FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

The Killing: Quem Matou Rosie Larsen?

O grande mistério do mundo das séries que várias pessoas desistiram de descobrir ao final da 1ª temporada, finalmente será revelado hoje à noite na tv americana. Mas, se você não acompanhou o segundo ano de The Killing e ainda assim vai querer saber quem matou Rosie, a dica é dar uma lida no resumão da 2ª temporada que o pessoal da Vulture fez destacando os principais eventos sem abrir mão de uma pequena dose de galhofa. A sequência do post, claro, contém spoilers para quem ainda pretende assistir na íntegra os 12 episódios que antecedem o season finale

– Ainda traumatizada com a perda da filha, a super protetora mãe, Mitch, abandonou seu marido Stan e os dois filhos mais novos para viver num motel de beira de estrada onde poderia ler romances baratos em paz.

– Belko foi preso depois de atirar em Richmond, protagonizou algumas cenas curiosas durante seu interrogatório e logo depois acabou se matando.

– O antigo chefe de Holder e Linden, Oakes (que já tinha uma postura ambivalente), sai de cena sem nenhuma razão mais concreta para ser substituído pelo Duck de Mad Men, cujo personagem não é menos ambivalente.

– O antigo parceiro e padrinho de Holder no Narcóticos Anônimos, é na verdade um policial corrupto que acaba lançando Holder numa espiral auto destrutiva que envolve sexo com uma viciada e espancamento de um traficante e da mãe deste.

– A espiral termina quando Holder volta a ser o mesmo cara esquisito que despertava certa simpatia do público.

– A mochila de Rosie aparece na frente da casa dos Larsen com marcas do sangue dela.

– Linden sorri duas vezes! Ah, e ela também acabou sendo internada num hospital psiquiátrico.

– Descobrimos que essa é a segunda vez que Linden é internada. A primeira ocorreu quando ela investigava um caso sobre uma prostituta morta cujo filho testemunhou o crime e ficava desenhando uma floresta quando lhe perguntavam sobre quem seria o autor do crime. O marido da prostituta acabou indo para a prisão por conta do assassinato, embora Linden não acreditasse que ele tinha cometido o crime. Aparentemente, ela se sentiu tão culpada por afastar o garoto de seu pai que desde então passou a negligenciar seu próprio filho, Jack.

– O filho de Linden, aliás, que passa a maior parte da temporada vivendo dos petiscos de uma máquina de hotel, se dá bem num teste de matemática até ser finalmente enviado para Chicago para viver com seu pai, o Halo de Battlestar Galactica.

– Richmond descobre que está paralizado da cintura para baixo por conta do tiro e passa três episódios se recusando a sair da cama do hospital prometendo que vai abandonar a campanha para a prefeitura. Ele flerta com uma enfermeira e aprende a escovar os dentes agora que não pode mais ficar de pé. Jamie então lhe incentiva contando uma história sobre seu avô deficiente e Richmond sai do hospital para retomar sua campanha menos de 1 semana depois de ter levado o tiro.

– Gwen abandona a campanha de Richmond depois de dizer a Linden e Holder que ele não estava com ela na noite em que Rosie foi morta. Ela vai para Washington com o intuito de trabalhar para seu pai, o Charles Widmore de Lost.

– Linden conversa com um pescador que lhe diz ter visto Richmond tentar se matar na noite em que Rosie morreu. Ele, contudo, não faz ideia do que Richmond ou o diretor de elenco da série viu em Gwen.

– Como a população de Seattle não está interessada na tentativa de assassinato de um candidato a prefeito ou mesmo na radical alteração da vida deste e sua milgrosa recuperação, Richmond decide que ele não tem escolha a não ser recontratar sua arma secreta: Gwen. Ela volta para a cidade e essa situação dura uns dois episódios.

– Em seu motel, Mitch se aproxima de uma garota adolescente com piercing na sobrancelha que fugiu de casa e sonha em se tornar bailarina. As duas curtem uma música juntas, Mitch lava a roupa da garota o que a faz se perder nas memórias de lavar as roupas de Rosie. Isso, contudo, não a faz ligar para casa para saber dos dois filhos que ainda estão vivos.

– Michael Ames, pai do ex-namorado de Rosie, ressurge e descobrimos que ele esteve no cassino indígena na noite em que Rosie foi morta. Ele também era o empreiteiro contratado para tocar o principal projeto de campanha do prefeito Lesley Adams, rival de Richmond. Se você não se lembra deles, o problema é sério porque mesmo sendo chatos, eles meio que assumem um papel importante na temporada.

– Michael Ames comprou uma barra de chocolate na balsa que o levou de volta do cassino na noite em que Rosie foi morta, portanto ele fica temporariamente fora da lista de suspeitos.

– Stan descobre que Rosie pode ter trabalhado como acompanhante no Beau Soleil e fica chateado. Seu antifo chefe na máfia, Janek, queima um armazém onde os computadores do Beau Soleil eram guardados e mente para Stan sobre Rosie ser uma garota inocente. Isso, contudo, não era mentira, já que no fim das contas descobrimos que rosie trabalhava apenas como camareira  no cassino e não como acompanhante. O que faz todo sentido, afinal que adolescente não se sujeita a receber salário mínimo num trabalho que envolve ter que pegar uma balsa à meia noite para chegar a um local de apostas? Vai ver todas as vagas em lojas de shoppings estavam ocupadas, né?

– Linden continua usando seu tellefone celular de flip. Jack liga de Chicago para lhe dizer que o pai lhe dera um iPod. ¬¬

– Linden acaba sendo suspensa e não tem alternativa a não ser entregar sua arma e distintivo. Contudo, ela segue trabalhando no caso de Rosie porque ela está obcecada. In related news… Pelo que vimos, tudo o que ela consumiu na temporada foi um donut, um pouco de comida de hospital além de se tornar fumante passiva por causa do Holder.

– Filmangens em Super 8 são encontradas numa câmera que estava na mochila de Rosie. Nelas, ela aparece andando de bicicleta na companhia de um estranho. De relance, dá para ver uma tatuagem inspirada em anime refletida no retrovisor da bicicleta. Ela pertence a um garoto chamado Alexi que foi um garoto adotado assim como Linden. Diferente dela, contudo, o pai de Alexi foi morto por Stan, que jogou o corpo do cara na mala de um carro, exatamente como Rosie foi encontrada! A pista parecia promissora, ou pelo menos seria em outra série que não fica jogando com o espectador (Law & Order, você é a melhor e não deixe ninguém lhe dizer o contrário.) Linden e Holder perseguem Alexi por dois episódios antes de descobrirem que ele gostava de Rosie e nunca teria lhe feito mal.

– Alexi aparece no banco de trás do carro de Holder e Linden, enquanto eles estavam parados numa rua escura, mesmo sendo inocente e podendo simplesmente chamá-los para almoçar. O motivo do papo? Ele diz para os detetives que Stan não é o pai verdadeiro de Rosie.

– Mitch abre uma pequena caixa que levara consigo para o motel e lê uma carta que ela escrevera para o pai de Rosie antes da garota nascer. Depois disso ela vai visitá-lo e os dois dividem uma chícara de café e conversam sobre as coisas que ela gostava de fazer quando mais nova. O cara parece ser alguém bem resolvido na vida, enquanto Mitch em nenhum momento se importa de ligar para sua família. Ah e sobre o pai de Rosie? Ele não aparece mais na série depois disso.

– Holder e Linden vão para o casino para investigar um pouco mais. Holder acaba apanhando de Roberta Drays, a chefe de segurança do cassino gerenciado por Nicole Jackson. Linden arranja uma equipe de busca que o encontra quase morto preso na mata e o leva para o hospital de onde ele acaba liberado no dia seguinte para aparecer correndo atrás de mafiosos pouco depois.

– Veena Sud descobre o Youtube. Richmond está derrapando nas pesquisas e então decide jogar basket com o pessoal de sua antiga liga juvenil. Gwen publica o vídeo no Scenevid (?!) e ele se torna ‘viral’ (com 1232 visualizações!) e a equipe de Richmond comemora!

– Linden descobre um livro de borboletas na casa de Holder e conclui que Rosie iria fugir de casa na noite em que foi morta.

– Stan beija Terri, seu telefone toca e eles param de se beijar.

– Stan compra um cachorro para os garotos.

– O chefe da máfia local, Janek diz a Stan que ele tem que matar um homem, mas Stan vê um bebê no carro do cara e desiste de levar a ação adiante. Alexi então atira na cabeça de Janek e, tirando o processo que responde pelo que fez na 1ª temporada, Stan se vê livre.

– Linden consegue entrar na área de construção do cassino e chega até a cobertura. Ela “entra na cabeça de Rosie” e percebe que já sabe porque Rosie foi até aquele local na noite em que foi morta. A resposta: Rosie queria aproveitar a vista para se despedir de Seattle.

– Holder descobre uma trama no cassino para sabotar a campanha do prefeito Adams que envolve a colocação de ossadas indígenas naquela área.

– Gwen tenta chantagear o prefeito, mas como isso não dá certo, ela decide chantagear o próprio pai.

– Descobrimos que a gerente do cassino, Nicole Jackson, é lésbica e namora sua chefe de segurança. As duas brigam e ela quebra os dedos da namorada. Linden descobre outra ex-namorada que também teve o braço quebrado e conclui que isso é um padrão.

– Mitch volta para casa e fica enfurecida com o fato de sua irmã, Terry, ter cuidado da casa enquanto ela estava fora. Ela então diz a Stan que os pais não amam tanto seus filhos quanto as mães, o que (não) explica porque ela foi passar uma temporada num motel de beira de estrada.

– Já mencionamos a parte em que Linden diz que uma de suas memórias da infância envolve sua mãe a deixando sozinha no escuro porque a conta de luz ainda não havia sido paga e que era por isso que ela estava tão obcecada com o caso da Rosie Larsen? Pois é, isso aconteceu.

– Linden e Holder descobrem que o pai de Jasper, Michael Ames, estava planejando deixar sua rica esposa de fora do projeto de construção da prefeitura e tinha algum trato com Nicole Jackson. Além disso, ele realmente iria fugir com Terry, exatamente como ela vinha dizendo ao longo da temporada, portanto ela pode realmente ter tido algum envolvimento com a morte de Rosie, no fim das contas.

– O prefeito Adams ameaça ir a público revelar a tentativa de suicídio de Richmond. Este, por sua vez, faz um discurso dizendo o quanto estava decepcionado consigo mesmo e fala do avô debilitado de Jamie que perdeu uma perna, mas não desistiu. Na sequência, Richmond apenas larga seu microfone no chão, um momento histórico que merece ser revisto.

– Linden encontra um crachá da prefeitura com sangue na área em obras do hotel do cassino. Ele está num vão do piso e ela não consegue alcançá-lo. Ela é flagrada e internada num hospita psiquiátrico. Três episódios depois, contudo, ela consegue pegar o tal crachá.

– O crachá não tem o nome de ninguém e então Linden e Holder vão até a prefeitura. Enquanto tentam despistar a polícia que quer tentar prender Linden, os dois testam o crachá em todas as portas. Ele não fora desativado mesmo estando perdido há mais de um mês e então Linden e Holder conseguem usá-lo para abrir a sala da campanha de Richmond. A câmera então se volta para Gwen e Jamie, os dois suspeitos menos prováveis e por isso mesmo mais chatos.

– Linden e Holder passam o penúltimo episódio descobrindo todo tipo de evidência contra Gwen e Jamie que a série jamais indicara existir. Eles descobrem que Gwen estava dirigindo o carro de campanha onde Rosie foi encontrada morta. Ela se defende dizendo que só o usou mais cedo naquela noite, mas que Jamie está envolvido no contrato que Michael Ames conseguiu com a prefeitura.

– A eleição ocorre.Richmondestá praticamente empatado comAdams. O video de basket fez milagres! Ele, no entanto, não percebe que um de seus principais membros da equipe ou matou Rosie Larsen ou se envolveu em algo tão complicado que não conseguirá estar na festa de comemoração caso ele vença.

– Richmond recebe uma ligação de alguém misterioso que diz ao candidato que precisa vê-lo imediatamente.

– Holder e Linden conseguem posso das fitas do circuito de vigilância do elevador do cassino na noite em que Rosie foi morta. Eles analisam e descobrem Nicole e Michael Ames subindo para a área em obras do hotel. Em seguida um homem usando capuz entra no elevador. É Jamie. Agora que ele aparece como forte suspeito, ele encara a camera com olhar ameaçador.

– Richmond chega à casa do misterioso homem que o ligou e o cara o pergunta se Richmond quer mencioná-lo em algum outro discurso. Isso faz parecer que ele seja Ted Wright, o avô de Jamie que supostamente não teria uma perna, mas o tal homem não tem nenhuma deficiência física. Jamie aparece e Richmond pergunta o motivo dele ter mentido. A cena é bem enigmática, mesmo para alguém que acompanhou a temporada inteira ignorando as frustrações.

6 respostas para “The Killing: Quem Matou Rosie Larsen?”

  1. DouglasL... disse:

    Vai ser perfeito quando discubrirmos! Essa série é perfeita!

  2. Daniel disse:

    “O grande mistério do mundo das séries, que várias pessoas desistiram de descobrir ao final da 1ª temporada, finalmente será revelada hoje à noite na tv americana. ” HAHAHAHAHAHAHAHAHA GRANDE MISTERIO DO MUNDO DAS SERIES

  3. fish disse:

    the killing é foda *-*

  4. Débora disse:

    “Liden sorri duas vezes!” e “Linden continua usando seu tellefone celular de flip” foram as melhores…hahahahahahahahahahaha

  5. Achilles de Leo disse:

    Quem lê até pensa que a série é uma porcari… Oh. Wait.
    Putz. Que desfile de porcaria essa série virou.

    Quem diria que aquela primeira temporada lenta, contemplativa e intrigante daria lugar a esse monte de atropelos pedestres. E patéticos. Uma triste decepção.

    Vontade nenhuma de me arriscar na terceira temporada.

  6. Achilles de Leo disse:

    Mas é justo dizer que gostei bastante do finale. O detalhe crucial do caso foi particularmente trágico – e eficiente – e a “despedida” me comoveu – apesar do modo como surgiu.

Deixe uma resposta

ss