FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Ligado Entrevista: Orla Brady, a Lydia de Into the Badlands

A 2ª temporada de Into the Badlands está entre nós com episódios inéditos todos os domingos às 23h no canal AMC.

Na série ela é Lydia, a primeira esposa de Quinn e grande responsável pelo sucesso do Barão. Ela conversou comigo sobre os novos episódios e sobre o que está por vir nesta cultuada série.

Como você se sentiu sobre o arco episódio de Lydia na primeira temporada?

A Lydia era uma pessoa sem luz, destinada a viver a sua vida de forma precária e dedicada somente ao marido e ao filho. Ela era a mulher por trás do homem poderoso e aceitava essa forma de pensar. Isso funcionou por muitos anos. Quando encontramos ela isso está desmoronando e Quinn não entende isso. Então acho que ela passa a primeira temporada perdendo muita coisa por conta dessas mudanças.

Se você pudesse mudar algo sobre o caminho dela, o que você mudaria?

Eu teria dado a ela um cavalo, um namorado e um número musical!

Sobre esta segunda temporada no ar pelo AMC, o que você pode nos contar sobre Lydia sem revelar spoilers?

Bem, a gente encontra a Lydia no exato momento onde a deixamos, sabendo que ela perdeu praticamente tudo que tinha e foi colocada de lado, forçada à voltar a morar com o pai. Ela passa a viver numa circunstância bem diferente do que ela está acostumada, sem nenhum tipo de regalia.

Mas ao mesmo tempo ela parece ter aceitado isso, como um alívio. Às vezes perder alguém ou alguma coisa acaba te libertando. Pra Lydia ela se libertou de todo aquele jogo de poder e agora ela está em paz consigo mesma.

Lydia foi uma parte muito importante do Forte quando ela foi uma Baronesa. Você acha que ela ficará aliviada por tanto tempo ou isso vai afetá-la?

Sabe quando alguém viaja pra muito longe e volta com outra religião? Eu acho que é o que aconteceu com a Lydia. Ela está muito diferente do que ela era na primeira temporada. Ela realmente questiona por que esteve por tanto tempo vinculada a tudo aquilo e ela está de fato abraçando uma forma alternativa de viver.

Mas assim que ela é questionada, ela entende que no mundo real de Badlands você precisa se aliar a alguém poderoso para conseguir sobreviver.

E como vai ficar a relação dela com o Ryder?

Ah, nada boa. Ele é o filho que a expulsou de casa. Ela esperava o ex-marido de ser o inimigo, mas nunca do filho. Essa traição dele quase a matou. Ela até vai até a ele buscar reconciliação, mas a dinâmica dos dois não é boa mesmo. Eles não acham uma forma de reconciliar. Ele não consegue ficar em paz com ela e vice-versa. É uma relação de mãe e filho muito complicada…

Ela vai ter que tomar alguma decisão difícil nessa temporada, né?

Bom, ela vai ter sim que tomar uma decisão difícil, mas não posso entregar. Mas sem ser muito específica, ela vai ter que enfrentar alguns monstros do passado.

Manda uma mensagem para os fãs de Into the Badlands no Brasil?

Vem assistir à nossa série, Brasil! Vocês vão adorar, tem muitas personagens femininas fortes, muita diversidade, elenco multicultural, locações fantásticas na Irlanda. Assistam e me contem depois o que vocês acharam!

3 respostas para “Ligado Entrevista: Orla Brady, a Lydia de Into the Badlands”

  1. Jose X. disse:

    eu quero a víuva e TIlda :)
    e Sunny também, claro

  2. Allison Noronha disse:

    É série é uma bela obra de arte, que produção bem feita, cada cena de ação digna dos melhores filmes de artes maciais e um roteiro muito bem montado. Alguém sabe como ela foi de audiência na primeira temporada nos EUA? Espero que Into The Badlands dure muitos anos!!!

  3. Allison Noronha disse:

    Essa série é uma bela obra de arte, que produção bem feita, cada cena de ação digna dos melhores filmes de artes maciais e um roteiro muito bem montado. Alguém sabe como ela foi de audiência na primeira temporada nos EUA? Espero que Into The Badlands dure muitos anos!!!

Deixe uma resposta

ss