FOTO: REPRODUçãO

Por: Redação Ligado em Série

#ListaLigada: as poucas e boas séries adolescentes no ar

listateen

Onde estão as séries teen? Até hoje muitos estão saudosos de diálogos rápidos de Gilmore Girls, das referências espertas de The OC ou das conversas profundas de Dawson’s Creek. Parece que canais que antes eram dedicados a elas hoje estão focando cada vez mais na temática sobrenatural (estou falando com você, CW)! Mas as séries com temáticas adolescentes ainda estão aí, talvez mais discretas, mas presentes. Então fizemos uma lista com quatro séries teen que estão no ar e, apesar de não serem tão badaladas, podem divertir os fãs mais carentes das tramas adolescentes.

1) The Fosters

Série da ABC Family, 50% sobre conflitos da adolescência e 50% sobre dramas familiares. Callie e seu irmão Jude (também eleito por mim como a criança mais fofa e querida de todas as séries) são recebidos temporariamente na casa de uma família até serem adotados. A família Foster é composta por Stef e Lena, mães de três filhos (um biológico e um casal de gêmeos adotados). Apesar de falar sobre a diversidade, não é uma série sobre isso. Eles passam por problemas familiares normais, como gravidez na adolescência, romance proibido e ciúmes. The Fosters também é uma série sobre aceitação, amizade, relacionamentos familiares e amor adolescente. No final de cada episódio eu só desejava que realmente existisse uma família como essa. Se você se emociona fácil e gosta de drama familiar, vai gostar.

2) Finding Carter

Um drama teen da MTV bem fofo, daqueles que lembram as antigas séries do canal americano WB. Imagine a vida de uma adolescente que tem um relacionamento perfeito com sua mãe. Ótimo, né? Até descobrir que a sua Lorelai, além de melhor amiga, também é sua sequestradora. Carter foi raptada quando era ainda uma criança e não tem lembrança alguma. Agora, vê sua mãe virar uma fugitiva enquanto descobre a existência de uma família inteira que vive em busca da filha perdida. Mesmo contra a vontade, Carter retorna ao lar e tenta se habituar com os estranhos que parecem tanto amá-la. Se adolescente por si só já é dramático, imagina com toda essa confusão. A personagem principal às vezes cansa, mas os coadjuvantes, como a mãe (verdadeira) e os irmãos, conquistam. A primeira temporada teve 12 episódios e terminou em setembro. A protagonista é conhecida pelos fãs de uma série teen de sucesso: Kathryn Prescott, a Emily na terceira temporada de Skins.

3) Faking It

Mais uma da MTV, mas agora uma comédia leve e sem compromisso. Karma e Amy são amigas normais buscando a popularidade na escola, como tantas outras. Por causa de uma confusão, acabam saindo do armário para a escola toda, mesmo não sendo um casal lésbico. Surpreendidas pela popularidade instantânea e apoio de todos, acabam levando adiante o mal entendido e seguem o romance – conseguindo até o título de rainhas do baile, auge da pirâmide social dos estudantes americanos. No meio disso, uma das protagonistas acaba ficando realmente em dúvida sobre seus sentimentos. Humor bobo, com várias referências e piadas sobre os estereótipos retratados nas produções adolescentes. Brinca bastante com os rótulos, mas fala sério em alguns momentos sobre os conflitos na descoberta da sexualidade. Lembra Awkward, também da MTV: humor nonsense, trilha sonora ótima e uma leve irritação com as atitudes da personagem.

4) My Mad Fat Diary

Talvez a mais conhecida da lista (e a minha preferida). Personagens bem desenvolvidos, humor britânico e trilha sonora perfeita. Ambientada nos anos 90, a história gira em torno de Rae, uma adolescente fora dos padrões, com problemas psicológicos e dificuldade de aceitação. Ficou pensando que é só mimimi, né? Longe disso. A protagonista é interessante, carismática e divertida. O roteiro  é excelente e trata com muita sensibilidade todos os conflitos e questionamentos da idade.  A parte cômica também não deixa a desejar. Com situações e diálogos engraçados, acerta principalmente na representação visual da imaginação dela. Tão envolvente que nos faz querer voltar à adolescência. Tem duas temporadas curtinhas, a primeira com seis e a segunda com sete episódios. ​

3 respostas para “#ListaLigada: as poucas e boas séries adolescentes no ar”

  1. Camila disse:

    Awkward, da MTV tbm é bem legal.

  2. rebeca disse:

    vai ter uma 3ª temp. de my mad fat diary?

  3. Rodrigo Freire disse:

    Eu gostava muito de Anos Incríveis, Confissões de Adolescente e a primeira temporada de Skins.

Deixe uma resposta

ss