeiro episodio…vamos aguardar

  8. Alexandre Seixas disse:

    Nossa como o pessoal puxa o saco do Ahston Kutcher e ninguém comenta sobre como foi engraçado o especial de Sheen no Comedy Central.

  9. Bruno Carvalho disse:

    Tenho certeza que o Roast de Charlie Sheen foi 1.000x mais engraçado que isso.

  10. Douglas disse:

    Eu já acho que o Sheen acaba voltando.

    Se o velório não teve corpo, e ele estava com a Rose na França, ele pode muito bem ter ficado como refém dela, algo desse tipo e o resto foi armado por ela.

    Ai quando a audiência estiver batendo na bunda do Chuck Lorre, os chefões da CBS vão fazer ele se entender com o Sheen, e inventar uma maneira de trazer de volta a série.

    Viajei geral, mas mantenho em pé essa viajada. Acho que ele volta para a 10ª temporada ou a série não chega até lá. Quem sabe com ele, aí sim, uma temporada final.

  11. Bruno Carvalho disse:

    Charlie não volta para Two and a Half Men. Chuck Lorre, que agora já tem outras 2 séries de sucesso no páreo, certamente prefere ver sua comédia cancelada do que Charlie Sheen de volta no set da Warner.

  12. Douglas disse:

    Bruno Carvalho :
    Charlie não volta para Two and a Half Men. Chuck Lorre, que agora já tem outras 2 séries de sucesso no páreo, certamente prefere ver sua comédia cancelada do que Charlie Sheen de volta no set da Warner.

    Sei não, esse mundo é cheio de idas e vindas. Já vimos de tudo, só não vimos o Corinthians ser campeão da Libertadores.

  13. Bruno Carvalho disse:

    Com o Ego de Hollywood não tem erro. Se ele voltar, te dou um box de Two and a Half Men de presente. Ou qualquer um box de série à sua escolha. Me cobre.

  14. Renato disse:

    O Charle Sheen era engracado por ser doido barrido e mesmo assim ser totalmente movido pelo impulso.

    Esse Ashton transformou o seriado num seriadinho de menininhas. NO primeiro episódio o cara fica pelado ¬¬

    Isso nao é coisa q o pessoal da antigueira q acompanha TAHM gosta de ver.

    Nao assisto mais. Primeiro episódio bastou. Já esperava isso.

  15. Maurilio disse:

    Até gostei do episódio, mesmo com esse personagem azarado o Jon Cryer consegue tirar várias risadas do telespectador. Gostei da parte do velório conforme ela foi se desenvolvendo, parecia que ninguém tinha morrido e pra uma sitcom o humor é essencial em cada cena, mesmo nas trágicas, na minha opinião.
    Quanto ao Ashton, ganhou um personagem bobo que te faz rir algumas vezes mas que com o tempo cansa. Ele tem muito potencial, vamos ver como vai se desenrolar a série.
    Ah, não gostei da apelação em exibir o Ashton pelado por tanto tempo, achei desnecessário.
    Mas continuarei a ver a série até o fim da temporada, Jon Cryer vale à pena.

  16. Maurilio disse:

    Só mais um comentário, quando você brilhantemente diz: “Faltou alguma coisa? Sim. Um roteiro inventivo que fugisse do lugar comum e que simplesmente não desse somente um reboot barato e batido. Mas esperar isso numa série de Chuck Lorre aí já é querer demais…”

    Acredito que um enredo que foge do “lugar comum” não ‘pegaria’ o público da série. Na minha opinião a CBS investe em séries do Chuck Lorre porque simplesmente dão audiência. Um público que não está preocupado com um enredo diferente. Querem somente sentar no sofá numa segunda ou quinta à noite, relaxar e rir um pouco. Eu mesmo assisto às 3 séries e gosto bastante das mesmas, mas evito fazer essa análise, hoje foi exceção..kk

  17. Guga disse:

    Foi razoável, poderia ter sido melhor. Continuarei acompanhando.

  18. Eddiegar disse:

    Fraca, sem graça e burocrática.

  19. lodisval disse:

    Eu já esperava isso. Cria se uma série em torno de uma personagem que é na verdade um alter ego do ator que a interpreta e por fim são obrigados a mata-la. Para mim é óbvio que a série morreu junto, pode até continuar MAS É OUTRA SÉRIE e pelo jeito bem menos legal. Adeus Charlie, adeus Two And A Half Men.

  20. Marcelo disse:

    Uma palavra para começar a classificar a volta “Two And a Half Men” RÍDICULO
    Os roteiristas poderiam arranjar uma soluçõa para a série que não a merda que foi a morte do personagem, foi a cena mais sem profundidade e sem graça que já vi na série, parece que Sheen iria apareçer e manda parar a palhaçada.
    Depois a entrada do novo personagem, uma pausa o que é aquilo que coisa mais sem sentido.
    Vamos lá que Charlie tivesse que aturar o irmão era suportavel mais um cara bilionário “carente” que comprar a mansão e pede para Allan morar com ele? Meu Deus é a solução mais ridiculo de todos os tempos é lógico que pedir lógica em série ou em uma ficção é demais mais tirando a mente brilhante dos roteiristas que poderia imaginar tal situaçõa? Não vale falar dos novelistas da Globo, Record ou SBT.
    O argumento é idiota, se Allan resolvesse (absurdamente tambem) “alugar”o quarto de Charlie para pode pagar as contas era um pouquinho mais crivel.
    Acho que só não será a ultima temporada para não darem mais argumentos a Charlie Sheen, mas foi BROCHANTE.

  21. Davi Garcia disse:

    Como já desisti de esperar inventividade das comédias do Lorre, até que achei divertidinho esse retorno de TAHM. As piadas foram óbvias e repetitivas como sempre, mas ainda funcionam eventualmente. Fora isso, o argumento para a introdução do personagem do Kutcher foi coerente com o nível da série, ou seja, bobo e barato.

  22. Fabio Martins disse:

    Estava na cara que a série morreria com o Charlie. Dito e feito. A solução que os produtores e roteiristas encontraram para mantar a casa com os Harpers foi mais simplória que qualquer episódio do Chaves. Two and a Half Men acabou.

  23. Fillipe Soares disse:

    EU tbm quero que a Pamela Anderson engula as minhas cinzas quando eu moreer hauhauhahu
    mto bom essa parte, mais o seriado nunca sera o mesmo sem o Charlie.

  24. André Carlos disse:

    Charlie já está estudando outros projetos. Mas nunca diga “dessa água não voltarei a beber”

  25. Lucas disse:

    Daqui alguns anos, seria legal se fizessem uma minissérie sobre a briga de Charlie Sheen com Chuck Lorre, o que para mim é uma história muito mais interessante do que tudo o que vi acontecer na série.

  26. Rodrigo disse:

    Já não esperava muito mesmo, mas verei por curiosidade. Aliás, você irá fazer o Semana em Séries? Sinto muita falta… Abraços.

  27. Alcides disse:

    Péssimo episodio, esse Chuck Lorre parece ser um sujeito bem baixo. Mais da metade do episodio foi dedicado a insultar o Charlie.
    Agora que o fator curiosidade passou, vai ser divertido acompanhar a audiencia despencar a cada semana..

  28. Rodrigo Otávio disse:

    A gargalhada do iníco se deve ao men, men, men… numa melodia diferente, fúnebre.

  29. Bruno Carvalho disse:

    Realmente hilário [not]

  30. Thiago disse:

    No começo do funeral os risos é por causa do “Man, man, man” cantado em marcha fúnebre. E na cena do ator John Stamos ele não insinou que teve uma noite gay com o Charlie, ele disse que mesmo com a mulher desmaiada, eles continuaram o “serviço” sem ela, mas na intenção de ser “sem ela acordada”. Pelo menos foi o que eu entendi. ç.ç

  31. Bruno Carvalho disse:

    Pelo que eu entendi, ela desmaiou e os dois continuaram o serviço ENTRE eles. Muito mais provável Chuck Lorre ter dado esse entendimento, já que o episódio foi um Roast do próprio Charlie Harper também.

  32. lilicaa disse:

    Aff.. nunca será como Charlie.. ele podia ser o que fosse fora dos estudios.. mais era perfeito. O Ashton é um bom ator.. mais uma vez Charlie.. sempre Charlie…

  33. lilicaa disse:

    Alcides :
    Péssimo episodio, esse Chuck Lorre parece ser um sujeito bem baixo. Mais da metade do episodio foi dedicado a insultar o Charlie.
    Agora que o fator curiosidade passou, vai ser divertido acompanhar a audiencia despencar a cada semana..

    Tambem acho! Ele podia ser um pouco menos idiota.. O Charlie era a alma do programa e tirá-lo só vai fazer o programa acabar!

  34. valeria disse:

    nossa que chatice o personagem principal i despedido por manda os diretores do programa ir tomar no cu agora acabou a graça do seriado nunca mais vou assistir esse seriado mais sem graça do mundo

  35. Luã henrique disse:

    Pessoal! Two and a Half men ” Sem Charlie nao vai ser a mesma coisa claro o cara tinhas seus erros mais quem nao tem .! pohhh So muitoo fa deli tenho todos seus filmes q ja fez.! todas as series episodios completos cara ”Charlie” E minha inspiraçao na minha vida .! Mais este ano ainda tem mais eli ira fazer outra serie nao percao Em breve.! ;)

Deixe uma resposta

ss