FOTO: REPRODUçãO

Por: Redação Ligado em Série

Emmy 2015 | Palpites para os Indicados!

emmy2015

As indicações ao Emmy saem no próximo dia 16 e pra quem gosta de acompanhar premiações é quase impossível não querer brincar de adivinhar quais serão os indicados. Não é tão fácil quanto parece, ainda que os votantes permaneçam fieis a seus favoritos anos a fio (alô, Downton Abbey!), pois sempre surgem algumas surpresas, ainda mais com um ano tão forte em novidades quanto o que passou.

Mas vou arriscar. Aproveitei também e fiz minha lista de favoritos, caso pudesse votar no Emmy. Primeiro, algumas observações:

– O Emmy é dado por mais de 12 mil profissionais da indústria de TV que simplesmente vêem bem menos do que o necessário para abranger toda a diversidade (ao contrário do Globo de Ouro, dado por um número reduzido de jornalistas, cujo trabalho é justamente assistir a séries e filmes – daí termos indicados e vencedores diferentes quase todo ano). Por isso sempre é bom apostar no retorno daqueles que foram indicados nas últimas vezes;

– Os programas que concorrem ao Emmy 2015 são aqueles exibidos entre 1º de Junho de 2014 e 31 de Maio de 2015. Episódios exibidos antes ou depois são válidos desde que mais da metade da temporada esteja dentro do prazo (Mother’s Mercy, o season finale de Game of Thrones exibido em 14/06, por exemplo);

– Algumas novas regras para este ano: as categorias de Melhor Série Drama e Comédia passam a ter sete concorrentes, em vez de seis, além de definirem que séries com uma hora de duração são automaticamente consideradas para Drama, enquanto as séries de 30 minutos concorrem em Comédia. Exceções deverão ser submetidas a um comitê: Orange is the New Black (que concorre por sua segunda temporada, e não a mais recente, vale lembrar) não foi aceita em Comédia como ano passado, enquanto Glee, Shameless e Jane The Virgin sim;

– Outra mudança importante envolve as categorias de Ator/Atriz Convidados (Drama e Comédia): até ano passado, poderiam concorrer nas categorias todos que tivessem o crédito de “Guest”. A partir deste ano, só podem se submeter os atores que participaram de menos da metade dos episódios da temporada. Vencedores de 2014, por exemplo, como Joe Morton (Scandal) e Uzo Aduba (Orange is the New Black) agora concorrem nas categorias de Coadjuvantes. Da mesma forma, atores do elenco fixo podem se submeter como Convidados, caso considerem ter mais chances por participarem menos da série (Kiernan Shipka, de Mad Men, por exemplo, preferiu tentar indicação aí);

Vamos aos palpites, nas categorias mais nobres apenas: Melhor Série, Ator, Atriz, Ator Coadjuvante e Atriz Coadjuvante (Drama e Comédia), deixando de lado as categorias de Atores Convidados e Roteiro/Direção pela quantidade ainda maior de concorrentes e possibilidades. E quanto às categorias envolvendo Minisséries e Telefilmes, não vi o suficiente para arriscar um voto.

13-reasons-why-everyone-is-obsessed-with-breaking-badFOTO: AMC

Melhor Série – Drama


Indicados em 2014:

Breaking Bad (vencedora)
Downton Abbey

Game of Thrones
House of Cards
Mad Men
True Detective

Com Breaking Bad encerrada e True Detective fora do prazo, são três vagas para uma quantidade grande de pretendentes. Claro, considerando que as outras quatro estão garantidas: Mad Men não decepcionou no seu último ano, Game of Thrones continua sendo uma das séries mais vistas e comentadas, e House of Cards só cairia se a Netflix não tivesse prestígio para emplacar duas ou até três séries na categoria principal (não é o caso). Já Downton Abbey… bom, nunca entendi o que ela faz aí, mas também desisto de apostar contra. Orange is the New Black, muito bem indicada ano passado em Comédia, não deve sofrer muito com a migração e ficar com uma das vagas. As outras duas devem ficar com novidades, já que é sempre difícil o retorno de alguma já indicada (Boardwalk Empire e Homeland, por exemplo), embora fique a torcida para o reconhecimento de séries que já deveriam estar aí: The Americans, por exemplo, continua sendo a preferida da crítica e injustamente ignorada.

Justified teve um retorno a boa forma no seu último ano, tão delicioso que vai ser uma pena vê-la encerrada sem chegar a categoria principal. Entre as novas séries, Better Call Saul parece uma boa substituta para a vencedora dos dois últimos anos: um spinoff que deu certo, com identidade própria, e que todos admiram (falo de um modo geral, eu não sou exatamente um grande fã). Enquanto Empire foi um fenômeno tão incomum na audiência que pode, enfim, trazer uma das grandes emissoras da TV aberta de volta para a competição (a última vez foi a CBS com The Good Wife em 2011, e a própria Fox não emplaca desde House M.D. em 2009). The Affair foi a grande vencedora do Globo de Ouro, mas este parece mais um caso em que as duas premiações diferem entre si, mesmo que seja a melhor chance da Showtime voltar à categoria (todos concordam que Homeland melhorou, mas vou ser fiel às estatísticas da dificuldade de um retorno). Já The Knick, The Leftovers e Bloodline, são séries que dependem muito da adesão de seus admiradores, já que muitos também não gostaram.

Os indicadores serão (em ordem de favoritismo)

Mad Men
Game of Thrones
House of Cards
Downton Abbey
Orange is the New Black
Empire Homeland
Better Call Saul

Na cola: The Americans, The Affair, Bloodline

Meu voto (em ordem de preferência)

Mad Men
Justified
Boardwalk Empire
The Americans
Game of Thrones
The Knick
The Leftovers

Lamento não ter espaço: Rectify

modernfamily

Melhor Série – Comédia


Indicados em 2014

The Big Bang Theory
Louie
Modern Family (vencedora)
Orange is the New Black
Silicon Valley
Veep

Com a sétima vaga aberta e Orange is the New Black mudando de categoria, são apenas duas vagas para uma seleção ainda mais forte que a de Drama. Eu gosto de pensar que a grande surpresa do ano será algo como a exclusão de Modern Family ou The Big Bang Theory, a primeira é a recordista de vitórias (cinco anos seguidos e contando) e a segunda um dos maiores sucessos da TV. É pedir demais? Provavelmente. As outras três tiveram um ano ainda melhor que o anterior, então é de se supor que também permanecem. Mas o que fazer quando houve novidades como Transparent, Unbreakable Kimmy Schmidt, Jane The Virgin, Black-ish, The Comedians, Togetherness? E as novas e elogiadas temporadas de Parks and Recreation e Brooklyn Nine-Nine?

O quanto sentem o mesmo em relação as novas de Girls e Nurse Jackie (já indicadas antes)? Em Comédia, talvez pela curta duração e a não necessidade de acompanhar todos os episódios, é muito mais fácil que alguma série retorne a competição. E pode favorecer até algo inofensivo como Grace and Frankie, cujo elenco e humor fácil certamente atrai as atenções (e a disponibilidade da Netflix só ajuda). Mas acredito que as três primeiras citadas têm mais chances, com Louie e Silicon Valley podendo ceder o lugar para uma delas: sempre achei a série de Louis C.K. uma anomalia entre as indicações, enquanto a série da HBO ainda precisa provar que não foi indicada ano passado pelo quesito “novidade”. A grande questão é: o sucesso de Jane The Virgin é o suficiente para colocar a CW no mapa do Emmy?

Os indicados serão (em ordem de favoritismo)

Modern Family
Veep
The Big Bang Theory Parks and Recreation
Transparent
Louie
Unbreakable Kimmy Schmidt
Silicon Valley

Na cola: Parks and Recreation, Jane The Virgin, Grace and Frankie

Meu voto (em ordem de preferência)

Parks and Recreation
Transparent
Broad City
Veep
Louie
Unbreakable Kimmy Schmidt
Girls

Lamento não ter espaço: Jane The Virgin, You’re the Worst

youretheworstFOTO: FXX

Melhor Ator – Drama


Indicados em 2014

Bryan Cranston, Breaking Bad (vencedor)
Jeff Daniels, The Newsroom
Jon Hamm, Mad Men
Woody Harrelson, True Detective
Matthew McConaughey, True Detective
Kevin Spacey, House of Cards

Sem Breaking Bad e sem True Detective, metade das vagas disponíveis. E é bem provável que o vencedor saia dessa trinca que ficou, com Hamm e Daniels disputando pela última vez, e Spacey tendo vencido o Globo de Ouro e SAG deste ano (embora pela segunda temporada, enquanto concorre ao Emmy pela terceira de House of Cards). Mas o número de possibilidades para as outras três vagas é tão grande que dá pra separá-los em trios. Há o trio de já indicados na categoria: Steve Buscemi, Timothy Olyphant (ambos com uma última chance) e Hugh Bonnevile; há o trio que já foi ignorado antes mas continua com um grande trabalho esperando reconhecimento: Matthew Rhys, Michael Sheen e Aden Young; há o trio das “novidades quentes”, estes com chances mais reais: Bob Odenkirk, Kyle Chandler e Clive Owen; e há o trio de novidades que pode se beneficiar mais pelas séries em que estão: Terrence Howard, Dominic West e Justin Theroux. E é incrível que eu possa citar 12 nomes sem nem falar de James Spader ou Liev Schreiber, atores que seriam indicações óbvias dez anos atrás.

Os indicados serão (em ordem de favoritismo)

Jon Hamm, Mad Men
Kevin Spacey, House of Cards
Jeff Daniels, The Newsroom
Bob Odenkirk, Better Call Saul
Kyle Chandler, Bloodline
Terrence Howard, Empire Liev Schrieber – Ray Donovan

Na cola: Matthew Rhys, Clive Owen, Dominic West, Steve Buscemi

Meu voto (em ordem de preferência)

Matthew Rhys, The Americans
Timothy Olyphant, Justified
Jon Hamm, Mad Men
Aden Young, Rectify
Steve Buscemi, Boardwalk Empire
Michael Sheen, Masters of Sex

Lamento não ter espaço: Bob Odenkirk, Clive Owen

theknick

Melhor Ator – Comédia


Indicados em 2014

Don Cheadle, House of Lies
Louis C.K., Louie
Matt LeBlanc, Episodes
William H. Macy, Shameless
Rick Gervais, Derek
Jim Parsons, The Big Bang Theory (vencedor)

Gervais concorre este ano na categoria de Telefilme, com o especial de Natal de Derek, ficando apenas uma vaga que obviamente só pode ser de Jeffrey Tambor, que nos deu uma das duas ou três maiores atuações do ano em Transparent. Parece ser o único, aliás, que pode quebrar a supremacia de Parsons na categoria. Eu não vi nenhum episódio das últimas temporadas de The Big Bang Theory ou Shameless, mas não posso duvidar que tanto Parsons como Macy continuam com um grande trabalho. Também não tenho nada contra LeBlanc, e tanto ele quanto Cheadle estão em séries que os votantes parecem acompanhar sempre. E Louie continua sendo a série de um homem só. Se eles o amam, está mais do que garantido na categoria. Então realmente não consigo ver quem poderia dar lugar para nomes como Billy Crystal, Will Forte e Anthony Anderson, além de um reconhecimento que Thomas Middleditch e Andy Samberg pedem desde o ano passado.

Os indicados serão (em ordem de favoritismo)

Jim Parsons, The Big Bang Theory Anthony Anderson – Black-ish
Jeffrey Tambor, Transparent
Louis C.K., Louie
Don Cheadle, House of Lies
Matt LeBlanc, Episodes
William H. Macy, Shameless
Will Forte – The Last Man on Earth

Na cola: Billy Crystal, Thomas Middleditch, Will Forte

Meu voto (em ordem de preferência)

Jeffrey Tambor, Transparent
Louis C.K., Louie
Gael Garcia Bernal, Mozart in the Jungle
Chris Geere, You’re the Worst
Adam Scott, Parks and Recreation
Thomas Middleditch, Silicon Valley

Lamento não ter espaço: Jay Baruchel

thegoodwife

Melhor Atriz – Drama


Indicadas em 2014

Lizzy Caplan, Masters of Sex
Claire Danes, Homeland
Michelle Dockery, Downton Abbey
Julianna Margulies, The Good Wife (vencedora)
Kerry Washington, Scandal
Robin Wright, House of Cards

Todas estão de volta para uma das categorias que tem sido mais incríveis dos últimos anos. O fato é que algumas delas terão que dar lugar às duas favoritas ao prêmio: Viola Davis e Taraji P. Henson. Há ainda a vencedora do Globo de Ouro, Ruth Wilson, além de Taylor Schilling, indicada ano passado em Comédia. A categoria também é marcada por indicadas por novas séries que não estão no radar do Emmy (caso de Caplan ano passado, Vera Farmiga e Connie Britton em 2013, Kathy Bates e Mireille Enos em 2012 e 2011, etc), e este ano elas seriam Eva Green (Penny Dreadful), Caitriona Balfe (Outlander) e Olivia Williams (Manhattan) em belos trabalhos. Como se não bastasse, Gillian Anderson e Olivia Colman chegam a destoar de suas séries (The Fall e Broadchurch) com tamanha presença de cena.

E isso porque não falei das minhas eternas favoritas Elisabeth Moss e Keri Russell, e nem preciso ter visto a nova temporada de Orphan Black pra saber do quanto a Tatiana Maslany merece… Então, o que pode acontecer? Caplan é a mais vulnerável, e Washington que tinha o fator “mulher negra protagonista pode enfim vencer o prêmio” deve perder espaço para as presenças de Henson e Davis (essa última também em uma série com o selo Shonda Rhimes). E se parece burrice apostar contra Downton Abbey, é preciso torcer para que Dockery finalmente dê lugar para outra. Mas na verdade, consigo ver apenas Robin Wright como certeza, ainda que Margulies tenha vencido (não seria a primeira vez que uma vencedora seja ignorada no ano seguinte) e pareça improvável a ausência de Danes (que poderia dar lugar a Wilson, considerando apenas a presença da Showtime). No fim das contas, impossível agradar a todos. E acertar também.

As indicadas serão (em ordem de favoritismo)

Viola Davis, How to Get Away With Murder
Taraji P. Henson, Empire
Robin Wright, House of Cards
Claire Danes, Homeland
Julianna Margulies, The Good Wife Tatiana Maslany – Orphan Black
Taylor Schilling, Orange is The New Black Elisabeth Moss – Mad Men

Na cola: Ruth Wilson, Kerry Washington, Michelle Dockery, Eva Green

Meu voto (em ordem de preferência)

Elisabeth Moss, Mad Men
Taraji P. Henson, Empire
Keri Russell, The Americans
Eva Green, Penny Dreadful
Gillian Anderson, The Fall
Lizzy Caplan, Masters of Sex

Lamento não ter espaço: Ruth Wilson, Julianna Margulies

veep 4x03

Melhor Atriz – Comédia


Indicadas em 2014

Lena Dunham, Girls
Edie Falco, Nurse Jackie
Julia Louis-Dreyfus, Veep (vencedora)
Melissa McCarthy, Mike and Molly
Amy Poehler, Parks and Recreation
Taylor Schilling, Orange is the New Black

Schilling está fora e, apesar de Ellie Kemper e Gina Rodriguez serem os nomes considerados mais fortes para essa vaga, é difícil ignorar o poder dos nomes Jane Fonda e Lily Tomlin, além de toda a atenção que Amy Schumer conseguiu com seu humor feminista e muito em voga. Sua série concorre em Variedades e aqui é a única categoria “nobre” que podem reconhecê-la. No mais, temos o Comeback de Lisa Kudrow (que foi indicada pela primeira temporada, nove anos atrás), dois trabalhos muito elogiados de Tracee Ellis Ross e Constance Wu nas queridas séries “étnicas” Black-ish e Fresh Off the Boat, e Anna Faris, caso queiram estender o amor a Mom para além de Allison Janney. Difícil é superarem algumas das eternas indicadas da categoria, e só aposto na saída de Dunham que, infelizmente, parece ter perdido um certo prestígio com os rumos que deu a sua série e polêmicas na vida pessoal.

As indicadas serão (em ordem de favoritismo)

Julia Louis-Dreyfus, Veep
Amy Poehler, Parks and Recreation
Edie Falco, Nurse Jackie 
Melissa McCarthy, Mike and Molly Amy Schumer – Inside Amy Schumer
Ellie Kemper, Unbreakable Kimmy Schmidt Lily Tomlin – Grace and Frankie
Gina Rodriguez, Jane the Virgin Lisa Kudrow – The Comeback

Na cola: Jane Fonda, Lily Tomlin, Lena Dunham, Amy Schumer

Meu voto (em ordem de preferência)

Amy Poehler, Parks and Recreation
Julia Louis-Dreyfus, Veep
Ellie Kemper, Unbreakable Kimmy Schmidt
Aya Cash, You’re the Worst
Lena Dunham, Girls
Ilana Glazer, Broad City

Lamento não ter espaço: Abbi Jacobson, Constance Wu

5 Tyrion

Melhor Ator Coadjuvante – Drama


Indicados em 2014

Jim Carter, Downton Abbey
Josh Charles, The Good Wife
Peter Dinklage, Game of Thrones
Mandy Patinkin, Homeland
Aaron Paul, Breaking Bad (vencedor)
Jon Voight, Ray Donovan

Podemos reformular toda a categoria? Não vai acontecer, mas nem mesmo Dinklage teve grandes momentos que justifiquem uma nova indicação. Mas sabemos que as coisas não funcionam assim, e podemos considerá-lo já indicado (se Kit Harington, o ator mais proeminente da temporada de Game of Thrones, for reconhecido, não seria às custas dele), assim como Carter (suspiros…) e Patinkin. Com Paul e Charles fora da disputa, gostaria de pensar que ao menos Voight será esquecido, mas tem nome (e presença forte na série, vamos admitir) o suficiente pra se manter também. É uma pena porque eu seria capaz de preencher uma cédula apenas com atores de Boardwalk Empire. Mas pelo bem da diversidade, vamos procurar outros nomes: o favorito provavelmente é Jonathan Banks, que deveria ter vencido quando concorreu por Breaking Bad, mas agora tem um episódio em Better Call Saul que é o suficiente pra lhe dar o prêmio.

Se Bloodline seguir os passos de Damages, a série anterior dos Kessler que teve um ótimo histórico em indicar seus atores ao Emmy, Ben Mendelsohn deve ficar com a outra vaga. Outras novidades que certamente causaram impressão: Christopher Eccleston, como Banks, teve um episódio inteiro em The Leftovers que merecia atenção; Vincent D’Onofrio rouba a cena em Demolidor, o tipo de série que não costuma ser notado nas premiações; e o colega de série de Banks, Michael McKean, caso Better Call Saul consiga atenção nível Breaking Bad. Não podemos esquecer também de Joe Morton, vencedor ano passado por Scandal como Melhor Ator Convidado e, pelas novas regras, agora concorre aqui, e Michael Kelly, caso House of Cards receba mais atenção. Por fim, se o elenco de The Good Wife ainda merecer o reconhecimento dos votantes, Matt Czuchry teve material no início da temporada que não faria feio uma indicação.

Os indicados serão (em ordem de favoritismo)

Peter Dinklage, Game of Thrones
Mandy Patinkin, Homeland Michael Kelly – House of Cards
Jonathan Banks, Better Call Saul
Jim Carter, Downton Abbey
Ben Mendelsohn, Bloodline
Jon Voight, Ray Donovan Alan Cumming – The Good Wife

Na cola: Michael Kelly, Joe Morton, Kit Harington

Meu voto (ordem de preferência)

Jonathan Banks, Better Call Saul
Marc Pickering, Boardwalk Empire
Andre Holland, The Knick
Sam Elliot, Justified
Michael Shannon, Boardwalk Empire
Vincent Kartheiser, Mad Men

Lamento não ter espaço: Vincent D’Onofrio, Michael Kenneth Williams, Stephen Graham, Walton Goggins.

brooklyn99

Melhor Ator Coadjuvante – Comédia


Indicados em 2014

Fred Armisen, Portlandia
Andre Braugher, Brooklyn Nine Nine
Ty Burrell, Modern Family (vencedor)
Adam Driver, Girls
Jesse Tyler Ferguson, Modern Family
Tony Hale, Veep

Todos estão de volta, embora seja difícil defender a presença de Driver aqui, quando pouco fez este ano em Girls.  A questão é se Veep, pela excepcional temporada, terá outros nomes do elenco reconhecido, sendo o mais provável a chegada de Hugh Laurie, ou mesmo Silicon Valley com T. J. Miller (em ambos os casos prefiro outros nomes do elenco, mas são os mais comentados), ou se teremos adição de nomes da Netflix: Tituss Burgess, por merecimento ou Martin Sheen e Sam Waterston, pela força dos nomes. A única outra novidade com grandes chances é Jaime Camil, dependendo também do quanto os votantes estão abertos a Jane The Virgin. Pouca gente dá bola para Togetherness, mas seu elenco decidiu concorrer nas categorias de Coadjuvante, então não dá pra descartar Mark Duplass e, principalmente, Steve Zissis. Essa é a última vez que podem lembrar de Nick Offerman, por Parks and Recreation, mas se a fantástica última temporada fosse mais reconhecida, provavelmente iriam de Chris Pratt, o novo herói do cinema americano. E sempre bom lembrar que Ed O’Neill e Eric Stonestreet podem voltar a qualquer momento. Mas o foco é torcer por menos Modern Family, e não mais.

Os indicados serão (em ordem de favoritismo)

Ty Burrell, Modern Family
Jesse Tyler Ferguson, Modern Family Adam Driver – Girls
Tony Hale, Veep
Andre Braugher, Brooklyn Nine Nine
Fred Armisen, Portlandia Keegan-Michael Key – Key & Peele
Tituss Burgess, Unbreakable Kimmy Schmidt

Na cola: Jaime Camil, Martin Sheen, Sam Waterston, Hugh Laurie

Meu voto (em ordem de preferência)

Jaime Camil, Jane The Virgin
Nick Offerman, Parks and Recreation
Tony Hale, Veep
Sam Richardson, Veep
Timothy Simons, Veep
Tituss Burgess, Unbreakable Kimmy Schmidt

Lamento não ter espaço: Zach Woods, Matt Ross, Chris Pratt

Melhor Atriz Coadjuvante – Drama


Indicados em 2014

Christine Baranski, The Good Wife
Joanne Froggat, Downton Abbey
Anna Gunn, Breaking Bad (vencedora)
Lena Headey, Game of Thrones
Christina Hendricks, Mad Men
Maggie Smith, Downton Abbey

Apenas Gunn não volta. Baranski teve um ano ainda melhor, Froggat e Smith são as presenças onipotentes de Downton Abbey (Froggat inclusive venceu o Globo de Ouro este ano, e o elenco levou o SAG), Headey teve o season finale de Game of Thrones que por si só lhe valeria o prêmio e Hendricks é uma das poucas chances de Mad Men finalmente levar um prêmio de atuação. Agora resolvam essa: as indicadas de Orange is the New Black concorrem este ano aqui; não apenas Kate Mulgrew, mas as indicadas a Atriz Convidada que, pela nova regra, são coadjuvantes. Então temos também Laverne Cox, Natasha Lyone e a vencedora Uzo Aduba. E nem falei da adição da temporada Lorraine Toussaint, ou de Danielle Brooks, Samira Wiley ou Yael Stone. Jane Fonda, também vinda da categoria de Convidada (duas vezes indicada), pela última temporada de The Newsroom; Sissy Spacek e Maura Tierney, caso Bloodline e The Affair tenham grande prestígio; o impressionante trabalho de Carrie Coon, Amy Brenneman e Ann Dowd não poderia ser ignorado se viram The Leftovers; e a esta altura ninguém mais pensaria em January Jones, mas como esquecê-la ao lembrar dos dois últimos episódios de Mad Men? Uma categoria impossível. É jogar nomes pra cima e arriscar.

As indicadas serão (em ordem de… favoritismo?)

Lena Headey, Game of Thrones
Joanne Froggat, Downton Abbey
Uzo Aduba, Orange is the New Black
Christina Hendricks, Mad Men
Christine Baranski, The Good Wife
Kate Mulgrew, Orange is the New Black Emilia Clarke – Game of Thrones

Na cola: Maggie Smith, Lourraine Toussaint, Jane Fonda, Laverne Cox, Sissy Spacek.

Meu voto (em ordem de preferência)

Christina Hendricks, Mad Men
January Jones, Mad Men
Carrie Coon, The Leftovers
Ann Dowd, The Leftovers
Christine Baranski, The Good Wife
Mary Steenburgen, Justified

Lamento não ter espaço: Uzo Aduba, Alison Wright, Melissa McBride, Adelaide Clemens, Kerry Bishé, Lena Headey

leftoversnora

Melhor Atriz Coadjuvante – Comédia


Indicadas em 2014

Mayim Bialik, The Big Bang Theory
Julie Bowen, Modern Family
Anna Chlumsky, Veep
Allison Janney, Mom (vencedora)
Kate Mulgrew, Orange is the New Black
Kate McKinnon, Saturday Night Live

Todas de volta, exceto Mulgrew que concorre em Drama. Há algumas possibilidades, mas à exceção de Judith Light por Transparent, não há nenhuma outra concorrente com força para remover alguma das indicadas: Jane Krakowski era sempre lembrada por 30 Rock, então é possível vê-la aqui (embora na própria série eu prefira um reconhecimento a Carol Kane), enquanto Gaby Hoffman, Melanie Lynskey e Andrea Navedo correm muito por fora. Talvez fosse mais provável o retorno de Sofia Vergara ou Merritt Wever, mas apenas McKinnon é frágil no grupo. As outras quatro parecem bastante sólidas.

As indicadas serão (em ordem de favoritismo)

Allison Janney, Mom
Julie Bowen, Modern Family
Anna Chlumsky, Veep
Mayim Bialik, The Big Bang Theory
Kate McKinnon, Saturday Night Live
Judith Light, Transparent Gaby Hoffman – Transparent
+1 Jane Krakowski – Unbreakable Kimmy Schmidt (pelo “na cola”)
+1 Niecy Nash – Getting On

Na cola: Sofia Vergara, Jane Krakowski

Meu voto (em ordem de preferência)

Judith Light, Transparent
Anna Chlumsky, Veep
Gaby Hoffman, Transparent
Carol Kane, Unbreakable Kimmy Schmidt
Aubrey Plaza, Parks and Recreation
Gillian Jacobs, Girls

Lamento não ter espaço: Amy Landecker, Jane Krakowski

Os indicados ao Primetime Emmy Awards 2015 serão anunciados nesta quinta-feira, 16 de julho. A cerimônia voltará aos domingos e será exibida dia 20 de setembro ao vivo do Microsoft Theatre em Los Angeles, com transmissão no Brasil pela Warner.

9 respostas para “Emmy 2015 | Palpites para os Indicados!”

  1. Lucas disse:

    Quem deveria ser indicado é o Charlie Hunnam,de Sons of Anarchy.

  2. Helio Flores Filho disse:

    Lucas, acho que todo fã da série concorda com você. Mas o Kurt Sutter é “persona non grata”, dificilmente Sons of Anarchy conseguiria alguma indicação. Mesmo eu achando que a Katey Sagal deveria ter vencido há um tempão (e nunca sequer foi indicada).

  3. Guilherme disse:

    Excelente texto como de costume, Hélio. Esse ano eu aposto todas minhas fichas em Mad Men pelo fato de ser o último ano e a série ser muito consagrada e tals.
    Mas infelizmente esse ano possivelmente o Nick Offerman vai ser esnobado novamente junto com Community.

  4. Helio Flores Filho disse:

    Valeu, Guilherme! A princípio, enquanto a zebra não aparece, também acredito na vitória de Mad Men (assim como foi com a última temporada de Sopranos). E infelizmente é meio óbvio que continuarão ignorando o Offerman, mas ainda torço pro reconhecimento da última (e incrível) temporada da série. Sobre Community, desde os tempos áureos ignorada, não ia ser agora, né? No fim das contas, é muita série pra ver e que merece um lugar ao sol. Abraços!

  5. Ana Mendez disse:

    Os atores de Outlander…o que foi aquilo?

  6. Helio Flores Filho disse:

    Ta aí uma serie que só mencionei a atriz principal, Ana, mas que pode ter várias indicações caso realmente tenha sido muito vista. A maioria que vê gosta muito (eu não curti tanto, confesso), o problema é que talvez não tenha sido muito vista por ser de canal pouco reconhecido em prêmios (Starz)

  7. PHILIPPE disse:

    Bacana o texto, fico na torcida pela Claire Danes, Mandy Patinkin e Homeland (série e direção), vale considerar que Homeland ganhou o DGA, o prêmio de direção dos sindicatos dos diretores (a maioria votam no emmy), queria muito Ruth Wilson indicada pelo piloto de The Affair, o Ben Mendelsohn coadjuvante drama por Bloodline,…ficaria feliz se lembrassem de qualquer coisa de The Leftovers, sobretudo a atuação da Ann Dowd. Gosto muito de The Americans (apesar de achar os atores não tão bons como a série), Downton Abbey teve a pior temporada este ano, assim como The Good Wife (mas devem marcar presença), House of Cards deveria ser ‘hour concours’, tomou o posto de melhor série depois de Breaking Bad, falando em HOC, tomara que lembrem do Lars Mikkelsen para convidado em série drama. Comédia, merecidamente Transparent deve ser bastante considerada assim como Modern Family e todo o elenco adulto (quem viu o episódio 16 da 6ª temporada sabe muito bem o que estou falando), torço muito por LOUIE, Amy Phoeler e todo o elenco de Parks & Recreation que tem a última chance de ser reconhecida, (infelizmente porcarias como TBBT e Unbreakable Kimmy Schmidt são mais comerciais e ganham mais destaques)…voltando a drama, ainda torço por Masters of Sex, Bloodline, e Game of Thrones (que até hoje não entendo porque só ganha prêmios técnicos…os votantes do EMMY deveriam lembrar que O Senhor dos Anéis III, levou 11 OSCARS e se inspirarem na Academia), Tatiana Maslany já virou sonho de consumo, desisti já de torcer…enfim. O triste é que EMPIRE deve tirar muitos lugares de quem realmente merece!

  8. Helio Flores Filho disse:

    Poxa, legal, Philippe! Como eu, voce torce pra tanta gente que nem mesmo caberiam todos numa categoria. É rezar pra que causem o mínimo de danos (também acho que Empire vai roubar lugares de vários, e até curto a série, mas so a Henson mesmo acho que merece). E boa lembrança a do prêmio do DGA pra Homeland. Ela também foi uma das indicadas a Elenco pelo SAG, então posso ter subestimado as chances da série pra Drama. Como não vejo mais, me apoiei na dificuldade que é uma série nao ser indicada em um ano e voltar no seguinte, mas soube que a quarta temporada é bem superior a terceira. Veremos logo mais… Abraços!

  9. WILLIAM FOLIAO disse:

    VALEU A PESQUISA, MAS PRA MIM FOI TEMPO DESPERDIÇADO. CERIMONIZAINHA MASI BESTA, BREGA, CANSATIVA. IMITAÇÃO PÍFIA DO JPÁ ENTOJADO OSCAR. E THE BIS BAND T. CONTINUA A MELHOR COMÉDIA DISPRADO PÉRTO DESSES MONDRONGOS. MAIS UMA CHATICE NORTYE-AMERICANA.

Deixe uma resposta

ss