FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Cinemas se recusam a exibir O Tigre e o Dragão 2 simultaneamente com a Netflix

tigrenetflix

A notícia da estreia simultânea de O Tigre e o Dragão 2: A Lenda Verde na Netflix e nas salas IMAX caiu muito mal no mercado cinematográfico mundial. Aparentemente o acordo da gigante do streaming foi fechado apenas com a “marca” licenciadora da tecnologia IMAX, sem considerar os exibidores. Tanto que horas após o anúncio, redes de cinema dos EUA, Canadá e da Europa divulgaram releases informando que NÃO vão estrear o filme no mesmo dia do lançamento online e já descartaram veicular o longa em suas respectivas salas.

Em um comunicado conjunto e inédito no ramo, os quatro maiores exibidores que carregam salas IMAX nos EUA, Cinemark, AMC, Carmike e Regal informaram que “ninguém nos contatou acerca do licenciamento para este ‘filme feito para a TV‘ nas salas por nós operadas nos EUA e China, então só podemos presumir que este longa será exibido apenas em centros de ciência e aquários“. Nos EUA alguns ambientes acadêmicos como aquários e museus possuem salas IMAX destinadas a exibir documentários gravados no formato.

As redes Cineplex (a maior do Canadá) e a Cineworld (a maior da Europa) também disseram que não vão passar o filme se ele também for disponibilizado online no mesmo dia do lançamento. O presidente da Regal foi além e afirmou que sua empresa “não participará de um experimento onde você pode ver o mesmo produto em telas que variam de três andares a três polegadas de largura num smartphone”.

Operadores de cinema constantemente brigam com estúdios para manter uma janela mínima de diferença entre a exibição cinematográfica e a caseira, de forma a manter não apenas os lucros, mas a relevância da experiência de se ir ao cinema. O CEO da IMAX Rich Gelfeon declarou, em defesa, que: “não está querendo alterar as janelas, mas apenas prover uma alternativa“. A Netflix e a TWC ainda não se pronunciaram sobre o caso.

Uma coisa é certa: com este anúncio, a Netflix, IMAX e a The Weinstein Co. conseguiram irritar muita gente grande. Vamos ver como será o desenrolar dessa história…

7 respostas para “Cinemas se recusam a exibir O Tigre e o Dragão 2 simultaneamente com a Netflix”

  1. O que vocês acham dessa história? A tendência é filmes estrearem simultaneamente nos cinemas e na Internet ou a janela de exibição deve ser respeitada?

  2. Ketsura disse:

    Eu acho que se acabar não atrasando o lançamento no Netflix mesmo. Deve começar a só sair direto no Netflix.

    O que aliás, essa notícia mostra o quão irrelevante cinema tá se tornando.

  3. flew disse:

    Sinceramente, tem filmes que vale a pena ver no cinema (numa tela tipo IMAX) por causa dos efeitos, em compensação, outros filmes (estilo sessão da tarde) eu nem faço questão de ir, e prefiro assistir em casa….acho válida essa opção de estreiar simultaneamente na netflix, mesmo porque tem gente que vai no cinema só pra ficar no celular, então fica em casa ué.

  4. Eduardo disse:

    Não acho que isso prejudique os cinemas, até pq ir ao cinema é totalmente diferente de assistir em casa. Acredito que o cinema, em si, é muito mais que apenas assistir um filme.

  5. Anderson disse:

    A experiência de ir ao cinema é insubstittuível, no entanto, é fato que o streaming veio para ficar. Não só Netflix, temos aí o Spotify também. Deixa o cinema só para exibir o 3D.

  6. Marcio Neves disse:

    É treta!!!! :D

  7. Ademar Abiko Jr. disse:

    Esse medo.

Deixe uma resposta

ss