FOTO: REPRODUçãO

Por: Redação Ligado em Série

Crítica | Veep 4×03: Data

veep 4x03

[com spoilers do episódio 4×03] Data é até aqui o home-run da temporada: engraçado, divertido e anabolizadamente dinâmico, o episódio ainda mostra Veep se comprometendo com as consequências das ações de suas personagens, ao invés de simplesmente usar tudo para uma piada ofensiva (o que também é um comportamento correto, mas vinha sendo o padrão demais). Um frenesi de tiradas certeiras que raramente tira uma pausa para descansar.

Os diálogos sempre foram o forte da série, mas Data praticamente implora por um exame antidoping dada a quantidade de one-liners memoráveis que vão brotando em cena. Não há nenhum momento mais arrastado ou menos insano e piadas inspiradas surgem sem distinção de gênero, crença, cor ou minutagem do episódio, aumentando em 2% o consumo de guardanapos porque o espectador eventualmente vai ser surpreendido por uma piada e cuspir a Coca-Cola/água/cerveja/Sex on the Beach que está bebendo – tiradas como “a culpa é do Windows 8“, “ela precisa ser magra para ser bailarina” e “acho que um cara transou com um macaco” mostram uma eficiência letal nesse quesito.

Ajuda também ter um elenco afiado e aparentemente PhD em timing cômico, que metralha os diálogos com sarcasmo suficiente para alimentar uma timeline inteira do Twitter. A mise-en-scène frenética também faz o seu papel para conferir o dinamismo do episódio, já que sempre tem algo acontecendo/alguém se mexendo em quadro. Além disso, Data eleva muito o nível de paixão pela imoralidade, desde a piada do HIV até a reação leviana de encarar um crime federal como se fosse uma criança quebrando o vaso de casa com uma bola, passando, claro, pelos 15% de mulheres que foram contratadas só para serem demitidas. Veep é uma paródia do mundo política, e a acidez e o cinismo que colocaram neste episódio são de encher os olhos.

E é interessante ver a série assumindo as consequências dos acontecimentos e fazendo suas personagens realmente pagarem pelos deslizes (não que seja algo inédito, mas essa temporada ainda estava muito ao léu). Claro que a demissão de Dan não vai afastar ele do núcleo central ou da história, mas cria possibilidades de tramas diferentes em lugares diferentes, abre um leque novo de coisas que podem ser abatidas a diálogos. E se ficando só na Casa Branca Veep conseguiu colocar um homem vestido de coelho falando sobre explosões, o céu é o limite.

5star

Uma resposta para “Crítica | Veep 4×03: Data”

  1. Mr_Popeye disse:

    Muito bom o episódio!

Deixe um comentário

ss