FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

Alcatraz: Paxton Petty

Por Davi Garcia

[com spoilers do episódio 1×06] Eu tenho tentado assistir os episódios de Alcatraz ignorando o fato da série dar constantes sinais de que não sabe o que fazer com a (boa) ideia do mistério que deveria ser sua principal atração. Contudo, a estrutura procedimental pouco atraente, aliada aos roteiros preguiços e cheios de furos tem me aproximado cada vez mais da decisão de abandonar a série. Por que enrolar tanto para dar uma indicaçãozinha que seja em torno dos motivos que fizeram os 63s desaparecerem e retornarem agora? E sobretudo, por que insistir em tornar os personagens tão desinteressantes negando qualquer traço de verossimelhança às ações dos protagonistas e dos retornados?

Consideremos, por exemplo, alguns dos vários incômodos presentes nesse “Paxton Petty”: (1) quando indagado sobre o que lhe ocorreu, o criminoso da vez diz que dormiu (em 63) e quando acordou (numa tumba!) percebeu que estava em 2012, mas em nenhum momento parece ter se chocado com o ocorrido, preocupando-se exclusivamente em voltar a detonar bombas, atividade que o fez ser preso. (2) Sendo o Dr. Soto um especialista no histórico dos ex-habitantes de Alcatraz, ele já não deveria saber quem era o autor das explosões antes de chegar à cena do crime e com isso ajudar Rebecca e cia a se prepararem melhor? (3) Uma vez tendo identificado Paxton Petty na área do parque, por que Rebecca foi a única a perseguí-lo e por que simplesmente não atirou no cara quando ele soltou a bomba em sua direção? (4) Como aceitar que um membro de um esquadrão anti bombas pudesse ser tão imbecil a ponto de proteger todo o corpo, mas não ligar para o risco de perder as próprias mãos ao mexer no artefato? (5) Se o médico que trabalha na prisão para onde os recapturados são levados é o mesmo que trabalhava em Alcatraz, por que Hauser (que em teoria seria o chefão ali) parece continuar sabendo menos que nós em relação ao mistério por trás de tudo aquilo?

Em resumo, com tantas distrações ruins, Alcatraz precisa urgentemente encontrar um tom e estabelecer qual será o seu propósito (fazer o espectador dormir, talvez?), caso contrário é cada vez maior a chance de se confirmar como uma das grandes decepções do ano. Ou será que alguém discorda?

22 respostas para “Alcatraz: Paxton Petty”

  1. Eu concordo plenamente com seus argumentos. Eu achava que seria uma série mais séria com relação ao roteiro e personagens. Tudo parece brincadeira. Chega a se vergonha alheia.

    O que ainda me conforta é que a cada episódio soltam algo a mais sobre a trama, apesar de ser bem pouco.

    Não vejo muito futuro, mas vou continuar vendo.

  2. Dream disse:

    Confesso que a série tá meio perdida, mas, assim como Fringe, tudo pode mudar depois de uma ótima explicação.
    Portanto, acho cedo para uma sentença.

  3. Alan disse:

    Infelizmente esse foi o ultimo review que leio desde blog, opinião pessoal ja chega a minha.

  4. Lucas disse:

    Parece mesmo que estavam esperando um novo Lost vindo de Alcatraz, uma pena…

  5. Davi Garcia disse:

    Gênio!

  6. Davi Garcia disse:

    Mas há uma diferença fundamental entre o início de Alcatraz e de Fringe. Na da segunda, os personagens já eram interessantes desde o Piloto (se não todos, pelo menos Walter), o que não ocorre em Alcatraz, infelizmente.

  7. Romildo disse:

    O perigo da expectativa se revela!!!

  8. Diego disse:

    Dormi novamente…
    Adorei o review

  9. Romildo disse:

    Venho tentando parar com as drogas… Difícil, mas Alcatraz é a primeira que vou largar!!!

  10. Cristiano disse:

    concordo, você devia procurar um blog que os donos
    não postem suas opiniões.
    não pare enquanto não encontrar!!!

  11. Alan R. disse:

    Até HOJE gente vindo aqui dizendo que “CANSOU DE LER OPINIÃO PESSOAL”??!?!?!!?

    Esse povo tinha que ser banido.

    AMIGOS NÃO EXISTE OPINIÃO IMPESSOAL! SE VOCÊ ESTÁ OFENDIDINHO PQ FALARAM MAL DA SUA SÉRIEZINHA, ENGOLE O CHORO!!

  12. Clara disse:

    Eu não consigo permanecer acordada em nenhum episódio da série, impressionante!

  13. Matth disse:

    Sobre o ponto 4:

    Até onde eu saiba sempre foi assim, a necessidade de mexer com artefatos pequenos e também de uma precisão milimetrica ao trabalhar com circuitos envolvendo explosivos, sempre se fez necessária a ausensia de luvas.

    Vamos checar alguns fatos antes de fazer “acusações” simples…

    Quanto ao resto da review concordo em praticamente tudo, a série tem/tinha a premissa pra se tornar uma excelente série, entretando, até agora não saiu do lugar e nesse ritmo, provavelmente será cancelada logo.

  14. Renato Tibério disse:

    Provavelmente o avô da Rebecca está ligado de alguma forma mais importante que os outros a tudo isso né? Nesse ultimo episódio o médico de Alcatraz (que eu acho que está por trás de tudo) estava retirando sangue dele regularmente.

  15. Oto disse:

    Realmente concordo com tudo que foi falado no review… O maior problema da série é a falta de personagens interessantes.
    Uma coisa que não entendo, mas também posso ter perdido algo, é o fato do medico sempre ficar retirando o sangue dos pacientes em alcatraz, eu achava que isso teria ligação com o ocorrido, mas se tem ligação com o ocorrido, então já era paro o Hauser saber o que aconteceu levando em conta que o medico agora trabalha pra ele.
    Outra coisa estranha é o fato de que o Hauser já a anos deveria esta trabalhando para desvendar o grande mistério, mas em cada episódio parece que ele não sabe absolutamente nada sobre nada já que a unica vez que ele esboçou saber algo sobre algum prisioneiro foi nesse ultimo episódio que ele diz que trabalhou no caso desse prisioneiro na época. Mas ai eu me pergunto: o que ele fazia todos esses anos? Ele no minimo deveria ter o mesmo nivel de conhecimento que o Dr. Soto. Na verdade na minha opnião ele deveria saber muito mais sobre Alcatraz do que o Dr. Soto.

  16. Anderson Lima disse:

    Imagino como será o último episódio desta temporada: vamos descobrir algo tremendo e vai acabar o episódio! UAhuAHuHAUA

  17. Davi Garcia disse:

    Caro, não “acusei” ninguém, só chamei atenção para uma ação idiota deste episódio. Nenhum profissional manipula bomba assim. Há sempre a tentativa de se isolar o artefato com sacos de areia e afins, e depois disso tentar provocar o acionamento do explosivo. Se ele detona antes disso é outra história, mas não foi o que vimos no episódio, já que o cara efetivamente tenta desarmar a mina. Enfim…

  18. Mirelle disse:

    Realmente, personagens fracos e muita encheção de lingüiça. O que é interessante na série é tratado como mero detalhe, coisa sem importância. É decepcionante. Pior que uma série ruim por ser ruim, é uma estória boa ser transformada em lixo por não saberem contá-la. Foi assim com The Event, que pelo piloto e alguns poucos bons episódios, era pra ter sido uma puta série, mas avacalharam, transformaram os personagens em galinhas sem cabeça, sem nenhuma função lógica e/ou inteligente.
    Espero sinceramente que Alcatraz mude o tom, que se liguem nesses erros escrotos e se salvem de forma inteligente, mas é difícil acreditar que isso acontecerá.
    Quando a comparação com Fringe, Fringe teve um belo começo e teve vários episódios pra encher linguiça tb na primeira temporada, mas acho que a evolução da temporada/série foi bem mais interessante.

  19. Gabriel disse:

    A melhor cena de Alcatraz foi quando o Hauser pisou na mina e ficou preso na praia. E olha que eu quase dormi nesse momento.

  20. PC disse:

    A culpa é minha, gente. Sério! Me desculpem, de verdade. Eu nunca começo assistir uma série quando ela é nova. Eu sempre espero pelo menos uma temporada. Essa é a SEGUNDA vez que faço isso, e a segunda vez que começo a me preocupar com a burrada. A primeira foi em “The Event”. Me meti a besta e comecei junto com a série. Deu no que deu. Relaxem, não vou começar a assistir Awake…

  21. Rodrigo disse:

    Eu ri muito com os três primeiros episodios. Não dá pra levar a sério. Os personagens são mais caricatos e sem graça que os de Grimm.

  22. William disse:

    Eu acho a série legal. Estou achando menos lento que Lost (seriado do qual eu não gosto) e menos fantasioso que Fringe (desse eu gosto), apenas para me situar entre as séries que aparecem nos comentários.
    (1) Parece o mesmo que ocorreu com o policial que voltou roubando uma chave que ele nem sabe porque.
    (2) Essa é exagero…coitado do cara, ele teria que ser ninja.
    (3) Com essa eu concordo, se ela não quer matar os caras, pelo menos um teco nas pernas dele.
    (4) Essa foi ridícula, o cara com as mãos pro alto comemorando…hehe, nada a ver. Fora a discussão dele com o retornado de 63 (?!).
    (5) Mas ele não parece saber menos. A parceira dele é uma dos que voltaram, aparentemente eles tinham até um caso em 63. Além disso eles deram a entender que esse médico sabia alguma coisa, mas a doutora ainda está em coma, ou seja, o médico ainda é o mesmo bundão de 63.

    Realmente discordo que seja a grande decepção do ano, está na média de tudo que está passando por ai. Super Natural é um mega sucesso, Lost teve alguns anos de glória também (??), e Fringe (?).
    Séries de TV não são obras de Shakespeare, é só pra gente se divertir e me divirto com Alcatraz e The Walking Dead (que é lento e monótono).

Deixe uma resposta

ss