FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

Game of Thrones: The Night Lands

Por Davi Garcia

[com spoilers do episódio 2×02]Não sou Ned Stark. Sei como esse jogo é jogado. Ele era honrado. Eu não sou. Ameace-me de novo e te jogo no mar.” | “Não estou questionando sua honra. Estou negando a existência dela.” Não que a premiere deste 2º ano de Game of Thrones tivesse deixado qualquer dúvida sobre a importância de Tyrion Lannister como observador arguto e jogador proeminente na temporada que colocará reis em conflito e em rota de colisão nos mais diferentes cenários, mas o fato é que este 2º episódio reforçou ainda mais esta ideia nas sequências em que ele confrontou o perigoso Varys; depois Lorde Janus, agora ex-comadante da Patrulha da Cidade e principalmente sua irmã, Cersei, a respeito do repugnante assassinato de bebês. Evento aliás, que estabelece relação direta com a cena de abertura deste “The Night Lands” quando vemos Gendry, filho bastardo do falecido Robert Baratheon que Ned descobrira, virar alvo dos mantos dourados pouco antes de descobrir que tinha Arya como companheira de viagem rumo à área da muralha onde John Snow já tem problemas suficientes a tratar por conta de mais uma descoberta sombria sobre os hábitos daqueles selvagens como nos evidencia a cena que encerra este episódio. Contudo, a mensagem mais importante que “The Night Lands” deixa é a de que antigos conflitos (além do velho exercício de manipulação que Melisandre põe em prática com Stannis Baratheon) acabarão exercendo papel fundamental nos destinos de Kings Landing, visto que a tênue linha que sustentava o poder central da capital dos sete reinos não existe mais e antigas feridas de guerra podem representar alianças ainda mais frágeis como fica claro, por exemplo, nas boas cenas que Theon Greyjoy divide com seu pai Balon, um homem amargurado e que por si só pode acabar rendendo ameaça em vez de ajuda aos esforços de guerra dos Starks. Em suma, mais um bom e sólido episódio deste início da nova temporada de Game of Thrones. Que os próximos sejam tão empolgantes quanto!

Outras obsservações:

– Que tal o Littlefinger levando a outro nível aquele conceito do ‘lavou tá novo’ para resolver um pequeno conflito em seu estabelecimento e garantir a satisfação do cliente, hein?

– Como ainda não li o segundo livro, não sei se o fato de Cersei ter ignorado os pedidos de reforços vindos da Patrulha da Noite e as palavras de Tyrion sobre como se mata um morto (com fogo, diz ele) seriam uma dica sobre o papel que os dragões de Daenerys desempenharão no futuro, mas de qualquer forma achei as cenas bem curiosas.

– Por falar em Daenerys, segue bem interessante a forma como a vemos equilibrando-se com dificuldade na linha fina que sustenta sua liderança naquele deserto. Nisso, destaque para a boa composição de Emilia Clarke por conseguir conferir peso a uma personagem que poderia empalidecer nas mãos de uma atriz menos talentosa naquelas circunstâncias.

– Pelo escopo, a produção da série é digna de muitos elogios sempre, mas notaram o deslize na cena em que Theon chega às Ilhas de Ferro (um cenário bastante imponente, diga-se) e dá para ver prédios do outro lado da baía?

22 respostas para “Game of Thrones: The Night Lands”

  1. Erwin disse:

    Como sempre, ótimo review seu, Davi, e melhor ainda logo após o episódio, quando ainda estamos empolgados e procuando por mais. Parabéns, e mal posso esperar para ler suas próximas postagens! :D

  2. Lucas Rodrigues disse:

    Mais um bom episódio! Tô gostando de como a história é contada e dosada, o episódio acaba e nem percebo o tempo que passou.
    Tá massa!

  3. Felipe Autran disse:

    Nossa, não percebi esse deslize dos prédios na chegada à Ilha de Ferro. Alguém tem um link para essa cena?

  4. @tiul disse:

    davi, permita-me corrigí-lo, mas o nome da atriz que faz a Dani é Emília Clarke!

    Btw, ótima crítica to com as expectativas em ALTA com essa temporada!

    =)

  5. Davi Cruz disse:

    Ótimo review Davi!! Em relação à essa segunda temporada, ainda continuo achando o “núcleo” Stannis Baratheon muito sem graça – fico com a impressão que estão desperdiçando muito tempo com eles e deixando de lado personagens/tramas mais interessantes.

  6. Thais disse:

    Fui rever o episódio e não encontrei os tais prédios do outro lado da baia na chegada à Ilha de Ferro.
    Olhei a cena de quando Theon avisa a ilha ainda do navio, quando chega a ilha e quando cavalga até o castelo do pai. Que parte deixei passar?

  7. Felipe Zavan disse:

    [SPOILER DA SEGUNDA/TERCEIRA TEMPORADA]
    [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER]
    Davi, estou no 3º livro e os dragões ainda não tiveram grande papel, e Kingslanding ainda não dá a mínima pra o que tem além da muralha. Mas é verdade que são mortos por fogo e acredito que os dragões terão papel nisso.
    [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER]

  8. Raquel disse:

    Ótimo episódio, achei melhor que o primeiro, mas ta difícil lembrar de tantos personagens, ainda mais com esses novos chegando.

    Gostei dessa mulher ruiva (esqueci o nome), fico imaginando como será o filho dela com Stannis, vem a minha cabeça o Chucky por causa do cabelo dela, hahaha…

    Já to amando o pirata sem vergonha, só do fato dele querer comer a Cersei, fico esperando por isso (acho que ñ vai acontecer, mas quero).

    Ótimas cenas de Greyjoy, na ilha… esse autor gosta de um incesto, hein?!

    To com dó da Daenerys, esfomeada e suja no deserto, quero que os dragões cresçam logo, mas acho que só na próxima temporada.

  9. Licaro disse:

    Procurei os predios e não vi nada…

  10. Felipepetty disse:

    Pois é, eu li o segundo livro, por isso nao gostei tanto deste episódio, o 1º foi muito mais fiel, mas abalizando do ponto de vista de uma pessoa que nao leu, eu diria que foi um bom episódio sim!

  11. Cakki disse:

    Mais um bom episódio de GoT! E mais uma boa review!

    Arya e Tyrion roubando a cena, pra variar!

    O Tyrion arrasando com o Janos e a Cersei foram pontos altos do episódio, sem contar a ameaçada básica no Varys…. Detesto ele e o fato de ele não ter feito nada pra ajudar o Ned…

    Eu a-m-o a Arya, sério! E a chegada do Jaqhen no seriado me deixou arrepiada! Adoro o personagem dele no livro, e a cena ficou perfeita! E as cenas dela com o Gendry são o máximo, ela sempre respondendo, mesmo sendo super pequeninha!

    As cenas do Theon com o pai ficaram ótimas, dá pra sentir todo o ódio dele pelos Starks; e dá mta pena do Theon… O melhor pra ele teria sido ficar com o Robb em batalha, mas ele mesmo que teve essa ideia fantastica, achando q seria bem acolhido em casa (bem q a Catelyn disse q não dava pra confiar no Balon)…. E q atriz bem ruinzinha aquela que faz a irmã dele, hein? Só fez o carão do “tô humilhando meu irmão”, mas não deu pra levar a sério…. Aff!!

    A história do Jon deu uma animada com o Craster “alimentando” os White Walkers com bebês; mas a história da Dany segue a ritmo lento (não que esteja ruim, no livro é mais lento ainda – acreditem, é possível).

    Pra finalizar, a cena do Davos com o Salador Saan foi ótima!! O Davos é um personagem fantástico, e a fidelidade com que ele segue o Stannis é impressionante, apesar da loucura do Senhor da Luz e da doida-master Melisandre (pobre Stannis tá completamente hipnotizado por ela, bom ele e todo mundo, né, só o Davos se salva).

    Só pra deixar claro, já li até o livro 4, mas não postei spoilers, só comentários mesmo (vi toda a 1ª temp sem ler os livros – li os 4 no hiato entre as temporadas – e odiava mtoooo quem postava spoilers).

  12. Mica disse:

    Eu achei que o ritmo do 1º também foi melhor.
    Soube que mataram o ‘sangue do meu sangue’ da Daenyris pq o ator recebeu outra proposta de trabalho melhor (bem que eu estranhei a morte enquanto a via, não lembrava dela no livro).
    Acho que deram uma suavizada grande em toda a parte do Theon (e uma agilizada). No livro fica muito mais claro a desconfiança do pai em relação a ele (a libertinagem do Theon e a humilhação diante da irmã).
    Também não lembro da Melisandre ‘seduzindo’ o Stannis. Todo mundo fala disso, mas ou eu fui muito desatenta ou foi muito sutil no livro.
    Seja como for, não gostei da cena. Já a do Mindinho eu gostei, mesmo que eles acrescentem muita coisa nos prostíbulos que não acontecem nos livros.

    Não lembrava que era o Joffrey quem mandava matar os bastardos. Não era a Cersei?

  13. igor frederico disse:

    Gostei bastante desse episódio,não vi os prédios que o Davi viu,mas se estão lá é algo a se pensar sobre esse descuido…e é claro,Tyrion já era meu preferido,depois do primeiro e especialmente desse segundo episódio,o cara cresce cada dia mais no meu conceito (só espero que o Martin não mate ele em nenhum livro).

  14. Cakki disse:

    Tbm não vi esses prédios que o Davi e algumas pessoas tbm estão comentando na net….

    Alguém tem algum screenshot da cena?

  15. marcos disse:

    No livro a gente tem a mesma impressão. Eles demoram muito a ter importância e ficarem interessantes (e acho que não vai ser nessa temporada).

  16. Marcelo disse:

    Só eu que achei meio boba essa parte do Jon com o velho Crasster? Puxa, se as mulheres parecem ser tão infelizes com aquela vida não era simples elas terem dado cabo do velho há tempos? Eu não li os livros, então não sei se isso se explica, mas achei meio inverossímil…

  17. leandro disse:

    NO livro é essa a explicação que o velho Mormont dá ao Jon, se elas queisessem se ver livres dele, são maioria e o matariam, mas precisam dele… Pq ele as proteje dos caminhantes lhes ofertando os filhos homens.

  18. Luiz Vieira disse:

    [SPOILER DA SEGUNDA/TERCEIRA TEMPORADA]
    [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER]
    Na verdade os “mortos” e aqueles monstros do gelo, que aparecem no início da primeira temporada, são mortos por obsidiana, ou vidro do Dragão. E quem descobre isso é o mas medroso da Patrulha da Noite: Sam.
    Até mesmo na terceira e quarta temporadas os Dragões não terão muito importância, pois ainda são pequenos. Mas haverão pelo menos umas 2 ou 3 cenas em que eles atuarão em situações importantes, na segunda/terceira temporadas.
    Quanto a muralha, quem vai realmente ajudar, só na terceira temporada, será Stannis, mas com o objetivo de ganhar controle sobre partes das terras da Patrulha da Noite.
    [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER]

  19. Wellington disse:

    Arya vem aparecendo pouco. Principalmente considerando o quanto ela aparece no livro. Espero que mostrem mais do que uma cena dela por episódio a partir do próximo.

  20. Luciano disse:

    Olhei a cena novamente, devagar, com pausa… pra mim não são prédios, mas sim os despenhadeiros da ilha do outro lado da baia. O que até se encaixa bem com a descrição das Ilhas de Ferro.

  21. Paulo disse:

    O que foi aquele dialago grotesco e gratuito com a menina?Por isso certos sites da conspiração falam que Hollywood é um paraiso para pedofilo.

  22. Swen disse:

    Pessoal, se permanecer neste ritmo e com a audiencia que vem tendo e conquistando, esta série passa longe das 10 temporadas e deve ser eleita sem sombras de duvidas a melhor dos ultimos anos, sem comparação, realmente um deleite pros olhos, muito boa, fantástica.

Deixe uma resposta

ss