FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Crítica | Westworld 1×03: The Stray

westworld103a

Estamos apenas no terceiro episódio de Westworld e a trama avança a passos largos. No melhor capítulo até agora, a série apresentou elementos que expandiram ainda mais sua mitologia e mostrou que não veio para brincadeira. O grande destaque, claro, vai para o Dr. Ford de Anthony Hopkins, de longe um dos personagens mais complexos e interessantes da série, já que é o que detém mais informações.

Perfeccionista e pragmático, o diretor do parque Westworld touxe neste The Stray um pouco mais de contexto sobre a história do lugar, em especial do processo de criação dos anfitriões e da morte de seu ex-sócio Arnold. Sem dar muitos detalhes, ficamos sabendo apenas que ele era obcecado por querer dar consciência aos humanoides e que isso custou a sua vida.

doloreswestworld

Bernard, por sua vez, caminha em terreno perigoso ao deixar que Dolores continue livremente exibindo traços de sua sentiência. Graças à atualização – revogada para muitos outros – ela está conseguindo acessar as memórias que evidenciam a recorrência de sua trágica e diária narrativa, que envolve o assassinato de sua família e muita violência (não à toa seu nome remete à dor no espanhol).

Tecnicamente, Westworld segue impecável com tiroteios eficientes e uma escala grandiosa de produção com os caprichadíssimos sets e o interessante e constante contraste entre passado e presente. Aliás, o diretor Neil Marhsall (Game of Thrones) comanda aqui duas grandes sequências de ação no velho-oeste dignas dos melhores filmes do gênero, em especial à que Teddy enfrenta os capangas de Wyatt em sua mais recente narrativa.

teddywestworld

Encerrando com propriedade este primeiro ato da temporada, a situação do “desgarrado” é o grande alerta vermelho para os técnicos e diretores de Westworld, já que denota que os anfitriões estão agindo fora de suas programações. Ágil, envolvente e interessante, The Stray representa o “ponto sem volta” da temporada e coloca essa novata série da HBO na “mesa dos adultos”.

5stars

3 respostas para “Crítica | Westworld 1×03: The Stray”

  1. Welkerlan disse:

    Acho que na cena principal da Dolores o tal do Arnold dá o privilégio das pra ela, se realmente for isso ele tem toda capacidade de hackear o parque, mas está tentando despertar a consciência dos hosts primeiro.

  2. xtrmntr28 disse:

    não entendi um pouco direito.

  3. Welkerlan disse:

    Corrigi

Deixe um comentário

ss