FOTO: REPRODUçãO

Por: Redação Ligado em Série

Reflexões sobre o fim de Dexter

dexterDe todos os caminhos, Dexter preferiu seguir o mais árduo. E com esses passos calmos, prolongou o adeus que já estava traçado. Esperávamos o desfecho, mas nos entregaram contentamento. Desejávamos redenção, mas nos deixaram o lamento. Essencialmente em um processo longo que debilitou a audiência. Semanalmente nos satisfazendo com suas estórias, adornando nosso âmago com sua profundidade e, de vez em quando, nos permitindo palpitar sobre o ritmo das suas histórias ou sobre o destino dos seus personagens. Logo, sabíamos que Dexter iria acabar. Só não podíamos prever as tempestades que viriam. Despedida essa que entrega o seu adeus sem o abraço esperado, mas com o olhar vago e teatral de quem disse muito no início e agora preferiu se calar. De todos os caminhos, Dexter se tornou o peregrino de tudo que fez. Do passeio por Miami, quando se apresentou, ao desfecho, quando balbuciou: eu não sou quem você pensa que eu sou.

dexter2

Dexter foi como um péssimo relacionamento. Oito anos de pura dedicação. Paciência com suas repetições e exageros, minunciosamente extrapolando o limite do aceitável. Indo de encontro ao nada e se satisfazendo com o choque ineficiente que enraizava suas virtudes vagas e dominantes. Oito anos na sombra dos seus parentes desinteressantes, visitando aquele apartamento minúsculo. Sendo jogado para o escanteio com aquele pirralho, o Harrison. Depois dele, o monstro afinou. E afinou com todas as alegorias do amor e, para demonstrar, veio o rompimento. Terminamos com Dexter desde 2010, mas ele ainda nos persegue como um… como ele costumava dizer? Um passageiro sombrio!

dexter4

Não sentirei saudade do barbudo com olhar perdido para fora da janela. Será que observa o barco afundar? Será que vê naquela paisagem os resquícios do homem que controlava sua vida para não afetar suas relações ou vê o homem que afetava sua vida para tentar controlar essas relações? Perguntas que nunca serão respondidas, pois o homem que olha para câmera não diz adeus, repleto de observações sobre a vida que tem. O homem diz adeus diante das escolhas nobres que acha que fez para idealizar o quão nocivo ele foi para as pessoas que ama.

dexter1

Dexter deixa filho, enteados, mulher e um emprego na boa e quente Miami. Despede-se de amigos, parentes e colegas de trabalho. Deixou para trás cinco anos de boas recordações, mas com a certeza que, nos anos que se passaram, nada fez. Foi tarde, embora tarde tenha sido o exato momento em que percebemos que ele já tinha partido.

por Adson Santos, colaborador do Ligado em Série.

Deixe uma resposta

ss