FOTO: REPRODUçãO

Por: Allan Verissimo

Crítica | Game of Thrones 5×09: The Dance of the Dragons

got509g

[contém spoilers] E chegamos ao clímax do quinto ano de Game of Thrones. Todos nós sabemos que o nono capítulo sempre traz os momentos mais chocantes (a morte de Ned Stark, o Casamento Vermelho) ou grandiosos (a Batalha de Blackwater, a Batalha da Muralha). Ontem à noite, The Dance of Dragons teve um pouco de cada. E se por um lado é fato que o roteiro dos showrunners David Benioff e D.B. Weiss esteve longe da perfeição (prefiro mil vezes a trama dos Greyjoys em O Festim dos Corvos do que essa bagunça que fizeram com o núcleo de Dorne), também é inegável que o episódio nos entregou dois dos momentos mais inesquecíveis da série: um perturbador e outro triunfante.

got509b

Dito isso, serei breve nas citações aos núcleos de Jon Snow e Arya, que pareceram apenas preparação para o que irá acontecer no season finale. Jon retorna para a Muralha com os selvagens sobreviventes, e obviamente não foram bem recebidos. Inclusive, os roteiristas não devem conhecer o significado da palavra “sutileza”, pois chega a ser ridículo o número de planos que mostram o garoto Olly olhando com uma expressão de ódio para Jon. Está óbvio que o garoto deve fazer alguma besteira… Já Arya finalmente reencontrou alguém da sua lista em Braavos e parece que ela está disposta a arriscar perder o seu treinamento para realizar sua vingança.

got509a

Mas se Arya está disposta a abraçar o seu lado sombrio, é o Rei Stannis que acaba se jogando de vez num caminho sem volta. Não podemos deixar de questionar o sadismo dos roteiristas durante toda a quinta temporada, pois fizeram Stannis ficar mais simpático aos olhos do espectador e até mesmo nos entregaram aquela belíssima cena de pai e filha no quarto episódio. Olhando para trás, agora dá para perceber que foi tudo uma armadilha cuidadosamente construída pelos escritores da série.

Muitos estão reclamando que isso foi o “assassinato de um personagem”, que o Stannis dos livros nunca faria isso. Será? Os showrunners declararam nos featurettes que foi o próprio George R.R. Martin que deu essa ideia para eles – o que, por sua vez, pode ser um sinal de que isso deve acontecer em The Winds of Winter. Devemos lembrar também da índole do personagem: estamos falando de um homem que usou magia para assassinar o próprio irmão e cogitou seriamente em sacrificar o sobrinho. Em ambos os casos, tudo em busca de um bem maior: conseguir o Trono de Ferro. O Stannis dos livros faria isso nas condições que a série mostrou? Difícil dizer, mas estou aqui para avaliar a série, não os livros. Achei a decisão de Stannis apressada e um pouco incompreensível (até porque tem a questão da Shireen ser a única herdeira do personagem). Mesmo assim, há de se admitir que a sequência foi muito bem realizada, do ponto de vista audiovisual, e o elenco, especialmente Kerry Ingram e Tara Fitzgerald, a tornaram impactante. Resta saber o que Sor Davos irá fazer ao descobrir o que aconteceu. Ah, e vai ser difícil escolher um lado para torcer quando o exército de Stannis enfrentar o exército dos Boltons…

got509f

Mas enquanto Stannis fracassa no gelo, Daenerys triunfa no fogo. Mais uma vez, a HBO demonstrou ter empregado bem os recursos do orçamento da série para retratar a grandiosidade dos cenários dos livros. A Arena de Daznak ficou imponente! Até mesmo para um longa-metragem já seria impressionante e é um alento ver algo em escala tão grandiosa na TV. Tivemos Jorah Mormont em mais um momento Gladiator, e que acabou caminhando para toda uma tensa sequência do atentado à vida de Daenerys. Mas por que as Harpias atacaram membros do seu próprio povo? Talvez por acreditarem que eles estavam sendo traidores ao se unirem à Daenerys? Divago.

got509c

Tivemos um breve momento de reconciliação entre Dany e Jorah e no último momento, quando tudo parecia estar perdido, contemplamos Drogon no auge de sua forma, trazendo fogo e sangue para Meereen. Sobre a cena final, a impressão que eu tive é que Dany teve um momento de loucura (ou epifania) e se cansou de tudo aquilo que estava ao redor dela (não só a carnificina, mas sim a pressão de ser rainha somado aos acontecimentos dos episódios anteriores) e se foi montada em sua cria.

got509d

E assim como Tyrion, Jorah, Daario e Missandei, encerramos o episódio vendo Dany partindo com seu dragão e deixando toda aquela tragédia para trás.

Nem todos foram feitos para dançar com dragões.

Falta apenas um episódio para o fim.

4star

17 respostas para “Crítica | Game of Thrones 5×09: The Dance of the Dragons”

  1. Marcus Vinicius Lima Martins disse:

    Esses roteiros safadinhos. Quando eu tava achando a série caída, vem e mandam esse episódio wow. Teve retorno às intrigas palacianas e teve magia na medida certa. Acho que diferente de The Walking Dead, GoT Sabe contrabalancear seus momentos ruins com esses momentos bombeados pela grana da HBO.

  2. Apesar de achar meio nonsense a cena dela voando com Drogon, achei a cena muito bem feita. E agora fico pensando o que ela fará com os outros dragões ( já que os mesmos são mais ariscos) . . . E dessa vez , não temos a menor ideia do que ocorrerá no último episódio, a única certeza é que ele não será um filler, como eles costumar fazer no último episódio das temporadas! .

  3. Anderson Lima disse:

    Meu Deus! Cinco temporadas esperando por essa cena. E não achei que falharam em nada. Ficou perfeita!

  4. Anderson Lima disse:

    Os livros, os demais dragões são soltos também.

  5. Thabata de Freitas disse:

    me arrepiei toda vendo a cena do Drogon , só ele q poderia salvar ela, eu tenho opiniões muito diferente em relações ao livro e a série , consigo separar os dois , como o próprio Martin disse o livro é o livro a serie é a serie , as grandiosidade dos livros é maravilhosa sendo muito difícil passar ela para as telas minha única reclamação nessa temporada foi Dorne de restante não tenho q reclamar a cena da arena dava tanta tensão q na hora q vi Drogon chegando só faltou eu dar pulinhos apesar de suas falhas GOT para mim veio para fazer historia na televisão , aguardando ansiosamente o ultimo episodio e ao mesmo tempo xingando pq vou ter q esperar mais um ano…..

  6. Kareka_almeida disse:

    Duas coisas: 1) Copiaram muito “The never ending story”. Até na baixa qualidade da filmagem da Daenerys em cima do dragão. Ficou um cromakey fubazento. 2) Os imaculados eram os phodões. E agora? Apanham e morrem facim?? Que isso?? :/

  7. Karina disse:

    O Stannis matar a única herdeira é muito incoerente pra mim, principalmente porque com a postura dele ele não se livraria da mulher e se casaria novamente e ela não consegue dar outros filhos a ele.
    A Dany tinha um exércit de insólitos e estava cercada por meia dúzia deles? Sendo que ela estava sob constante ameaça. Não faz nem sentido e os caras que eram praticamente imbatíveis morrem como moscas.
    Ainda sigo e ainda gosto da série, mas os roteiristas estão achando que quem assiste é bem bobinho e só gosta de se chocar. Faz direitinho que a gente gosta tb.

  8. Anderson Lima disse:

    Não concordo com o numero 1, pois acho que considerando a verba que eles tem disponível os efeitos especiais ficaram incríveis.
    Com relação ao ataque, aí vemos mais um ponto que, após alteração dos produtores, ficou meio sem sentido. No livro, a Dany não é atacada na arena. Drogon chega em meio às lutas e começa a matar todo mundo. Aqui ficou estranho exatamente por isso. Mesmo sabendo do perigo que os Filhos da Harpia representam, a Dany resolveu levar só meia dúvida de imaculados para cuidar dela? Sacanagem né…

  9. Anderson Lima disse:

    Realmente essa parte da meia dúzia de imaculados ficou bem ridícula.

  10. Sr. Sotonas disse:

    Eu também esperei tanto por isso, e amei! Uau, esse ep. fez-me querer ver demais o último.

  11. Daicon IV disse:

    As lutas nessa temporada tão bem lixo

  12. Ariana disse:

    o oitavo episodio teve os vagantes, o nono teve o drogon, sera que o decimo o bran ira dar as caras???

  13. Ariana disse:

    Sobre os imaculados tambem penso o mesmo. a cena dela voando no drogon ficou estranha mesmo, mas fica despercebida pela magnitude do episodio.

  14. André disse:

    Allan, quê isso rapaz! Danaerys montou o dragão para salvá-lo! Ela é mãe, e seu filho estava sendo ferido e gritou de raiva e dor. Cena perfeita.

  15. Rodrigo Horlle disse:

    Não torço mais por Stannis, um absurdo queimar a filha……

  16. Heloisa Martins disse:

    Não. O núcleo do Bran não fez gravações nesta temporada.

  17. Bruno Ferreira disse:

    Vim pra dizer a mesma coisa. O único momento que ela se ~cansa~ é antes dele aparecer, que ela acha que não tem mais jeito e fecha os olhos aceitando a morte.
    Mas a parte do Drogon ela sobe pra salvar ele

Deixe um comentário

ss