FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

Westworld: como funciona a história de Dolores?

westworld3

Com apenas três episódios exibidos, Westworld já se tornou uma pequena obsessão para muitos espectadores (incluindo, claro, este que vos escreve). Com sua fórmula intrigante que coloca pessoas “normais” visitando um parque futurista habitado por humanóides, a série que já chegou lançando um monte de mistérios, instiga teorias e provoca reflexões sobre a natureza humana, moral, consciência e tantos outros temas.

Como complemento de tudo isso, a HBO, percebendo a potencial mina de ouro que começou a explorar, tem caprichado no marketing da série e um ótimo exemplo disso está no site criado para representar o que seria o site interno dos empregados da Delos Incorporated, a empresa por trás do parque. Desde a estreia da série, o site vem sendo atualizado com conteúdo novo e a mais recente adição por lá é o fluxograma que explica direitinho como funciona a narrativa (e as variações dela) da atração que a série já nos disse ser a mais antiga do parque: Dolores.

A partir deste fluxograma disponibilizado pelo Departamento de Narrativa, o pessoal do Insider quebrou a história da personagem de Evan Rachel Wood e fez um passo a passo para explicar de forma simples e objetiva todos os cenários possíveis (pelo menos até aqui) da narrativa na qual ela está inserida. Vejamos:

Dolores acorda no rancho Abernathy

Isso acontece todos os dias, o que significa que a sala de controle da Delos Incoporated deve ter uma maneira de verificar que Dolores está em sua cama antes de cada amanhecer. Caso ela não esteja, eles intervêm. Sendo assim, a cada manhã Dolores deve sair de sua casa, ter uma conversa com seu pai na varanda e então ir para a cidade até a loja do lugar. Lá, dentre as coisas que ela compra está uma lata de leite.

Dolores deixa a lata de leite cair

De novo, Dolores foi programada a deixar a lata cair todos os dias. O que acontece a seguir depende de alguém pegar a lata para ela ou não. E aqui é a parte em que o loop da história dela se separa em três possibilidades. Ou um visitante pega a lata para Dolores, Teddy aparece para pegar ou a própria Dolores a pega.

Um visitante pega a lata

Se um visitante interage com Dolores, a narrativa assume que essa pessoa o fará motivado por uma de duas coisas: para cortejá-la ou para ameaçá-la. Se o visitante for bem sucedido em seu cortejo, pode ser convidado para acompanhá-la até o rancho para um jantar e aí o que acontece depois depende do que o visitante desejar.

Agora, se o visitante ameaçar Dolores, então Teddy pode intervir “salvaldo-a”. Contudo, se o visitante ameaçador matar Teddy ou se Teddy não aparecer, o visitante também poderá decidir o que fazer com ela.

Dolores pega a lata

Se Dolores pegar a lata, ela sai da cidade e vai para a beira do Rio onde pintará um quadro de um cavalo e poderá fazer parte de uma narrativa mais familiar de um fim de tarde. Caso alguém esbarre com ela por lá, uma conversa agradável ocorre e logo depois Dolores volta para casa.

Teddy pega a lata

Esse cenário nos foi mostrado bem no início do primeiro episódio da série. Teddy pega a lata e logo depois parte com Dolores para uma área descampada onde os dois flertam. Depois disso, os dois voltam pro rancho antes que fique escuro demais.

Dolores volta para casa

Se Dolores volta para casa sozinha depois de pintar o quadro à beira do rio, há duas possibilidades. Ou está tudo calmo e ela chega, janta com seus pais, vai dormir e sua narrativa se reinicia ou ela encontra o rancho sendo atacado.

Se Dolores volta para casa com Teddy, há possibilidades semelhantes. Ou Peter Abernathy (o pai de Dolores) faz Teddy ir embora, e então Dolores vai dormir reiniciando sua narrativa ou, de novo, encontra o rancho sob ataque.

Ataque ao rancho

Até aqui na série, vimos o rancho sendo atacado quase todas as vezes que Dolores chega. O ataque é sempre coordenado por outros anfitriões, mas algumas vezes um visitante está com eles. De acordo com o fluxograma, se o visitante gostar de tiroteios, a narrativa termina com os pais de Dolores mortos e a própria Dolores é deixada à própria sorte do que o visitante quiser fazer com ela.

O visitante pode então dar uma de mocinho salvando Dolores dos bandidos e confortando-a ou ele pode infligir violências ainda piores a ela.

Contudo, se um visitante amador está com os bandidos, o fluxograma então se quebra em mais duas opções. Ou Teddy está com Dolores, e aí mata os outros anfitriões espantando o visitante ou ele está ausente e o ataque ocorre até atingir o ponto em que a narrativa é reiniciada.

O que isso significa para Dolores

Depois de vemos a narrativa dela toda mapeada, o propósito de Dolores no parque fica então bem claro: ela é a doce moça com um ar de donzela em perigo. Um visitante pode, dependendo do ponto da narrativa dela, se juntar a ela acompanhando-a para um jantar no rancho ou talvez salvá-la de um ataque e se tornar o herói.

Sob essa perspectiva, qualquer visitante procurando uma forma de fugir das regras e se impor de forma mais “incomum”, pode usar o loop de Dolores contra ela. Ele poderia então ajudar os bandidos no ataque e então violentá-la depois de enfrentar e matar Teddy, por exemplo.

Baseado no que vimos na série, Dolores raramente tem uma tarde tranquila pintando e vai para casa para um jantar agradável seguido de um boa noite de sono. O mais comum na narrativa dela é que que alguém tire vantagem de fazer parte da narrativa do ataque. E isso, claro, deve ter muito a ver com o fato dela ter começado a se rebelar contra sua programação.

Westworld é exibida todos os domingos às 23h na HBO.

7 respostas para “Westworld: como funciona a história de Dolores?”

  1. 7ripleseven disse:

    Muito legal a forma como estão fazendo. Tava sentindo falta de uma série assim, com esse nível de debate e que fomenta teorias e conspirações em quem assiste.

  2. Leonardo Damaso disse:

    caral…. tem que ter mtttt miolo
    para bolar toda estas narrativas
    gostei humanóides tem gente que fala robô affff

  3. Adolfo Brás Sunderhus Filho disse:

    Agora a grande questão é: No final do terceiro episódio a narrativa de Dolores foge do loop, e agora ela está “vagando” pelo parque.

  4. Pedro Henrique disse:

    Galera…seguinte! No episodio 4, ao 19min e 27seg do episódio, durante uns flashs de memória de Dolores, mostra uma cena (na verdade é um frame apenas, que dura milésimos de segundo) em que a Dolores está de joelhos em frente a uma cruz de um túmulo…..e o nome gravado na madeira dessa cruz é…pasmem…Dolores!

    Ou seja, será que todos os androides foram seres humanos que foram mortos por algum motivo pelo Ford?

  5. Pedro Henrique disse:

    Galera…seguinte! No episodio 4, ao 19min e 27seg do episódio, durante uns flashs de memória de Dolores, mostra uma cena (na verdade é um frame apenas, que dura milésimos de segundo) em que a Dolores está de joelhos em frente a uma cruz de um túmulo…..e o nome gravado na madeira dessa cruz é…pasmem…Dolores!

    Ou seja, será que todos os androides foram seres humanos que foram mortos por algum motivo pelo Ford?

    https://uploads.disquscdn.com/images/9134c4805553a050d678a6a891c83c23ffc5ff72cad677c3f49dfc16f55492c2.png

  6. Crisna Crystal disse:

    bem dito…como forma de castigo por ela estar se rebelando contra a narrativa imposta!! e não é assim também na maioria das vezes no mundo real? alguém que se rebela contra as regras impostas pela sociedade sempre leva à pior, ou seja, é castigado. Essa série veio pra ser um divisor de águas na maneira como percebemos nossa realidade.

  7. Crisna Crystal disse:

    Exato, mas ela apenas está relembrando vividamente a hora em que se rebelou. Pra mim ela está sozinha, o William é apenas uma lembrança. O William é outro personagem intrigante, ainda não estou bem convencida de ele ser humano. Talvez seja o primeiro par romântico dela, criado pelo Logan, que não deu certo por algum motivo. Ele pode ter sido então substituído pelo Teddy que é mais convincente, afinal ele acha que nasceu em Sweatwater.

Deixe um comentário

ss