FOTO: REPRODUçãO

Por: Allan Verissimo

Homeland é criticada pelo governo venezuelano

Maneira como retratou o país descontentou autoridades

homelanddavidAlém das críticas negativas que está recebendo pela terceira temporada, Homeland agora se envolveu em mais uma polêmica. A série, que sempre foi alvo pela maneira como retrata os muçulmanos, agora está gerando comentários pelo jeito como mostrou a Venezuela no episódio 3×03: Tower of David. No capítulo citado, o personagem Brody (Damian Lewis) se refugia na torre citada no título, que é uma favela vertical de 45 andares localizada no centro de Caracas. O lugar, também conhecido como Centro Financiero Confinanzas, começou a ser construído nos anos 90, mas foi interrompido pela morte do seu investidor, David Brillembourg, e pela crise econômica que afetou o país em 1994. Sua construção jamais foi finalizada, e atualmente mais de 2.500 pessoas vivem no bairro.

HomelandTowerOfDavid

O episódio mostra pinturas e pichações nas paredes do prédio homenageando o falecido Hugo Chavéz. Além disso, a série também exibe policiais venezuelanos como corruptos e boa parte dos habitantes do prédio como criminosos e usuários de drogas. No site do Sistema Bolivariano de Comunicação e Informação, foi divulgado um texto afirmando que a série retratou a Venezuela de uma maneira estereotipada e distorcida, e ressalta o fato de que o presidente americano Obama é fã assumido de Homeland, o que prejudica ainda mais a imagem daquela nação. A declaração oficial acusa a série, ainda, de apoiar o partido de direita no país, atualmente fora do poder executivo. Curiosamente, o episódio em questão na verdade foi filmado em Porto Rico. Homeland é exibida no Brasil pelo canal FX, e a terceira temporada estreia em janeiro por aqui.

Um documentário sobre a Torre mostra a situação do local:

Com informações obtidas da Revista Exame.

Uma resposta para “Homeland é criticada pelo governo venezuelano”

  1. Ângelo M. Palmeira disse:

    Os bandidos populistas transformam a Venezuela numa favela e fazem uso eleitoral disso, mas errada é a série que retrata o país tal como ele é.

Deixe uma resposta

ss