FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruna Bottin

Scandal: Primeiras Impressões

Parte I, por Bruna Bottin

[com spoilers do episódio 1×01] Enfim estreou na semana passada a nova série de Shonda Rhimes, Scandal. A roteirista, famosa pelos dramas médicos Grey’s Anatomy e seu respectivo o spin-off Private Practice, trouxe na bagagem um novo drama – dessa vez longe dos corredores hospitalares – que promete nos mostrar os bastidores de várias crises políticas, pessoais e empresariais. O primeiro capítulo de Scandal, Sweet Baby, nos apresenta tudo muito rapidamente, inclusive sua protagonista Olivia Pope (Kerry Washington), uma advogada especializada em gerenciar crises onde quer que elas existam, e é boa no que faz. O capítulo inteiro a vimos afirmando sobre sua intuição (que aparentemente nunca falha) e acompanhamos uma dinâmica forçada entre toda sua equipe, composta por outros cinco funcionários obedientes. Todos concordam plenamente com os sentidos aguçados de Olivia, apesar de realizarem uma espécie de votação antes de aceitarem ou não um caso.

Vendida como uma personagem forte e destemida pelo roteiro, essa impressão caiu por terra quando vimos que a moça, na verdade, é uma fraca e iludida quando se trata de amor. Ela tem um caso secreto simplesmente com o Presidente dos Estados Unidos! Além disso, contratada pelo chefe do executivo americano para abafar as denuncias de assédio por uma funcionária da Casa Branca, ela ainda cai na lábia do sujeito, mesmo sabendo por experiência própria se tratar de um mulherengo. O episódio trouxe ainda o caso de um herói de guerra republicano que se torna suspeito de um crime, mas com um álibi que o exporia publicamente, com um desfecho apenas razoável e clichê. Difícil prever como será o desenrolar dos próximos “casos da semana” e do relacionamento confuso entre Olivia Pope e o Presidente. Nesse contato inicial com a série fica a impressão de que pouca coisa pode surpreender, mas quando o nome Shonda Rhimes está no meio sempre aprendemos a criar esperança, certo?

Parte II, por Bruno Carvalho

Assim como a Bruna disse acima, eu fiquei sem entender qual é a de Scandal. Olivia Pope é uma advogada que não advoga e tem um escritório de advocacia que não pode ser chamado assim, pois eles “não recorrem à justiça”. OK, ela presta consultoria, então? Não. Ela é uma “gestora” de crises, uma espécie de Eli Gold de saias, mas com um texto piorzinho. A equipe dela também é inexpressiva, a começar pela mocinha que é recrutada para trabalhar na nova firma. Também não sei o que dizer como o roteiro de Shonda Rhimes conseguiu apagar por completo o ator Henry Ian Cusick. Se eu não o conhecesse por seu trabalho fenomenal como o Desmond de LOST, diria que ele é um péssimo intérprete, pois passa por todo o episódio sem acrescentar nada à trama. O design de produção de Scandal também é bem esquisito. O escritório é desnecessariamente sombrio, os figurinos são carregados e aquele não parece em nada um local de trabalho. Me lembrou muito o esconderijo de algum vilão do Batman. Além disso, a série é gravada com um excesso de chroma key para simular locações externas em Washington, tornando ainda mais difícil a identificação do público com o que está sendo mostrado e proposto. Pode ser que melhore? Sim, como qualquer outra produção, mas a primeira impressão é que Shonda Rhimes se sai melhor escrevendo séries médicas, que é o que conhece. Sua primeira aventura no mundo jurídico foi bastante irregular.

19 respostas para “Scandal: Primeiras Impressões”

  1. Douglas disse:

    Preciso, primeiramente, dizer isto: Nunca o Ligado em Série esteve tão fantástico. Fazendo a cobertura das melhores séries, primeiras impressões, criticas francas e análises pertinentes. Além, claro, das notícias, calendários das séries.

    Vocês estão simplesmente perfeitos.

    Dito isso, não poderia concordar mais com o que foi escrito sobre Scandal.. Uma bela de uma porcaria à primeira vista. Veremos se melhora (acho difícil)

  2. Bruno Carvalho disse:

    Valeu!

  3. Renan disse:

    Duas palavras: FAÇAM MELHOR

  4. Gustavo disse:

    Poxa, faz sentido, até porque todo crítico de cinema/TV é diretor renomado e tem que ter ganhado pelo menos um Emmy e um Oscar pra poder, sem ser questionado, criticar algo.

    Parabéns, cara.

  5. Darlan disse:

    Eu achei a série confusa. Pareceu que aceleraram os diálogos para tentar esconder algumas fraquezas do texto/roteiro. Mas vou assistir ao segundo pra ver se consertam isso ou se esse é o estilo da série msm.

  6. Renato disse:

    Renan, esse pessoal do ligados em serie é muito amador, são um bando de nerds fracassados que pensam que podem falar algum ou alguma coisa não gostam de serem questionados,da até pena de um ser tão insignificante que tem um misero blog se acha no direito de ser tão arrogante e prepotente. Não que não possam criticar, até podem,mas a arrogância que mostram isso é de matar, como se eles tivessem capacidades de fazer algo melhor. por esse motivo nunca passaram disso,simples vermes.

    Ps: Não assistir a serie ainda.

  7. Bruno Carvalho disse:

    Recado de Marcelinho para você:

    “Cara, isso tá muito mal escrito hein?”

    Ass. os Vermes.

  8. Raquel disse:

    In my opinion: fiquei com preguiça de ver…

  9. Renan disse:

    Vocês só sabem falar bem das séries que gostam, séries que interessam vocês. Mas o problema é que se você quer manter um site nesse nível, você não pode falar sua opinião pessoal, ISSO NÃO FAZ PARTE DO GENERO “NOTICIA”. || E não interessa em que anos estamos, faço novamente a acusação: FAÇAM MELHOR !

  10. Bruno Carvalho disse:

    Este não é um site de notícias. É um site de opiniões pessoais. E como site de opiniões pessoais, como nós falaríamos BEM de algo que NÃO gostamos?

    Seus argumentos são bastante insustentáveis, hein? Além disso, o site está sendo mantido “nesse nível” há mais de 5 anos. Então, sim, posso mantê-lo assim. É cada coisa.

  11. renaannnn disse:

    Minha pergunta é simples, se voces não levam a opinião de blogs de series a serio então porque estão aqui lendo?

  12. Ramon Damasceno disse:

    Eu vi algumas inconsistências no primeiro episódio, realmente. Mas gostei do piloto e tô curioso pra ver como vai ser o desenrolar dos próximos episódios.

  13. João disse:

    Cara, como você quer que um site que posta reviews de episódios de séries NÃO cotne com a opinião dos autores? Pensa um pouco antes de postar comentário, credo…

    E se pra falar mal de algo for preciso FAZER MELHOR, você não poderia estar falando mal desse site a não ser que tenha um mais conceituado e “melhor”. E aí?

  14. renaannnn disse:

    Ahhh vaa que eles só falam bem daquilo que eles gostam, que absurdo isso, em que mundo estamos. Negocio é falar mal daquilo que gosta agora né…

  15. Joele disse:

    Nunca me arrependi de acompangar alguma serie que vcs falasse bem e sei que a opiniao de vcs n e baseado em um simples gosto pessoal ( ainda bem q nenhum d vcs gostam d glee), do contrario nao estariam mantendo o blog a 5 anos. Pessoal vcs estao de parabens, otimo trabalho e q continuem a fazer as coberturas das series boas e das ruins p eu nao perder tempo e ver porcaria

  16. Renan disse:

    hmm q lixo

  17. Rodolfo disse:

    Acho que a ideia da série é “falo rápido demais pra parecer que sou fodona”. Achei muito ruim. Não gostei dos personagens, achei a protagonista super afetada e a edição mal feita. Me lembrou que a Shonda sabe ser medíocre também (como em ‘Crossroads – Amigas para Sempre’ da Britney).

  18. Igor disse:

    Eu não consegui assistir a série toda, simplesmente porque não me prendeu. Eu adoro o trabalho da Shonda em Grey’s, eu acompanho até hoje, to juntinho com a série, na 8ª temp. no episodio 21, e me prende MUITO, assim como Private Practice. Mas Scandal não conseguiu me prender… estranho porque pra mim, ter o nome da Shonda era nescessariamente sucesso na certa.

  19. Bia disse:

    O primeiro episódio de Scandal pode deixar uma má impressão, mas se vocês seguirem vão adorar pois vai ficando cada vez melhor. A segunda temporada está ótima. Vocês vão ficar viciados!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

ss