FOTO: REPRODUçãO

Por: Redação Ligado em Série

Descobri na Netflix: Dance Academy

danceacademynetflix

Sabe aquele dia cansativo, em que a gente chega em casa e só quer ver algo leve na TV? Pois bem, depois de rever inúmeras vezes Friends na Netflix, resolvi tentar algo novo. A proposta era assistir a um piloto de uma série qualquer, sem compromisso. E foi assim que eu conheci Dance Academy, uma mistura de série teen com dança que tem três temporadas e 65 episódios disponíveis no serviço de streamming. A produção é australiana e eu nunca tinha ouvido falar antes de encontrar no catálogo por acaso. A história gira em torno de Tara, uma garota que realiza o sonho de ser aceita em uma prestigiosa academia de dança.

Tara é realmente o fator mais fraco da trama, alternando entre a ingenuidade exagerada e a facilidade em se colocar em situações de constrangimento público. Muitas vezes Tara parece ser decidida e toma atitudes que aparentam um amadurecimento e aprendizado, mas em geral ela acaba sendo apenas boba – pelo menos na primeira temporada. Claro que isso é coerente com uma adolescente de 16 anos do interior que está em busca dos seus sonhos. Ela não é perfeita e não podemos exigir isso. Além disso, o voice over da personagem é sensível e sincero, um acerto quando combinado com as belas imagens de Sydney.

Mas o grande destaque da trama é Kat, interpretada pela Alicia Banit. Tanto a atriz quanto a personagens são excelentes e destoam da muitas vezes apática protagonista. Ela é praticamente a alma da série, espontânea e responsável pelos momentos mais divertidos da história. Os outros alunos da academia também não deixam a desejar: Sam, Christian e Abigail, com suas personalidades totalmente diferentes, passam por problemas e crises de adolescentes normais mas que tem em comum a dança como paixão.

A dança, claro, é um dos pontos altos da trama. Não se limita ao balé clássico, levando outros estilos e ritmos à academia e ao universo jovem dos garotos. Os ensaios, as repetições, críticas e testes ajudam a nos colocar nesse universo diferente, onde a preocupação com o peso e desenvolvimento do corpo ganham outras motivações além da beleza. Quem, como eu, tem saudade de Bunheads, talvez goste de como a temática é retratada.

Esses são alguns dos motivos que me fazem indicar a despretensiosa Dance Academy, série com episódios de 20 minutos que, apesar dos problemas apontados, pode ser uma boa para se assistir sem compromisso. E o fato de todas as temporadas estarem ali, a um clique de distância na Netflix, facilita muito, né?

E você, já descobriu alguma série pela Netflix?

3 respostas para “Descobri na Netflix: Dance Academy”

  1. laura disse:

    E é traduzida ou legendada?

  2. Ana Macedo disse:

    tem dublada

  3. Aline Marco Lima disse:

    Olá, comigo aconteceu o mesmo hoje!! achei do nada essa série e é bem gostosa, leve , como vc disse…estou gostando!

Deixe uma resposta

ss