FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruna Bottin

The Vampire Diaries: 1912

por Bruna Bottin

[com spoilers do episódio 3×16] Quando comparamos a temporada passada de The Vampire Diaries com a atual, sentimos uma diferença no ritmo das histórias, mas fiquem calmos, isso não é ruim. Apesar do andamento mais lento, a terceira temporada continua interessante. Inicialmente focou muito seus primeiros momentos na família original com seus mistérios e segredos, porém, no capítulo 1912, é incluído um novo gancho na história relacionado aos poderes sobrenaturais que os anéis da Família Gilbert carregaram através dos séculos. Durante o período de uma temporada gostamos de ver muita ação, mas sem que nenhum arco fique pela metade. Sendo assim, após todos os planos de morte ao híbrido Klaus terem falhado, chegou o momento dos roteiristas deixarem essa situação como segundo plano e irem à busca de uma nova. Suspeitei que os flashbacks – que remetiam a época em que Damon era santo e Stefan “vegetariano” – seriam apenas para enrolar e introduzir a personagem Sage (Cassidy Freeman, de Smallville), mas ao final descobrimos que a intenção era outra.

Logo no primeiro flashback fomos apresentados a uma das ancestrais da família Gilbert, Samantha, que foi morta por Stefan em um ataque do estripador. Stefan literalmente arrancou sua cabeça e a cena foi muito bem feita, principalmente na hora em que Stefan tenta encaixá-la no corpo novamente. Somente nos momentos finais, quando Elena está com o diário de Samantha em mãos, é que fazemos a conexão entre o anel e as mortes esquisitas que estão acontecendo em Mystic Falls. Passamos a maior parte do capítulo especulando que Sage seria responsável, mas será que ela voltaria a cidade para começar uma matança aos descendentes das famílias fundadoras? Não fazia sentido, mas Alaric Saltzman, o caçador de vampiros boa gente que vai e volta da morte como quem pega um trem, esse sim faz sentido. A doutora Meredith Fell esclarece isso a ele e levanta a seguinte questão: quantas vezes você pode ressuscitar sem que isso afete sua cabeça? Os próximos capítulos de The Vampire Diaries prometem ir mais a fundo atrás dessas respostas. Samantha Gilbert enlouqueceu e foi parar em um hospício, será que esse é o destino reservado para Alaric?

6 respostas para “The Vampire Diaries: 1912”

  1. Marcela disse:

    Olá, só uma pequena correção: Stefan não matou Samantha; ele matou Mariana Lockwood no ataque que arrancou a cabeça dela. Quem matou Samantha, e ele mesmo diz, foi o Damon anos depois. ;)

  2. Bruna Bottin disse:

    Durante o episódio, para mim, entendi que Stefan havia matado Samantha. Lembro que dei uma pesquisada antes de postar para confirmar. Vou rever essas cenas. Mas obrigada pela observação! :))

  3. Marcela disse:

    É porque na cena logo no começo, que o Stefan se apresenta no funeral, aparecem as duas. Ai depois, na cena do ringue, que o Damon pede pro Stefan escolher “vítima”, Damon aponta a Mariana Lockwood, é ela que aparece. No finalzinho Damon fala: “tenho certeza que já a havia matado”..ai penso q foi ele q matou…mas ficou meio ambíguo..Ahh, agora fiquei na dúvida, não sei hehhe ;)!

  4. Pedro H. Couto disse:

    Acho que as subtramas de TVD não se desviam muito da trama central e dão bons fillers. Esse episódio foi mediano, mas útil. E confesso que já estava cansativa essa caçada aos Originais.

    Esse foi o fashback que eu menos gostei, mas o que teve a melhor reconstituição da época. Gostei de o assassino(os) não ter sido aleatório ou um personagem a recém incluído.

  5. Brígida disse:

    your articles are the ones which gained my trust and admiration.http://www.revendaautorizada.com

  6. Michelle disse:

    Foi a Mariana Lockwood que Stefan matou e arrancou a cabeça. Samantha Gilbert foi morta por Damon, que a escolheu como vítima com Sage, por isso ele diz que “eu já a matei”, e não Stefan.

Deixe uma resposta

ss