FOTO: HBO

Por: Bruno Carvalho

Relevante e indispensável, Greg News chega a seu 100º episódio

Tal qual o Last Week Tonight with John Oliver e o Patriot Act with Hasan Minhaj (esse último infelizmente cancelado pela Netflix), o Greg News com Gregório Duvivier é uma das melhores atrações do formato de “comedy news” no ar na TV hoje, e que completa a importante marca de 100 episódios.

Independente do viés político e/ou ideológico do espectador, a atração comandada por Gregório é cada vez mais relevante nos dias de hoje – notadamente após o começo da pandemia – por fazer uma análise apurada de fatos, política (em especial do atual desgoverno) e assuntos relevantes do nosso dia a dia. Sim, o apresentador é assumidamente de esquerda, mas sempre há uma distinção quando ele apresenta dados e opiniões, não raramente fazendo críticas precisas de todos os lados do espectro político-social.

Hoje, 16 de outubro, às 23h, o Greg News terá uma edição especial para celebrar o marco de 100 capítulos, onde será abordado o tema “os limites do humor”, por meio de uma retrospectiva das quatro temporadas do programa, e trazendo o desafio de despertar o interesse público por assuntos atuais e relevantes pelo viés da comédia.

Duvivier também falará sobre o formato da produção – que nesta temporada está sendo gravada na casa da mãe dele e seguindo as medidas preventivas recomendadas pelas autoridades de saúde e seguirá com episódios inéditos até novembro, com uma temporada estendida de 33 episódios.

Esse ano ele abordou temas bastante pungentes e relacionados à pandemia, como a necessidade de renda básica, as dificuldades enfrentadas por profissionais médicos e entregadores de aplicativos (vídeo acima), além de discutir o papel da polícia e outros assuntos que permeiam nosso dia a dia. Como disse, independente do viés do espectador, é um programa que vale a pena ser assistido (os episódios também saem gratuitamente no YouTube da HBO), mesmo que para – quem não concorda com suas visões – ter acesso ao “outro lado”.

Quando foi lançado, conversei com Gregório e aí está minha entrevista com ele:

Os comentários estão desativados.

ss