FOTO: REPRODUçãO

Por: Redação Ligado em Série

Crítica | Community 6×03: Basic Crisis Room Decorum

community 6x03

[com spoilers do episódio 6×03] Após pegar pecinhas de Lego inspiradas e construir uma base sólida para a temporada nos dois primeiros episódios, Community se sentiu em casa de novo, sabe, aquela sensação de sentar no sofá com o roupão semi-aberto e zapear pelos canais até parar no inevitável episódio de The Simpsons na Fox: em Basic Crisis Room Decorum, terceiro shot de tequila nesta grande festa de celebração que é a sexta temporada, a série volta a se apropriar de um universo e convenções fílmicas praticamente sem sair de um único set, abrindo caminho para construir uma situação absurda de forma tão eficiente que lá pela metade ela já soa natural.

Assim, logo temos uma sala de guerra com relógios, mapas, figurantes irrelevantes (“duvido que a gente consiga dar três palavras antes que…“), investigações e elucubrações jurídicas a respeito da carreira acadêmica de um cachorro – o que, para Greendale, é como uma terça-feira preguiçosa. O fato de que a trama é absurda é prontamente nocauteado pela motivação que surge através da rápida troca de diálogos (“esta lixeira paga meu salário e preciso defendê-la“) e da limitação de estratégias devido ao tempo escasso, permitindo que atitudes como procurar o registro acadêmico do cãozinho e produzir uma campanha de difamação em cima do mesmo logo se tornem atitudes críveis dentro daquele universo.

Isso faz com que boa parte de Basic Crisis Room Decorum seja construída em cima de uma dinâmica anabolizada, já que as personagens meio que se entocam na sala de estudos meio que o tempo todo e meio que divergem sobre um monte de coisas. Diante de situações ágeis e que estão constantemente pulando de um lado para o outro, a narrativa nunca se torna cansativa (ok, quase nunca), dando ordem de prisão à atenção do espectador para que ele invista nos acontecimentos da telinha como o Nicolas Cage em um filme ruim – e, beneficiado pela rápida alternância entre situações esdruxulamente sensacionais (o que permite tratar diversos momentos como pequenas punchlines), até mesmo a persona over-nonsense de Chang consegue ser engraçada (“é o paradoxo Brenda“).

community 6x03a

O mais importante, entretanto, é que Frankie já se mostra integrada ao grupo; ao invés de ser apenas uma estranha com alguma característica esquisita em histórias anormais, ela se envolve naturalmente com o resto da turminha, servindo de motivo para piadas (“get a boardroom“), proclamando piadas (“esperança é a irmã rica e vaca da fé“) e, em geral, tendo posições/opiniões/relevância consistentes dentro daquele cenário. Mérito também de Paget Brewster, que encarna a administradora uma seriedade que a) contrasta com o universo ao redor e torna diversas situações mais engraçadas e b) torna ela uma personagem forte diante da completa falta de noção alheia, além conferir carisma à moça.

Fora isso, Community continua naquela procriação coelhística de diálogos brilhantes à qual estamos acostumados (“servimos apenas ao vídeo, a verdadeira rainha, e sua consorte, o áudio“, “de repente ela late um pouco mais para carteiros negros“, “eu quis dizer velho!“, “esse cachorro era um animal!” e por aí vai), usando também recursos visuais para ganhar mais alguns pontos de vitória (o videoclipe de Britta, por exemplo). Só peca ao investir excessivamente na piada das mensagens de celular (embora o vídeo final seja divertido) e ao resolver a história usando o tradicional deus ex mensagem edificante de amizade (Community faz dessas às vezes). De resto, a série se mostra em ótima forma e, pela primeira vez em muito tempo, o Yahoo! se mostra mais relevante do que o Google.

4star

8 respostas para “Crítica | Community 6×03: Basic Crisis Room Decorum”

  1. tom disse:

    Faltou dizer que é o episódio 100

  2. Joao Victor disse:

    Fiquei sabendo que nessa temporada vai ter um episódio de Paintball, e como esse era o episódio 100, pensei que seria esse. Bom, não foi, mas gostei do episódio, ainda prefiro o 1º nessa temporada. Os episódio dessa temporada estão bons, mas acho que ainda ta faltando alguma coisa, um episódio épico que deixe todos nós loucos.

  3. Gomes, Allan Gomes disse:

    Só não entendi pq o Jonathan Banks tava em todos os cartazes de divulgação dessa temporada se o personagem dele nem tá participando.

  4. Carlos disse:

    Ele não apareceu em nenhum cartaz dessa temporada,deve está confundido com os da quinta temporada

  5. Foi na quinta isso. Ele agora está em Better Call Saul.

  6. Lucas Caetano disse:

    Um dos roteiristas disse que na verdade esse é o 102º episódio gravado, o Yahoo mudou a ordem de exibição.

  7. Joao Victor disse:

    É, também vi essa noticia ontem.

  8. Duillys Chaves disse:

    Ainda estou esperando a Britta ser relevante nessa temporada.

Deixe um comentário

TOP.05
ss