FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Star Trek: Discovery será um prequel protagonizado por uma mulher!

startrek

Discovery, a nova iteração da franquia Star Trek que estreia em janeiro, terá uma protagonista feminina. Segundo o produtor executivo Bryan Fuller (Hannibal) durante o TCA Press Tour 2016, s série terá cerca de sete personagens principais liderados por uma mulher que será tenente comandante da famosa nave Enterprise (não haverá a figura do capitão).

O site Deadline afirma que a série também celebrará a diversidade e terá personagens de diversas etnias e orientações sexuais, algo que não apenas é uma tendência das produções atuais, como extremamente positivo em termos de representatividade.

Essa não é a primeira vez que Star Trek tem uma comandante feminina: em Voyager, que durou entre 1995 e 2001, a protagonista era a Capitã Kathryn Janeway interpretada pela atriz Kate Mulgrew, que os mais novos conhecem como a Red de Orange is the New Black.

kate-mulgrew-voyager-movie

Fuller também deu mais detalhes da trama, que se passará 10 anos antes da série original que trazia o Capitão Kirk e fará a ponte entre Enterprise e a era Kirk. Ele revelou também que veremos mais aliens na equipe principal e também robôs.

Também veremos versões jovens dos personagens da série clássica em Discovery, além da mãe de Spock, Amanda Grayson, vista no longa de 2009. A série não será ambientada no mesmo universo dos filmes e terá 13 episódios na primeira temporada para manter a narrativa concisa em vez dos usuais 20-24 episódios da TV aberta.

Por se passar numa plataforma de streaming, Discovery terá também conteúdo mais gráfico e até linguagem pesada, pois não está sujeita aos padrões de conteúdo da TV aberta norte-americada.

Star Trek: Discovery é uma produção do canal CBS para o serviço de streaming CBS All Access e será distribuída mundialmente pela Netflix fora de EUA e Canadá.

7 respostas para “Star Trek: Discovery será um prequel protagonizado por uma mulher!”

  1. Marcio Neves disse:

    Robôs??? Uai, mas eles falaram que seguiria a linha temporal clássica. Não havia robôs tripulantes antes do DATA O.o

  2. Andre Nascimento disse:

    Boa notícia, uma pena que não temos Enterprise em nosso catálogo Netflix BR, eu não consegui comprar os DVDs pra terminar de ver na época….

  3. Marcio Neves disse:

    Aguarde até o fim do ano. TODO o acervo de Star Trek será adicionado na Netflix até lá, todos os episódios de todas as séries (tirando a série animada) estarão no catálogo ;)

  4. Raphael Pinheiro disse:

    O novo universo cinemático determinou que a Enterprise ficou pronta só quando o Kirk entrou, certo? Se ela será tenente-comandante da mesma nave… bom, deve ser por isso que estão dissociando as linhas temporais

  5. Andre Nascimento disse:

    Excelente notícia… agora falta só Smallville hahahaha :)

  6. Marcio Neves disse:

    Já foi anunciado que a série se passará na linha de tempo original, a que o Pai do Kirk não morreu no ataque do Nero (pois tal ataque nunca ocorreu)

  7. Felipe Santos Ptk disse:

    Olha tudo muito legal, com excessão da parada de diversidade sexual, não quero ver dois homens ou duas mulheres se beijando….

Deixe um comentário

ss