FOTO: REPRODUçãO

Por: Allan Verissimo

Retorno de Dexter à TV é improvável

dexter

[a notícia possui spoilers do final da série] Quase quatro meses já se passaram desde que Dexter terminou, e a polêmica continua devido à insatisfação da crítica e dos fãs com o final da série. Nesta semana, o presidente do canal Showtime, David Nevins, discutiu num evento da Television Critics Association, em Los Angeles, sobre a possibilidade de trazer o serial killer de volta para a TV, algo que ficou insinuado devido ao seu final aberto.

Segundo ele, isso apenas aconteceria se Michael C. Hall aceitasse retornar: “Nós continuamos discutindo sobre isso. Se nós fizermos, teríamos que ter uma boa razão. Teria que parecer como se fosse uma nova série. Eu não estou interessado em apenas uma continuação. Se fosse acontecer, só faria com Michael.” Ainda sobre o assunto, Nevins disse que “A série é o personagem… E se eu fosse fazer alguma coisa, eu faria Dexter em um novo conceito e configuração“.

O fato do presidente ter discutido a questão não quer dizer – como muitos veículos estão noticiando – que o canal estaria preparando um retorno da série. Descartado o spin-off com outro personagem, Nevlin apenas estabeleceu os critérios pelos quais faria mais episódios, e o principal entrave é Michael C. Hall, que já demonstrou publicamente que não retornaria ao personagem tão cedo. Não há, também,

Nevins também defendeu o final de Dexter: “A maneira em que eles terminaram Dexter foi muito bem concebida. Ele teve que sacrificar a única pessoa que era próxima a ele, e ele teve que partir. Foi onde estava direcionado por um longo tempo. Nós nunca discutimos a ideia de matar Dexter. As pessoas que estão realmente no centro – Michael, Scott Buck, Sara Colleton – Ninguém sequer trouxe a ideia. Nunca foi discutido… Eles nunca sentiram que matar Dexter era o fim certo“.

Deixe uma resposta

ss