FOTO: REPRODUçãO

Por: André Costa

Crítica | Community 6×09: Grifting 101

community 4x09

[com spoilers do episódio 6×09] Por um lado, entendo que Community seja uma série mais “de nicho”, já que a quantidade de referências a filmes e séries pode afastar os mais incautos. Por outro lado, acho irônico que não seja uma produção aclamada e amada de forma mais abrangente, já que o grande maquinista do show é o amor pela cultura pop – algo com o qual fãs de séries deveriam se identificar imediatamente. Grifting 101 é mais uma caneta marca-texto que vem realçar essa característica, juntando-se a Contemporary American Poultry (máfia), Modern Warfare (guerra), Documentary Filmmaking: Redux (Heart of Darkness) e tantos outros nessa paixão pelo que imagens com som e que se movem podem nos oferecer.

O episódio todo é construído em cima dos tradicionais filmes de “golpes”, mais precisamente The Sting (no Brasil chamado de Golpe de Mestre, porque a ideia é deixar tudo mastigado desde o título). E, conforme seus supracitados companheiros de veneração audiovisual, Grifting 101 despeja cachoeiras de competência na função: apropriando-se dos temas do gênero e, principalmente, do filme em questão, a narrativa consegue ser fluida e construir características próprias, jamais soando apenas como um apanhado de cenas ou recortes desencontrados da obra original. Logo o episódio estabelece as motivações e apresenta os elementos necessários para o desenrolar da história (a aula, o prejuízo do grupo, a inveja de Jeff etc), dando continuidade à balbúrdia com as tradicionais reviravoltas, traições e rereviravoltas que permeiam esse tipo de filme – usando também e de forma vitoriosa as transições de íris, flashbacks monocromáticos, trilha empolgada no piano e mise-en-scène caricatural. Há até espaço para uma brincadeira com a complexidade das tramas, quando todos se reúnem e Jeff admite que não sabe o que está acontecendo.

É engraçado que esse episódio não seja capitaneado por Abed, que normalmente possui a função de desconstruir os elementos para que Community tire sarro deles impiedosamente. Talvez a falta de uma contraparte com quem Abed consiga dialogar – Troy, no caso – tenha forçado o estudante/diretor/provável portador de Asperger a uma posição mais coadjuvante, ou Dan Harmon e cia queiram explorar melhor as outras personagens insanas da série. De qualquer jeito, o resultado acaba sendo bastante dinâmico, com quase todo mundo ganhando uma chance de disparar uma piada certeira (“eu era o cara com uma garrafa cheia de uísque e tolerância por estrangeiros“, “eu faria, mas sabe, tenho diabetes“, a explicação de Elroy para o início do grupo de estudos, Abed confundindo semanas com episódios, etc) e Jeff funcionando bem como o catalisador dos eventos – é ele quem seguimos ao longo da história.

Grifting 101 é mais um daqueles episódios deliciosos de Community que dá para ver e rever tranquilamente ao som de alguns packs de cerveja sendo abertos. É impressionante como a série consegue homenagear gêneros, temas, até mesmo filmes específicos, e adaptar tudo isso ao seu universo, sem fugir das suas principais características. E episódios como este tornam ainda mais difícil de entender como a série não é aclamada e amada de forma mais abrangente.

5star

Deixe uma resposta

ss