FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

The Walking Dead: Pretty Much Dead Already [Mid Season Finale]

Por Davi Garcia

The Walking Dead é uma série sádica. Enquanto Rick e companhia lidam com a tortura física e psicológica de viver num mundo de perspectivas incertas, nós, espectadores, convivemos com a tortura da espera que a produção nos proporciona desde o início de sua trajetória na TV. A espera paciente para que o pleno desenvolvimento de personagens tomasse forma, a espera para que a tensão daquele caos atingisse níveis maiores e, agora, a espera por novos episódios que só chegarão em fevereiro de 2012. Quando comentei sobre o 6º capítulo da atual temporada, falei sobre minha leve frustração com o ritmo da trama e destaquei a torcida para que aquele tivesse sido apenas o silêncio que precedia o esporro. E ele veio neste “Pretty Much Dead Already” que, além de excelente no drama e nos conflitos que explora, surge como um divisor de águas para a série ao colocar personagens e espectadores experimentando o choque de uma realidade impensável e das escolhas/decisões impossíveis e urgentes que nascem dela.

Dirigido por Michelle MacLaren (que, conforme me lembrou o leitor Douglas Martins pelo twitter, comandou episódios memoráveis de Breaking Bad. Vide o “Salud” da 4ª temporada, por exemplo), “Pretty Much Dead Already” trouxe alguns dos planos em travelling mais engenhosos e elegantes que a série já apresentou como nos evidencia, para citar uma, a impactante sequência final do episódio que marca o massacre dos zumbis do celeiro. No que se refere ao roteiro propriamente, Scott M. Gimple repete o ótimo trabalho de “Save the Last One” (aquele em que Shane provoca a morte de Otis para escapar de uma horda zumbi), ampliando o conflito de personagens com bons diálogos – “…o mundo foi à merda, mas não o deixei que me levasse junto”, como diz Dale a Shane numa das melhores e mais tensas cenas do episódio ou mesmo no início da angustiante sequência que fecha o episódio em que Shane, mais uma vez, questiona a liderança de Rick.

Trabalhando muito bem o conceito da humanidade que se perde na subversão de valores éticos e morais que toma forma neste cenário, impossível não citar o exemplo mais premente de Shane que, irascível, age como se fosse um animal acuado disposto a tudo para sobreviver. Considerando esse panorama e todo o imbróglio envolvendo a decisão até então irrevogável de Hershel de expulsar Rick e os demais da fazenda, o mid season finale nos traz um desfecho que sintetiza em poucos minutos toda a dor e compreensão mútua para ambos os grupos. Assim, enquanto Hershel finalmente reconhece, em estado de choque, que os errantes estavam de fato mortos quando Shane atira num deles antes de começar o extermínio definitivo, o grupo de Rick percebe exatamente porque o fazendeiro não conseguia matar os habitantes do celeiro quando Sophia, então transformada em zumbi, sai do local para a surpresa e desespero geral.

Nesse contexto, foi curioso ver que Rick não tenha participado do fuzilamento coletivo até o último instante, já que fazendo com que ele desse  o último tiro, o roteiro privilegiou a ideia de que o pai de Carl ainda nao perdeu suas virtudes de ser humano no conceito mais amplo ao mesmo tempo em que, como líder, ele tem que tomar a difícil decisão de dar fim à jornada da filha de Carol mesmo sabendo que o evento o assombraria para sempre. O que esperar de The Walking Dead daqui para frente? Uma sequência de temporada com mais alguns episódios tão espetaculares como esse já seria um bom começo, não?

38 respostas para “The Walking Dead: Pretty Much Dead Already [Mid Season Finale]”

  1. Leo disse:

    Finalmente um belo episodio dessa morna série. De longe o melhor das 2 temporadas até aqui. O fim da chatíssima novela da menina Sophia foi ótimo.Ela merecia mais que ninguem se tornar um zumbi e ser impalada por um tiro na testa. Que o mesmo aconteca com o menino filho do sheriff que nada mais é que uma daquelas criancas que parecem adultos e ficam tentando dar licao em todo mundo. Esse menino ainda vai atrapalhar o andamento da série se nao for impalado logo.

  2. Davi Garcia disse:

    Pera aí. Empalamento de criança? Sério que você sugere isso? Tsc…

  3. Leo disse:

    Claro que nao. Estava falando dos personagens. Eu sugiro o mesmo para a Uni de Caverna do Dragao, todos os personagens de The Big Bang Theory e por aí vai.

  4. Horácio disse:

    Eu empalaria você Leo!

  5. Raquel disse:

    Eu chorei.
    Isso já diz que o episódio fez aquilo que os roteiristas queriam.
    Fiquei impactada com toda a sequência, desde quando Rick e Hershel resgatam aqueles zumbis do limo até a Sophia. Tinha ouvido falar que na HQ ela sobrevivia… então é uma dica para os leitores, a série nunca será como a HQ, parem de esperar por isso e consequentemente com as comparações.

    Agora eu também espero que venham mais episódios assim nessa e nas próximas temporadas.

  6. Marcos disse:

    Pelo que estou vendo, fui o único ser na face da Terra que nao gostou desse último episódio. Achei forçado quando Shane abriu o celeiro com raiva, e o aparecimento de Sofia não teve emoção nenhuma, pelo menos pra mim, foi como se ela fosse um zumbi qualquer. Na minha opinião, o episódio foi apenas bom.

  7. Raquel disse:

    Como?
    Não tem como se empalar algo com uma bala!

  8. Breno disse:

    Nunca esperei tanto uma resenha como a desse episódio! Aliás todas aqui são ótimas! Segundo melhor cliff-hanger de todos os tempos! O primeiro, logicamente, foi “WE HAVE TO GO BACK!”… quem viu sabe…

    Tudo foi muito emocionante… tenso também, prendi a respiração durante toda a ação do Shane, Jon Bernthal foi impecável mais uma vez! Adorei mais ainda o Rick ter a palavra final…

    Sabemos agora que Hershel não protegia apenas sua mulher, o que, na minha leiga opinião, vai ser ótimo para o desenvolvimento da trama e para garantir a permanência do fazendeiro na série.

    No fundo eu tinha esperanças de que a menina fosse encontrada viva, mas também não foi surpresa nenhuma ela estar morta… Surpreendente mesmo foi ela aparecer no celeiro, alguém aí esperava por essa?

  9. Adorei o final da jornada por Sofia.
    E mostrou q matar zumbi q vc não conhecia em vida é bem diferente qdo sabe quem era o zumbi …E fechou com chave de ouro o tiro do Rick em Sofia. Eu só via ele mesmo pra fazer isso.

    pS: estava me contorcendo com a atitude do dono da fazenda …Amey o Shane dando uma de louco sem ponderar e mostrar o q era q eles estavam guardando.
    ps2: Sempre q acaba o ep. eu corria pra ver a review e essa foi a mais legal q li.

    ;)

  10. Li Magalhães disse:

    Davi,

    Você é ótimo, um dos poucos blogueiros que vem analisando TWD com o respeito e justiça necessários.

    Sobre o episódio, achei incrível. Ainda que algumas situações já pudessem ser deduzidas, o clima de surpresa de tensão funcionou muito bem. A saída dos zumbis do celeiro superou todas as expectativas. Nesse momento, consegui realmente me sentir conectada com os personagens, desde Hershel (que fisionomia de dor foi aquela, gente? Sensacional) a Carol, que me fez encher os olhos de lágrima.

    Que a segunda metade de temporada mantenha o nível. Aguardo ansiosamente.

  11. thyagorib disse:

    Excelente episódio. Já era mesmo a hora de dar um fim a novela ‘onde está Sophia?’! Um desfecho que tem um leve toque de crueldade com os espectadores, visto que agora são quase 3 meses de espera até descobrirmos o que acontecerá daqui pra frente.

  12. Renata disse:

    (As resenhas daqui são as melhores, sempre meu pensamento esta de acordo com o que leio aqui)

    Sobre o epi eu tava achando bem fraco no começo e não esperava muito, mas quando Shane começou a sair atras das armas de olhos vidrados, senti que algo podia acontecer, mas não esperava um final tão bom, porem quando ele tomou a decisão de ir enfrente em acabar com os zumbis fui de total apoio, achei mara, mas realmente a “cereja na ponta” foi a saída da Sofia realmente achei que foi um encerramento perfeito pra novela sobre ela. Gostei do modo como tudo foi feito ela saindo lentamente fazendo assim personagens e telespectadores assimilarem o que realmente estava acontecendo todo esse tempo e bem debaixo do nariz deles! Foi demais. Finalmente podem seguir em frente, o grupo e a historia.

  13. Eduardo Mesel disse:

    Não tenho o que falar que já não tenha sido dito pelo Davi ou alguns outros nobres usuários, mas quero adicionar meu voto àqueles que acreditam que, com esse episódio, The Walking Dead deixou de ser somente uma série boa e entrou no hall das séries magníficas. Todos os atores foram excelentes (com destaque para a explosão raivosa de Shane e a cara de angústia de Hershel), e o diretor está de parabéns por encerrar todas as subtramas desta primeira metade de temporada de uma forma tão inteligente (de fato, em uma única cena). De resto… torçamos pra que Janeiro chegue logo!

  14. Luiz André disse:

    O episódio foi bom e não há muito o que se discutir se deveria ser de outra forma. Um mistério foi solucionado, embora era possível perceber indícios de que a situação apresentada terminaria com a morte de Sophia de qualquer jeito. Acho que a série se destaca mais nas cenas em que se vê confrontos verbais entre os personagens, vide as cenas de Shane e Dale e a de Rick e Herschel. É este tipo de drama que a série carece em determinados momentos e também de uma melhor participação dos zumbis, que se tornaram uma bela muleta para aplacar a calmaria da fazenda. A cena do massacre no celeiro foi primorosa e se o suspense sobre o paradeiro de Sophia não demorasse tanto a acontecer, as opiniões sobre esta temporada seriam bem diferentes. Contudo, ainda há um fio de esperança para que The Walking Dead se torne uma série que se desprenda do selo horror/”modinha” para se tornar uma série tal como suas “irmãs de canal” como Breaking Bad e Mad Men. Que venha fevereiro.

  15. @marcelosgb disse:

    desde que o Sayd explodiu eu não ficava tão triste/incomodado/arrepiado com uma cena de seriado.

  16. leoff disse:

    Que tal menos empolgação? Séries magníficas são as que nos brindam com grandes episódios semana atrás de semana. TWD só faz isso muito de vez em quando, não apaga o que houve de ruim na maioria dos outros episódios.

  17. @iJeanCarlos disse:

    Sacanagem,poderia pelo menos avisar que continha Spoiler na resenha do episódio,que agora vai ficar um pouco sem graça quando eu for assistir.

  18. Fábio Miranda disse:

    Eu não leio os quadrinhos, mas soube que o destino da Sofia é diferente após ler os comentários daqui e a entrevista do criador da série.

    Esse é um caso raríssimo de uma adaptação que alterou drasticamente a história original de forma tão genial que quem escreveu os quadrinhos deve ter se revirado todo por não ter feito igual.

    Foram competentes e ousados ao extremo, parabéns.

  19. Diogo S. disse:

    Muito bom esse final, jamais imaginei que a Sophia estaria no celeiro. Agora vou querer ver quais questionamentos o grupo fará para Hershel, pois desde o inicio ele sabia que a menina que tanto procuravam estava no celeiro e ele omitiu esta informação. A continuação promete!

  20. Lulis disse:

    a mesma pessoa que escreveu os quadrinhos está por trás dos rumos da história da série. imagino o quão legal deve ser poder fazer sua história duas vezes, com rumos diferentes, e ainda surpreender quem já leu e acha que sabe o que vai acontecer…

    achei sensacional esse final também, bem dirigido, bem atuado. clap, clap

  21. Fábio Miranda disse:

    Não acho que o Hershel sabia que a menina estava no celeiro não. Primeiro, ele jamais saberia que o nome da menina-zombie era Sophia. Segundo, ficou explícito que quem pegava os zombies no meio da floresta era o Otis e provavelmente foi ele que encontrou a Sophia. Ou seja, a Sophia estava no celeiro antes mesmo do Carl levar um tiro e o Otis nem teve tempo de conversar com o resto da trupe pra saber que eles estavam procurando uma menina. Terceiro, duvido que o Hershel se preocupava em fazer um controle catologando todos que estavam no celeiro. Ele sabia apenas dos familiares e alguns outros conhecidos que moravam na região.

    Não acredito que ele voltava pro celeiro eventualmente pra ficar namorando à distância a esposa-zombie.

    Mesmo se fosse o caso, o próprio Glenn viu os zombies no celeiro alguns episódios atrás, mas de tão atordoado nem foi capaz de identificar a Sophia que já estava naquele meio.

  22. Lulis disse:

    Viu, Davi, achei sua review bem bacana.
    Você meio que traduziu o sentimento dos fãs da série, aguentou ver todas coisas ruins e frustrantes, e quando vêem uma coisa muito boa como foi esse episódio, se sentem recompensados. Vi bastante gente desqualificando esse final, dizendo que 5 bons minutos não salvam 40 minutos ruins (o que não achei MESMO ser o caso desse episódio). E ainda que isso fosse verdade, se esses 5 minutos fecharam as tramas coerentemente, chocaram/emocionaram e mudaram os rumos da série, e ainda estabeleceram muito bem a função de cada personagem dentro da trama, eu acho que 5 minutos podem sim, salvar uma série. São os 5 minutos onde tudo faz sentido.
    Concordo com todos os pontos positivos que você apontou, eu realmente surpreendi com os dois principais embates (rick x hershel/ shane x dale) porque os diálogos, na maioria das vezes bem ruins, foram bons nesse episódio.

  23. Renata disse:

    Vamos com calma, gente. O final do episódio foi muito bom, mas, o início ainda foi um tanto arrastado, e ainda deve ser feito um trabalho melhor em aprofundar os personagens (observem que existem personagens além do Shane, ok?).

    Minha opinião é que esse mid-season finale cria expectativas boas, fato, mas não apaga ainda a dúvida deixada por fracos episódios anteriores. Espero (e quero) que a série melhore, mas falta muito para considerá-la excepcional.

    Sobre a HQ: sim, é diferente, a Sofia não morre (ao menos não até onde parei). Mas os quadrinhos também tem seus momentos muito bons.

    O fator positivo da série não seguir fielmente os quadrinhos é o que a @Lulis apontou: mesmo quem já leu (como eu) não sabe o que vai acontecer.

  24. Gregório disse:

    Nos quadrinhos, alem da Sophia não ter morrido ainda (estamos na edição 91 e a série está mais ou menos pela edição 11), não há toda essa busca por ela, o que torna a personagem menos “indesejada”, por assim dizer.

    Só não gostei de uma coisa no episódio e isso tem relação com os quadrinhos. Na HQ, Hershel é quem acaba matando os zumbis do celeiro. No momento em que ele ia levar um para o celeiro, uma confusão acontece e tods escapam, indo para cima de seus filhos, matando um deles, inclusive. Daí, antes que Maggie seja morta também, ele pega uma arma e atira no filho zumbi, na mulher e nos amigos. O grupo de Rick auxilia, mas quem “limpa” o celeiro é Hershel. Isso faz com que ele reconheça que sim, estava errado quanto aos riscos de manter os zumbis no celeiro.

    Na verdade, a única coisa diferente das HQs que gostei na série, foi a conclusão da história da Sophia. Muito foda.

  25. Lee Santos disse:

    Aliás, amor, e compaixão pelo ente querido, é mesmo motivo que logo no primeiro episódio, Morgan não consegue atirar na sua esposa “zumbizada”.
    Acho engraçado os fãs que ficam chamando a série de “morna”. Acho que o que a maioria deles esperam é que cada episódio seja um banho de sangue, e quanto mais zumbis com a cebeça estourada, melhor. Afinal querem um tipo de game para ver quem mata mais gente desmorta.

  26. Marcos Mendes disse:

    Ixi, esse episódio pelo jeito dobrou o número de HeadShots dados desde o primeiro episódio! Finalmente um episódio para sagrar (ou sangrar?) a série. Pontas soltas resolvidas, que venha agora a prisão.
    E que jogada de mestre dos criadores fazerem a história diferente da HQ, onde Carol e Shane já morreram e Sophia é parzinho com o Carl e adotada por Maggie e Glenn. Desse jeito quem conhece a HQ quer ver a série na espreita de mudanças bruscas no enredo (não estranharia matarem o Rick com já se cogita há um tempo na HQ) e quem tá conhecendo a série primeiro vai correr atrás das HQs para procurar se preparar pro que está por vir, e posso dizer como leitor assíduo da HQ que a cena mais chocante até agora ainda está por vir.
    Chega logo fevereiro! E Davi, parabéns por mais um post excelente. O DudeNews parou de vez?

  27. MaC BuLL disse:

    Bah…vou baixar o gibi agora mesmo. Dane-se.

  28. Davi Garcia disse:

    Oi Marcos, o Dude News não parou. Só entrou em recesso, digamos. Vou reformular o blog e o foco lá será exclusivamente cinema, coleção, games e cultura pop em geral. De séries, só falarei aqui no Ligado mesmo ;)

  29. Davi Garcia disse:

    Na verdade o Kirkman não tá alterando radicalmente a história. Ele promoveu mudanças importantes, claro, como por exemplo a manutenção do Shane na história, mas no geral, o esqueleto da história e os arcos da HQ estão presentes na série, pelo menos até agora ;)

  30. Davi Garcia disse:

    Caro, o episódio já foi exibido na tv brasileira. Portanto, presume-se que os que vão ler um texto que fala sobre ele, no mínimo tenham assistido o episódio.

  31. Rodolfo disse:

    No geral, foi um bom episódio. O final foi realmente excelente. De cortar o coração. Mas os primeiros 35 minutos não foram lá grande coisa. Na verdade, seguiu aquele ritmo morno de sempre. TWD continua no mesmo patamar: Muitos elogios não merecidos. É boazinha, quanto tem zumbi fica melhor, mas no geral é um tantinho ordinária.

  32. Wilian disse:

    Esse foi, sem dúvidas, o melhor episódio da temporada e um dos melhores de toda a série!

    Infelizmente, eu tenho a “spoilersick” e já tinha visto uma imagem da Sophia de zumbi. Mas a forma como tudo aconteceu foi inesperada. Agora, todos viraremos zumbi até fevereiro a espera dos próximos episódios.

  33. Eliane disse:

    Pois é gente..os chatonildos de plantão não pediam zumbis e muitos zumbis? A Matança do final do episódio satisfez vcs? Assim vcs sossegam. Gente, séries tem episódios irregulares, eles estão tb evidenciando o desenvolvimento dos personagens.Vamos com calma. Se querem matança, sem quase nada de história, vão assistir longas e parem de encher o saco. Vamos curtir o talento do ator que faz o Rick, ele é de arrepiar.
    Quanto ao episódio em si, beirou a tragédia, o desalento, fiquei arrepiada. Tive até pesadelos.
    Parem de reclamar e curtam a série, que é boa demais. O duro é aguentar até fevereiro.

  34. Breno disse:

    leoff :
    Que tal menos empolgação? Séries magníficas são as que nos brindam com grandes episódios semana atrás de semana. TWD só faz isso muito de vez em quando, não apaga o que houve de ruim na maioria dos outros episódios.

    … sim, como sobrenatural que cada semana tem um capetinha mais magnífico que o outro, ou como gossip girl onde a cada semana a serena von der woodsen usa um vestido mais magnífico que o outro… Larga a mão de ser ignorante cara, vc nem deveria assistir TWD, é demais pra vc…

  35. Breno disse:

    … sim, eu to nervosa…

  36. @angelo_israel disse:

    Estou muito satisfeito com o andamento da série, já atualizei como favorita, tem que perder a esperança quando assistir.

  37. Bruno disse:

    Concordo. Walking Dead é uma série de Drama, não de Ação, as pessoas ficam esperando que a série seja um tiroteio com zumbis, isso definitivamente abaixaria a categoria da série.

  38. Summer disse:

    This site is like a calssorom, except I don’t hate it. lol

Deixe uma resposta

ss