FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

The Walking Dead: Live Bait

Episódio do retorno do Governador marca curiosa virada pro personagem

The Walking Dead 406 (1)

Eu entendo o que os roteiristas de The Walking Dead querem fazer com o Governador, mas será que ainda dá tempo de (tentar) redimí-lo? Indo na contramão do que a imagem final do episódio anterior sugeria, esse “Live Bait” não mostrou o outrora chefão de Woodbury atacando a prisão e, de forma até certo ponto surpreendente (já que quebrou o ritmo da temporada), concentrou-se em retratar um sujeito abandonado pelos antigos subordinados, aparentemente destroçado pela derrota sofrida e que ao vagar refém da própria sorte, acaba encontrado uma família e com ela o que sugere ser sua segunda chance.

Em resumo, ao colocar sob perspectiva a humanidade daquele personagem que antes do apocalipse perdeu a esposa num acidente e que depois dele simplesmente se recusava a aceitar que a pequena filha havia se tornado um zumbi, o episódio nos apresentou um Governador capaz de se importar e até de se arriscar por outras pessoas sem um interesse escuso.

The Walking Dead 406 (2)

Aliás, é sob esse prisma que o mais novo capítulo (morno em termos de ação, é verdade) da série traz sua questão mais relevante: se alguém que um dia já foi capaz de construir relações de afeto genuínas com outras pessoas se transforma num sociopata que tortura e mata, qual é o ponto que define essa ruptura e aquele que pode representar uma “redenção” e um recomeço?

E se é verdade que esse conflito novo do personagem na série ainda é frágil por culpa das oportunidades desperdiçadas pelos roteiristas na temporada passada (onde o vimos basicamente como um vilão unidimensional) e desperta a dúvida legítima sobre o papel que ele terá na sequência da trama, também é justo dizer que a mudança refletida pelas ações do sujeito trazem pelo menos um aspecto novo curioso para essa história.

Afinal, pra quem, assim como eu, passou o episódio inteiro esperando pelo momento em que o cara fosse deixar a máscara cair para aterrorizar aquelas duas mulheres e a garotinha, chegar ao final com a imagem de um cara que parece realmente se importar com elas foi uma surpresa tão esquisita quanto bem-vinda. Se foi uma decisão acertada só os próximos episódios dirão, mas como não custa nada torcer…

3star

Deixe uma resposta

ss