FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

Community: Basic Lupine Urology

[com spoilers dos episódios 3×15,16 e 17] Mentiria se dissesse que não me diverti com Origins of Vampire Mythology (sobre a surpreendente obsessão de Britta com um ex-namorado esquisito) ou Virtual Systems Analysis (que nos trouxe um belo estudo de personagem através da relação de Annie com Abed no “sonhatório”). Contudo, da leva mais recente de episódios, foi Basic Lupine Urology (ep. 3×17) que melhor refletiu toda a empolgação que tenho pela ousadia de Community e seu aparentemente interminável talento para prestar homenagens e subverter gêneros de forma inteligente, criativa e, principalmente, engraçada. 

Parodiando diretamente a franquia Law & Order – e, em menor escala, outros procedurals semelhantes – desde os créditos de abertura (que aliás ficou excelente!), o episódio usou o argumento da destruição de um projeto da turma na aula de biologia do professor Kane (o sempre eficiente Michael K. Williams) como cenário para colocar os personagens envolvidos numa investigação que segue fielmente os moldes das séries de Dick Wolf. Nisso, não faltaram surpresas (Star Burns morreu!), pequenas viradas e cenas divertidíssimas com Troy e Abed bancando os detetives de métodos singulares em interrogatórios non sense (a piada do good cop, bad cop foi uma bela sacada, aliás), além daquelas com Annie e Jeff como advogados no tribunal improvisado que nos deu não apenas uma resolução inusitada para o ‘crime’, mas também a certeza de que o clube de melhores episódios de Community acabava de ganhar um novo membro.

3 respostas para “Community: Basic Lupine Urology”

  1. Tiago A. disse:

    Mais um episódio excepcional na conta dessa impecável 3ª temporada.

    Alem de toda a ótima paródia com Law and Order, houve também uma pequana ironia com Breaking Bad a respeito do carro de metanfetamina, ou será que sou fã demais de Breaking Bad a ponto de já ter associado a ela? rs

  2. Arthur disse:

    Sem dúvida um dos melhores episódios de Community, o papel de Britta como sempre insignificante, mas o suficiente pra botar a mão na testa, ter uma vergonha mais que alheia e soltar um Pqp, e como sempre, quase me matei de rir com o Dean e o bambolê. 

  3. Alex P.F disse:

    Nossa, nem tinha pensado nisso sobre Breaking Bad, e olha que sou muito fã também, mas faz muito sentido. E, sobre o épisodio: fantástico, com certeza um dos melhores da série. #SAVETHEYAMS

Deixe uma resposta

ss