FOTO: REPRODUçãO

Por: Allan Verissimo

Game of Thrones: elenco e equipe comentam a cena final do episódio 5×06

rsz_sansa

[a notícia a seguir revela spoilers dos livros e da série] O episódio mais recente de Game of Thrones, o 5×06 “Unbowed, Unbent, Unbroken”, criou polêmica entre os fãs nas redes sociais. O episódio terminou com Sansa Stark (Sophie Turner) sendo estuprada por Ramsay Snow (Iwan Rheon), enquanto Theon Greyjoy (Alfie Allen) é forçado a assistir tudo. Essa é uma alteração drástica em relação aos livros de George R R Martin: Sansa permanece refugiada no Vale durante todos os eventos dos livros O Festim dos Corvos e A Dança dos Dragões (nas quais a quinta temporada baseia-se). Enquanto isso, Roose Bolton (Michael McElhatton) decide casar Ramsay com uma jovem garota nortista chamada Jeyne Poole (que por acaso era a melhor amiga de infância de Sansa), forçando-a mentir e assumir publicamente que é Arya Stark, para que assim os Boltons consigam a lealdade das Casas do Norte. Jeyne é violentada por Ramsay na sua noite de núpcias, ao passo que este também força Theon a interagir sexualmente com a noiva.

Após a exibição do episódio, a EW divulgou entrevistas com a atriz Sophie Turner e o roteirista Bryan Cogman, comentando o chocante desfecho. A entrevista foi realizada em outubro, antes das filmagens da cena. Segundo Turner: “Eu amo o fato de que ela está de volta em casa para recuperar o que é seu. Mas ao mesmo tempo ela está sendo mantida prisioneiro em sua própria casa. Quando recebi os roteiros, eu me senti tão mal por ela. Mas também me senti animada, porque é muito doentio, e está reunida com Theon também, e ver como a relação deles se desenvolve. Theon é um membro do clã Stark, mas ela acha que ele traiu e matou seus irmãos. É uma relação confusa entre eles“. Sobre a cena em questão: “Quando li essa cena, eu meio que adorei. Eu amo o fato de Ramsay obrigar Theon a assistir. Foi tudo tão confuso. Também é tão difícil para mim fazê-lo. Eu tentei fazer o [produtor Bryan Cogman] se sentir muito mal por escrever essa cena: “Eu não posso acreditar que você está fazendo isso comigo!” Mas eu secretamente adorei“.

Já Bryan Cogman justificou as alterações na jornada da personagem: “Isso é Game of Thrones. Esta não é uma menina tímida andando em uma noite de núpcias com Joffrey. Esta é uma mulher endurecida fazendo uma escolha e ela vê isso como o caminho para retornar para a sua terra natal. Sansa tem uma noite de núpcias, no sentido de que ela nunca imaginou que ela teria com um dos monstros do série. É muito intenso e horrível e a personagem terá que lidar com isso“. Segundo o entrevistador da EW, James Hibberd, ao ser questionado se Theon também iria se envolver na cena da maneira como o personagem se envolve nos livros, o roteirista ficou “horrorizado” com a ideia: “Não. Meu Deus, Não. Não, não, não, não e não. Já é uma forma compartilhada de abuso que os dois tem que aturar, Sansa e Theon. Mas não é a tortura e humilhação extrema aquela cena no livro tem“.

Finalmente, o próprio criador do universo, George R.R. Martin, decidiu se envolver no assunto. Em seu blog, o escritor comentou que recebeu uma enxurrada de e-mails dos fãs a respeito do episódio, e mais uma vez, usou o caso de Gone With the Wind como exemplo: “Quantos filhos Scarlett O’Hara tem? Três, no romance. Um deles, no filme. Nenhum, na vida real: ela era uma personagem de ficção, ela nunca existiu. A série é a série, os livros são os livros; duas narrativas diferentes da mesma história. Houve diferenças entre os livros e a série de TV desde o primeiro episódio da primeira temporada. E por todo esse tempo, eu tenho falado sobre o efeito borboleta. Pequenas mudanças levam a alterações maiores, levando a grandes mudanças. HBO tem mais do que 40 horas para a tarefa impossível e exigente de adaptar os meus (extremamente) longos e (excessivamente) complexos livros, com suas camadas de tramas e subtramas, suas reviravoltas e contradições e narradores não confiáveis, mudanças de ponto de vista e ambiguidades, e um elenco com mais de cem personagens. Raramente houve uma série de TV que tenha sido fiel a seu material de origem, em grande parte (se você duvida, conversem com os fãs de Harry Dresden, ou leitores dos romances Sookie Stackhouse, ou os fãs das HQs de The Walking Dead). .. mas quanto mais tempo a série continua, maior as borboletas tornam-se. E agora chegamos ao ponto em que o bater de asas da borboleta está agitando tempestades, como a que está atualmente engolindo meu e-mail. Prosa e televisão têm diferentes pontos fortes, fraquezas diferentes, exigências diferentes. David [Beniof] e Dan [B. Weiss] e Bryan [Cogman] e a HBO estão tentando fazer a melhor série de televisão que eles podem. E aqui eu estou tentando escrever os melhores livros que eu puder.  E sim, cada vez mais, eles diferem. Duas estradas divergentes no escuro da floresta, eu suponho … mas todos nós ainda estamos pretendendo que, no final, chegaremos ao mesmo lugar. Enquanto isso, esperamos que os leitores e os telespectadores aproveitem juntos a jornada. Ou as jornadas, como seja o caso. Às vezes borboletas se transformam em dragões“.

Game of Thrones é exibida simultaneamente no Brasil aos domingos, às 22 horas.

3 respostas para “Game of Thrones: elenco e equipe comentam a cena final do episódio 5×06”

  1. Kareka_almeida disse:

    Mimimi mimizento de mimizetes mimizadas. Estamos nos anos dos mimimis, no país do mimimi. R.E.M. já dizia nos idos dos anos 90: “It’s the end of the world as we know it”. Só com uma diferença, i DO NOT feel fine.

  2. miguel scacabarozzi disse:

    Acho que o “X” da questão não é nem esse, o grande problema é que a série está ruim mesmo, um exemplo foi a cena ridícula de Jaime Lannister e Lord Bronn em Dorne, muito mal feita….

  3. Fábio Galdino disse:

    cara, acho que é fácil a gente, como homem, falar que é mimimi. independente de ser ou não, usar estupro/violação É um recurso barato. o mínimo que eu espero de GoT é ser uma série que antes de tudo pense antes de ser escrita, mas infelizmente na questão de usar violência contra mulher para continuar histórias eles estão usando de maneira barata. vamos usar o cérebro um pouco…

Deixe uma resposta

ss