FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

Game of Thrones: Blackwater

[com spoilers do episódio 2×09] Escrito por George R.R. Martin e dirigido por Neil Marshall. Se o envolvimento direto desses dois nomes com o penúltimo episódio da temporada de Game of Thrones já indicava algo no mínimo promissor, o resultado final em tela acabou revelando-se muito melhor do que a encomenda. Não sei se exagero, mas acredito que nem mesmo o fã mais fervoroso do material que originou a série acreditava que os eventos relacionados à chegada de Stannis Baratheon a Kings Landing pudessem ser tão bem retratados como foram neste “Blackwater”, um episódio tenso, recheado de diálogos inspirados (sobretudo aqueles protagonizados por Tyrion, claro), muita ação e violência gráfica poucas vezes vista nesta 2ª temporada.

Focado no desenvolvimento de um único evento, algo que claramente trouxe grandes benefícios à dinâmica de sua narrativa, “Blackwater” foi um episódio divisor de águas para definir de uma vez o desenho que a temporada vinha construindo para alguns personagens. Nesse contexo, Tyrion estabelece-se como um estrategista inteligente (quando dizima boa parte da frota de Stannis usando o fogo vivo, numa das melhores cenas do episódio, diga-se) e um líder improvável no campo de batalha até sofrer uma tentativa de assassinato. Joffrey, por sua vez, confirma a imagem do rei tolo e mimado cuja covardia fica exposta na sequência em que o exército inimigo parece dominar a entrada da cidade. E o que falar dos discursos cínicos de Cersei que, apostando numa retórica vazia, amedronta a tola Sansa Stark só para depois apelar para uma medida desesperada (e não menos covarde) que só é interrompida pela chegada triunfante de seu pai, Tywin?

Com outras subtramas paralelas importantes ainda em aberto, o desfecho da temporada de Game of Thrones já tem uma missão e tanto pela frente: superar a excelência deste surpreedente nono episódio. Será que consegue?

15 respostas para “Game of Thrones: Blackwater”

  1. Leonardo da Fonseca disse:

    Eu já imaginava que esse episódio seria acima da média. Que depois não digam que toda a preparação vista nos anteriores não serviu de nada, até no sentido de liberar a narrativa para se dedicar inteiramente ao núcleo de Porto Real. E que sacada foi inserir “The Rains of Castamere”, perceberam que era o The National tocando nos créditos finais? Só na próxima temporada essa música vai ser melhor explicada mas foi bom ver ela ganhando uma prévia.

  2. Cakki disse:

    Episódio foda demais!!! Foi mto épico!!

    Valeu cada centavo economizado em CG durante a temporada toda!! =P

    As cenas mais fantásticas foram aquelas protagonizadas por Tyrion, Cersei e o Cão de Caça!

    E que coisa mais sensacional aquele fogovivo queimando a Baía da Água Negra (valeu a mudança da batalha para a noite)!!

    E, se o episódio já tava bom demais, quer coisa mais épica ever que os créditos subindo ao som de Chuvas de Castamere (a música tema da Casa Lannister nos livros)? Sempre imaginei como seria a música tocada, e só o Martin pra nos proporcionar isso!!!

    E, falando em Martin, esse foi disparado o melhor roteiro da temporada: adaptou 5 capítulos do Fúria em 1h, sem cortar as cenas e os diálogos mais legais (Cão e Sansa; Cersei surtando; e Tyrion comandando os homens), mas sem precisar copiar tudinho dos livros (vide a ausência da corrente do Tyrion “prendendo” os barcos do Stannis – que é das melhores coisas do livro, mas não fez falta na tela).

    No aguardo pelo final da temporada!! =)

  3. Carla disse:

    Excelente episódio, curti muito a batalha, mas dou o maior destaque pra Cersei, que tava ótima, a atriz tá muito bemmm

  4. medicojose disse:

    á vi sereis não serem as mesmas depois de grandes episódios, lembro do episodio 4 da primeira temporada e do nove da segunda, isso mostra que o principal elemento da serie é o roterista,o que falta em algumas series. além do mais, somente a HBO poderia levar uma serie como um ato cultural, as demais emissoras, principalmente a de tv aberta, pensam somente na audiencia,num ano vai ao ar uma serie que tem 8 milhões de telespectadores, no ano seguite, no seu lugar entra uma de 4 milhões, sem falar nas series inacabadas V,4400,Tina fay, isso não é tv HBO, coisas assim estão raras na tv.

  5. Mesmo só com duas temporadas até agora, GoT praticamente já tem uma tradição de ter eps. 9 (os penúltimos) como os mais marcantes da temporada

  6. Erik disse:

    Sempre bom ler a opinião sobre a série de quem não leu os livros, Davi!!
    E acredite: tem sim muita gente que esta criticando o episódio… não teve isso, não teve aquilo… mudaram aquilo outro…
    O pessoal não entende o significado de adaptação!!! Obvio que cada um ficará frustrado por não ter alguma passagem do livro que achou sensacional na série de TV!! Mas é impossível não parabenizar o trabalho da HBO, especialmente, neste episódio que, inclusive, foi escrito pelo próprio criador da saga!! A história é dele e ele muda o que quiser!!!
    E, pelo menos para mim, essas mudanças dão um ar de surpresa que tornam bem melhor a minha experiência por nem sempre poder antecipar o que vai acontecer… o que importa é que, no final, cada um dos personagens terminará exatamente no mesmo ponto que no livro, mesmo que sua jornada tenha sido um pouco alterada em algum momento!!!

  7. Rodolfo Costa disse:

    Nem sei dizer quem estava melhor: Cercei, Tyrion, Cão de Caça ou Sansa.
    E de tola, a Sansa não tem nada. Ela soube se adaptar muito bem para sobreviver. 

  8. Eu achei esse um dos piores episódios da série. Tiveram alguns momentos memoráveis, a batalha, a chegada de novas tropas, os discursos, os personagens. Porém foi tudo muito acelerado e quando eu olhei meu relógio só faltavam 20 minutos pra acabar o episódio e ainda estava tudo meio devagar. Alguns coisas achei mal resolvidas, como a submita redenção do Cão e vou-não vou de Sansa.

  9. Raquel Alves disse:

    Esse episódio salvou a temporada que tava bem zzZZzzzz, pelo menos nos últimos 3 episódios.Que sequencia sensacional da explosão no mar, parecia filme, e o anão, foi foda demais, tudo que ele fez foi épico, pra mim no final a galera ia ergue-lo nos braços e declara-lo rei dos 7 reinos.
    A cena final do Tywin chegando, (quanta testosterona aquele coroa tem, que é visível em 3s de cena), foi totalmente inesperada para mim, me surpreendeu e eu gostei, confesso que estava torcendo pelos Lannisters
    * Não ficou claro se a SOnsa aceitou ou não ser salva pelo cão, espero que sim.
    *Cersei bêbada,  diva!! 
    “Half-Man, Half-Man, Half-Man” o/  é  o Half-Man que manda nessa porra!!

  10. Raquel Alves disse:

    Caraca!!
    ” Porém foi tudo muito acelerado… e ainda estava tudo meio devagar.” 
    Se é pra criticar, seja coerente, pelo menos!

  11. Thomaz disse:

    Batalha ao som de Set fire to the rain (Adele)
    http://youtu.be/KEKNXlxl39g

  12. Na série ficou meio abrupto, mas nos livros está claro que Sandor (Cão de Caça) é traumatizado com fogo desde criança, quando seu irmão Gregor o queimou.
    Então isso concede mais sentido à sua súbita redenção em meio a batalha. Ele pensou algo como: “Vou me ferrar para salvar um bosta de rei?”.

  13. Episódio excelente.

    Apenas receio que o ponto positivo – mostrar apenas Porto Real – acabe fazendo com que o finale seja muito apressado, mostrando muitas histórias paralelas em pouco tempo. Além do próprio Porto Real, ainda há os núcleos de Winterfell, Pyke, Qarth, Harrenhal e para-lá-da-Muralha, todos no encerramento da temporada.

    Fogovivo em ação foi o melhor efeito que a série já produziu. As cenas de violência extrema também são dignas de crédito.

  14. Refer disse:

    CERSEI DIVA! MELHOR PERSONAGEM DA SÉRIE

  15. Daeron disse:

    Nâo acho que ficou meio abuptro. Pessoal que não tem imaginação. E não percebe os detalhes.

    Nunca li os livros. Estão comprados guardados esperando o trabalho deixar ;D

    Mas desde a primeira aparição do personagem sabemos como ele ganhou a cicatriz. Assim é provável que ele tivesse trauma com fogo. E a cena é bastante significativa para evidenciar que o fogo foi o que deixou ele desconfortável.

    Junta A + B, dá pra sacar que este é o ponto fraco dele.

Deixe uma resposta

ss