FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

O Final da 3ª Temporada de Community

[com spoilers dos episódios 3×20, 21 e 22] Para alguns podia parecer improvável, mas a verdade é que o mix de ideias subversivas, criativas e inteligentes, rendeu mais três marcantes e divertidíssimos episódios de Community no encerramento da 3ª temporada da série. Exibidos em sequência pela NBC, os três derradeiros capítulos ampliaram não apenas a dinâmica e a necessidade de união do grupo de estudos através do excepcional “Digital Estate Planning” (ep. 3×20), mas também trouxeram mudanças curiosas na relação dos Greendale Seven em seus esforços para retomar o campus dominado por Chang no “The First Chang Dynasty” (ep. 3×21) e logo depois através do conflito entre Shirley e Pierce que movimenta “Introduction to Finality”, episódio que coloca Jeff revisitando um conflito de seu passado recente e traz Abed confundido-se com sua versão vilanesca por conta do afastamento forçado de Troy.

Com participação especial de Giancarlo Esposito (o Gus de Breaking Bad), “Digital Estate Planning” colocou o grupo tendo que disputar uma partida de videogame para garantir a herança de Pierce. E se o argumento a princípio parecia bobo, não demorou muito para que fôssemos levados a uma curta viagem nostálgica ao mundo dos games em 8 bits onde os personagens protagonizam situações e piadas tão hilárias quanto politicamente incorretas (Shirley e Annie comentendo e ocultando um assassinato; Abed e seus milhões de filhos; Pierce feliz com seu irmão mulato), mas que justificam a já citada união do grupo e reforçam a capacidade da série de sempre fazer algo diferente e totalmente inesperado. Cool cool cool!

Fazendo link direto com “Course Listing Unavailable” e “Curriculum Unavailable” (episódios 3×18 e 3×19, respectivamente), “The First Chang Dinasty” presta uma divertida homenagem aos grandes filmes de assalto do estilo 11 Homens e um Segredo e coloca os Greendale Seven executando um nem tão elaborado plano para tirar o controle do campus do tirano Chang e resgatar Dean Pelton do cativeiro. No meio disso, destaque para Jeff e Britta engraçadíssimos como dois mágicos vestidos como estrelas do rock na festa organizada por Chang e para Abed e Troy, disfarçados como serventes, tentando distrair a ‘segurança’ infantil que mantinha o verdadeiro Dean isolado do mundo.

Já o season finale “Introduction to Finality”, traz os personagens encarando dilemas bem particulares em situações distintas, mas que se conectam ao fim daqueles 20 minutos  numa atmosfera que poderia até servir como final para a série caso a renovação já não tivesse sido anunciada. Assim, enquanto Jeff precisa mensurar se as relações que estabeleceu em Greendale realmente importavam para ele no ‘julgamento’ do caso da disputa entre Shriley e Pierce; Abed entrou em parafuso e, com a ajuda de Britta, teve que confrontar seu lado mais sombrio da outra realidade para lidar com a ausência de Troy que, por sua vez, descobre-se como um messias do time de reparo de ar condicionado!

Com a polêmica saída de Dan Harmon, é difícil dizer se Community irá se manter fiel à mistura subversiva citada no início deste post ou se acabará se transformando numa série mais acessível (como querem os ‘zé cutivos’ da NBC e da Sony) e, por isso mesmo, menos interessante, mas com o panorama deixado pelas últimas cenas do episódio 22, não custa torcer para que a série continue rendendo pequenos espetáculos de 20 minutos por pelo menos mais 13 semanas a partir de setembro. Que venha a 4ª temporada!

Uma resposta para “O Final da 3ª Temporada de Community”

  1. Zigbin disse:

    Achei o episódio de video-game meio perdido no meio dos último episódios. O 3×19 termina com os personagens combinando de salvar o reitor, em sequência começa o episódio da herança do Pierce e só depois vem o tal resgate nos episódios finais. Ficou uma quebra na narrativa estranha entre os episódios.

    No todo, a série sempre surpreende e esse episódio final foi tão de despedida que pareceu um recado do Dan Harmon nos dizendo a série que vocês curtiram acabou, o que virá depois será outra história.

    Davi, a caracterização do Jeff não foi inspirada diretamente em astros de rock, mas uma tiração de sarro com o ilusionista esquisitão Criss Angel.

Deixe uma resposta

ss