quarta-feira, julho 10 2024
5.0 out of 5.0 stars

Eu não gosto muito de The Boys. Já gostei lá no começo. Apesar de a série ter uma excelente premissa, ao longo de suas três temporadas ela foi se tornando sem foco, com muitas tramas que não dão a lugar algum e demasiadamente inchadas. Ela, ao menos, serviu para estabelecer o universo desta sim, ótima, Gen V.

Descarregada do protecionismo e auto indulgência da original, este spin-off também encabeçado por Eric Kripke (ao lado de Evan Goldberg, de Superbad, e Craig Rosenberg, de Preacher) conta uma história bem mais interessante sobre os jovens cujos pais os “doparam” com o Composto V quando ainda crianças.

Ambientada na Universidade Godolkin (uma espécie de Escola Xavier para Mutantes), a trama é muito mais pessoal, deixando toda aquela politicagem dos “Sete” como pano de fundo e aprofundando no desenvolvimento de seus personagens – todos adolescentes em fase de descobrimento de seus poderes, habilidades e perigos.

Assim, o roteiro sabiamente aborda temas como bulimia, automutilação e suicídio – por exemplo – como interligados aos poderes (e, claro, angústias) desses jovens, empacotando tudo de forma fluida e sem “forçar a barra” e conduzindo a narrativa em um clima de mistério e suspense sobre uma oculta instalação que parece prender os supers mais problemáticos – A Floresta.

Gen V

O elenco é inspirado, com destaque para ótimas revelações como Lizzie Broadway (que dá vida à Emma Meyer), a protagonista Jaz Sinclair (que interpreta Marie Moreau), além de nomes portados de The Boys para fazer o link entre os mundos.

Intimista e tecnicamente irrepreensível em seus aspectos técnicos, com direito às escatologias e exageros deliciosos do universo, Gen V aproveita toda a “propriedade intelectual” original para criar um produto distinto e imensamente mais interessante que aquele de seu material de origem, justamente por focar nos dilemas e jornadas de seus personagens, e não em megalomanias que já se tornaram característica de The Boys.

Inevitavelmente, contudo, assistir a The Boys é essencial para compreender todas as referências e crossovers de Gen V, mas de qualquer forma esta é uma adição espetacular para a bem-sucedida franquia do Prime Video.

Gen V é exibida todas as sextas com um novo episódio disponível na plataforma da Amazon.