FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

Game of Thrones: The North Remembers

Por Davi Garcia

[com spoilers do episódio 2×01] “Você quer liderar um dia? Aprenda a seguir.” Com algumas frases de efeito bem inseridas aqui e ali, a bela estreia da 2ª temporada de Game of Thrones não teve nenhuma grande sequência de ação (ou dá para considerar aquela do terrível massacre de recém nascidos como uma?), mas foi bastante eficiente na tarefa de nos situar a respeito da história e principalmente no desenvolvimento de cada núcleo de Westeros. Assim, chega a impressionar a eficiência de “The North Remembers” para introduzir novos personagens (o irmão mais velho do meio do antigo rei Robert, Stannis Baratheon, seu escudeiro Davos, além da misteriosa sacerdotisa Melisandre) e sobretudo revisitar outros já estabelecidos no primeiro ano da série sem atropelos ou mesmo pressa.

Nesse panorama, através da transição de cenas que mostram um cometa cortando os céus dos sete reinos, vemos a crueldade do rei Joffrey em Kings Landing (e as tentativas frustradas de sua mãe, Cersei, para reforçar a ideia de que controla o filho); Bran e Daenerys lutando para manter Winterfell e o que restou do khalasar de Khal Drogo respectivamente, unificados em torno de seus fragilizados líderes; Jon Snow se submetendo a um aprendizado intensivo de liderança durante sua jornada nos confins da muralha onde tudo parece ser bem mais perigoso e selvagem e Robb Stark, o rei do norte, planejando os próximos passos de seus esforços de guerra contra os Lannisters (a cena dele com Jaime, aliás, foi excelente) ao passo em que o real cenário de disputa pelo poder – o elemento que deve sustentar a narrativa temporada – começa a tomar formas cada vez mais complexas como sintetiza a frase de Catelyn Stark: “Há um rei em cada esquina agora.”

O retorno de Game of Thrones, contudo, não teria sido tão bom sem as divertidas e não menos importantes cenas do agora mão do rei, Tyrion (o sempre excelente Peter Dinklage que, aliás, passa a figurar merecidamente como o primeiro nome nos créditos de abertura da série). Anti-herói clássico, de todos os personagens da série ele é facilmente um dos mais fascinantes porque fazendo uso de um humor ácido e de observações pontuais, funciona como um espécie de narrador e observador dos fatos da história, além de ser o único(?) que consegue enxergar e reagir aos acontecimentos de forma objetiva e não menos impactante, uma noção que deve ficar mais clara agora que ele efetivamente pode exercer alguma influência nos destinos da capital por conta de sua posição.

Contextualizando a trama em suas muitas frentes de forma envolvente, Game of Thrones voltou correspondendo às expectativas deixando a ideia de ser uma série ainda mais madura no escopo de seus temas e por isso mesmo mais interessante. Que os próximos episódios sejam ainda mais épicos!

17 respostas para “Game of Thrones: The North Remembers”

  1. Guilherme Nascimento disse:

    a unica coisa ruim foi que tive q espera até as 23h pra assistir legendado pelo menos foi em HD :)

  2. Dani Libanio disse:

    Louvável a atitude e o respeito da HBO para com os assinantes, não só pelo o fato de assistir um retorno de uma série q aguardava mto, mas tb por saber q milhares,milhões de pessoas estavam comigo ali, naquele momento degustando, desfrutando de cada caminho q essa história nos leva. um sentimento único.
    HBO está de parabéns, e tb por disponibilizar os dois áudios para os assinantes. Hj estavam vendo alguns comentários, de pessoas reclamando da dublagem e tal, eu vi legendado, mas quem não gostou da dublagem, vá pra PQP! pq estamos diante de um acontecimento na tv paga brasileira. Algo q pode sim mudar a diretrizes de pirataria por aqui. e tem alguns espíritos de porco, q não ficam satisfeitos com nada!

    Agora qt ao episódio, achei ótimo, mto bom o retorno! Eu só fico um pouco confusa, pq estou lendo os livros, e já estou no quarto livro, o festim dos corvos, daí na minha cabeça, mistura um pouco..rsrsrs…. mas isso não tirou em nada o brilho dessa excelente adaptação! e isso é comigo, mas já no meio do episódio, me situei e me localizei na ordem cronológica da história…rsrs…
    Agora é aguardar os próximos desdobramentos dessa guerra dos tronos!

    Bjs..

  3. Juliano Haussen disse:

    Excelente comentário! Realmente a serie conseguiu sintetizar muito bem todos os assuntos que cercam esta segunda temporada. O segundo livro é bem maior que o primeiro, será que eles vão conseguir resumir tudo em apenas dez episódios?

  4. Helena Sousa - Brasília disse:

    Oi Davi,
    foi emocionante assistir ontem, sabendo que milhares de pessoas faziam o mesmo. Aquela músicva de abertura é de matar! É demais!

    “(ou dá para considerar aquela do terrível massacre de recém nascidos como uma?)” Não, mas não mesmo.

    O ator que faz o Stannis não tem nada a ver com o que eu tinha imaginado dele [ ler o livros antes dá nisso…], já o Davos, caiu melhor…

    Tyrion é no mínimo fantástico. O personagem no livro é explêndido e na série ele segue imbatível.

    Ontem ao final do episódio, bate aquele desespero de ver “só isso”, e ter que esperar 1 semana pra mais um pouquinho da série..
    Eu que já estou no final do 4º livro, vou viver no desespero a temporada toda, e mais ainda até saírem todas as outras….

  5. Alexander disse:

    A HBO normal, passou com legendas e áudio e inglês também.

  6. Cakki disse:

    Amei o episódio! =)

    Robb Stark e Vento Cinzento versus Jaime Lannister foi um dos pontos altos do episódio! Enquanto lia os livros, sempre imaginei os lobos gigantes mtooooo grandes, e pela primeira vez mostraram o Vento Cinzento do tamanho certo! E o CG mto bom por sinal, assim como nos dragões (o dragão, melhor dizendo).

    Joffrey cada vez mais odiosoooo, e a Cersei se perdendo no papel de mãe/rainha regente…. Ninguém consegue controlar aquele guri! Já na primeira temporada ele dava sinais de que não seria um rei fácil de lidar (lembram das reações dele após o “ataque” da Arya e da Nymeria?).

    Tyrion é sempre um show a parte! O trabalho do Dinklage é maravilhoso, e ele tem td pra brilhar no centro das ações em Porto Real! E eu tbm fiquei mtooooo emocionada com o nome dele no início dos créditos (antes de começar o ep tava me perguntando como ia ficar sem o Sean Bean no começo)!

    Stannis escrevendo a carta sobre o Joffrey ser filho de incesto mostra claramente o perfil psicológico do personagem, gostei mto da cena! E repararam na mesa em formato do mapa de Westeros? Nossa! Q trabalho magnífico do pessoal dos cenários, a mesa sempre é referida nas cenas em Pedra do Dragão nos livros, mas nunca achei q eles iam se ater a esses detalhes na televisão.

    A história do Jon e da Dany ainda não fazem relação com a trama como um todo, mas gostei de eles terem acelerado um pouco as coisas (no livro 2, demoram capítulos e capítulos até o Jon chegar na cabana do Crasster, e a Dany mandar os 3 dothraki um pra cada lado em busca de uma saída do Deserto Vermelho).

    E que saudades da Arya!! Como eu gosto dessa guriazinha!! Semana q vem acho q ela vai tá no centro da história, agora q tão indo atrás do Gendry.

    Ah, e um parabens a HBO BR! Imagem HD, som original e legendas (vi na NET, no HBO HD 1)! Que continue assim!

  7. Millaluana disse:

    legal, a série tem conseguido aproveitar bem os melhores elementos e personagens dos livros, sem a enrolação natural dos livros. Tyron nessa segunda parte da história é ainda mais fascinante do que no primeiro livro, é o cara a se prestar muita atenção, cada segundo dele em cena vai ser de arrepiar se os roteiristas e o ator continuarem nesse bom desempenho não espero nada menos que muitos momentos de muita tensão e diversão.

  8. Cakki disse:

    Tbm li os livros (terminei o 4 semana passada) e concordo sobre o que tu falou do ator que faz o Stannis…

    Não te parece que se “trocassem” ele e o Davos não ficaria melhor? =P

    Mas ambos estão super bem nos papeis! É só uma questão de compatibilizar com a descrição dos livros (Stannis mais régio, mais forte e imponente fisicamente; e o Davos mais magro, submisso ao Stannis).

    E a Melisandre tinha q tá um pouquinho mais “louca”, tipo possuída mesmo. Sempre imaginei ela super imponente e “hipnotizando”, “seduzindo” todos.

  9. Sara disse:

    A HBO é o canal, magnífica estréia mundial de Game of Thrones.
    O episódio passou voando, os personagens novos foram bem introduzidos e os diálogos, como sempre, ótimos.
    Se a primeira temporada foi sobre honra, nessa podemos perceber que o foco é sobre poder. Afinal, como diria Cersei: “Poder é poder”.
    Isso sim é série e de altíssima qualidade.

  10. Ricardo disse:

    Achei o episódio legal, mas não acho que tenha funcionado como uma season premiere. Tudo aconteceu rápido demais e não senti como estivesse começando tudo novamente.

    Enxerguei o episódio como uma continuação frenética do último episódio da temporada passada, sendo que deveria ter ido com calma e apresentado os personagens de uma forma diferente.

    Se comparado com a premiere da temporada 1, o episódio deixou muito a desejar. Em primeiro lugar, não começou com uma cena muito impactante e me pareceu jogada e fora de contexto. Eu tinha certeza que iam começar com o prólogo do segundo livro, que é MUITO mais legal que o prólogo do primeiro. Achei que íamos ser apresentado à Stannis, Davos, Melisandre, Cressen _E_ Selyse, Shireen, Patchface… Dragonstone não se mostrou tão melancólico como realmente é. A morte de Cressen me pareceu vazia e boba, imaginem só se dividissem o prólogo ao longo do episódio, através do olhar do Cressen e cena final com a Melisandre o matando… Seria genial…

    Isso me faz lembrar da cena final da premiere da season 1, em que Jaime empurra Bran da torre. Foi muito impactante e, por causa dessa cena, a série fisgou muitos fãs. O final deste episódio de ontem foi legal, mas não passou disso.

    Tenho medo que a série não dê tanta importância para Arya, por conta da atriz ser uma criança.

    Espero que melhore no próximo episódio. Eu gostei desse, mas esperava tudo em um outro nível, infelizmente.

  11. Arthur Malaspina disse:

    Só uma correção, Stannis não é irmão mais velho do Rei Robert e sim irmão do meio.

  12. Renata Riveri disse:

    Sabe que eu cheguei a pensar que a adaptação para TV tinha alterado isso? Porque, vários sites estão colocando o Stannis como mais velho.

    Não que isso seja mega-relevante na história, mas, fiquei curiosa e fui conferir no site da HBO:

    http://viewers-guide.hbo.com/game-of-thrones/season2/#!/guide/houses/rbaratheon/stannis-baratheon/

    E, nada foi alterado. Stannis continua como irmão do meio, mais novo que o Robert. Acho que como o ator parece mais velho, todos assumiram que ele era o primeiro.

  13. Al Wanderley disse:

    Pontos altos:
    1- A música da abertura arrebentou;
    2- A cena do Rob, com Vento Cinzento, e Jaime Lannister foi maravilhosa;
    3- Tyrion, com sua dicção empostadíssima, no bom sentido, está merecendo um Oscar,
    4- Melisandre, que presença! Chegou pra botar pra quebrar, mesmo. Fantástica!!
    5- HBO, trabalho de profs.

    Pontos criticáveis (a meu ver, claro)
    1- Lobo Cinzento me pareceu muito magro e flaquito. Não é do tamanho de um cavalo, como descrito no livro, segundo relatos dos que o viram lutando ao lado do Robb.
    2- As cenas foram muito rápidas. Teriam que (nem sei como, já que o livro é grossão mesmo)nos deixar ir degustando devagar as cenas, rsrs.
    Abraços a todos.
    HBO

  14. Davi Garcia disse:

    Valeu pessoal, corrigi a informação no post ;)

  15. Andreee disse:

    achei sensacional o episódio
    concordo com a Helena, a música da abertura é excelente e eu arrepiei ao saber que a estréia era mundial
    o stannis é bem diferente do que eu imaginava depois de ler os livros
    Power is power, foi ótimo quando a Cersi falou isso
    Hbo é incrível, e como passou rápido o episódio
    esta série é extremamente acima da média
    só de imaginar que depois teremos true blood…

  16. Samuel Vaz disse:

    Acho sempre estranhas as críticas de quem lê os livros e espera que a série na TV tenha o mesmo ritmo e dê atenção aos mesmo detalhes.

    Adorei esse primeiro episódio e, como sempre, Game of Thrones consegue impressionar pelo modo como torna cada personagem interessante!

  17. Jeronimo Lopes disse:

    Bom , falem o que quiserem mas a respeito da TV paga, eu ainda não sei como tem gente que assina. Vou num site de torrent e baixo, as vezes espero a legenda sair outras não, afinal meu inglês não é tão bom assim. Se a TV paga respeitasse mais o assinante eu voltaria a usar, paguei assinatura por tempo demais agora [email protected] a Sky.

Deixe uma resposta

ss