Contra Netflix, operadoras querem impor limite de consumo na banda larga
Contra Netflix, operadoras querem impor limite de consumo na banda larga

Contra Netflix, operadoras querem impor limite de consumo na banda larga

netflixdata

De acordo com os sites Gizmodo e G1, há um movimento entre as operadoras Vivo, NET e Oi para limitar o acesso à Internet dos usuários, utilizando franquias mensais. Essa medida impacta primariamente assinantes da Netflix e aqueles que consomem grandes quantidades de dados e pode ser considerada uma atitude retaliativa à gigante do streaming, algo que também está sendo combatido com lobby no Congresso. A ideia das teles seria cobrar pacotes adicionais por uso maior, tal qual como é feito em operadoras móveis.

Por conta disso, o Ministério Público do Distrito Federal deu 10 dias para que as operadoras se manifestem sobre a procedência desta intenção, já que pela forma com que os atuais contratos estão redigidos, a mudança poderá ocorrer a partir de janeiro de 2017. A Vivo já comercializa planos assim, mas ilimitado “promocionalmente” até o fim do ano. Nos contratos de NET e Oi também existem cláusulas que dizem que “poderá ocorrer bloqueio ou redução de velocidade” quando atingido o limite.

Esse movimento é absurdo nos dias de hoje, em que pacotes de dados, imagens, música e vídeos estão cada vez maiores e em alta definição. Ainda que não estejam fazendo isso abertamente para barrar a Netflix (empresa que cresce via OTT, ou seja, em cima da rede de terceiros), sabe-se que estas operadoras de Internet muitas (ou quase todas) as vezes se confundem com provedores de TV a cabo. Assinantes de outros serviços digitais, inclusive de música como Spotify e Rdio, gamers e profissionais autônomos que trabalham em casa, também podem ser impactados negativamente.

Pela normatização da Anatel, a limitação é permitida, desde que seja contratualmente prevista e que o consumidor seja devidamente informado quando estiver próximo do limite mensal. Vivo, Oi e NET já possuem os limites previstos em seus contratos (chequem). Vivo disse que não praticam o corte no momento e não conseguimos contato com a demais. A Live TIM não aplica a limitação a seus clientes.

Resta saber se o mercado vai aceitar isso ou rejeitar esse movimento de forma que a isenção hoje existente seja mantida. Não há normatização melhor.

36 comentários

  1. Rick Nascimento

    Gamers também serão muito afetados. Tem jogo no PS4 que após atualizações ocupa mais de 60Gb no HD. As vezes deixo ele 1 semana desligado e quando ligo tem um caminhão de atualizações pendentes, seria insustentável. Se isso acontecer mesmo vamos ter que abandonar as operadoras em questão. Só que a gente que mora em cidade pequena vai acabar ficando refém…

  2. Michonne

    mano se eles fizerem isso vai ser um tiro no pé…eu por exemplo pulo fora da NET rapidinho e vou pra qualquer empresa que me oferecer inet ilimitada.

  3. Ricardo Cavalli Schmitt

    NET sempre teve. Dependendo da sua velocidade a franquia mensal muda.. Se não me engano, para 15mb de internet a franquia é 70gb mensal, algo assim.. Não recordo.

  4. Marcos

    Absurdo. Se dizem q é devido a pessoas que não usam toda a franquia estipulada, quero ver eles diminuirem o preço da internet para as pessoas “prejudicadas” por aquelas q utilizam muita banda.

  5. Juliana

    Não apenas gamers mas toda a indústria de games online (produtoras, desenvolvedores, etc). Além disso a indústria de educação online também pode ser prejudicada quando tratamos de videoaulas e tal. Muitos mercados vão ser afetados, essa decisão prejudica mais do que só clientes da Netflix ou a própria e tem que ser tomada com seriedade…

  6. Amanda

    isso é o cúmulo do ridículo, pq se eu pago X numa internet ilimitada hj, eu vou pagar mais caro nela amanhã, aqui no brasil as coisas funcionam assim, eles não vão diminuir o preço de algo com franquia, ou seja, eu vou ter que pagar mais, para ter a mesma coisa que tenho hoje **feeling angry**

  7. Rafael Augusto

    Para 15 MB a franquia e 80 e pra quem tem a internet top deles q e 12 a franquia e 200 GB, o jeito pra acabar com esse lance de franquia e boicotar as operadoras, todos os que possuem internet das operadoras q adaptarem essa franquia procurarem empresas q oferece o serviço ilimitado, quanto menos pessoas nessa empresas elas vão começar a corrigir seus erros

  8. Alexandre Satiro

    Ok, se elas prestassem um serviço minimamente satisfatório, mas com esse serviço lixo, com instalações e cabeamentos surrados querem cobrar ainda mais pela mesma porcaria! INCRÍVEL.

  9. Julio

    Será uma debandada dessas empresas picaretas. Eu por exemplo cansei de brigar com a Oi e já uso internet via rádio com ótima qualidade.

  10. Alan Patrick

    Se não me engano a NET tem, mas não aplica, conheço pessoas que tem NET, ela informa sobre a franquia, mas nunca limita a velocidade… Mas me parece aleatório, parece que em algumas regiões ela acaba aplicando, uma bagunça também…

  11. Ruth Aparecida

    Eu imagino esse pessoal que trabalha com marketing, social media, youtubers, enfim…não tem como ficar regulando internet. Se isso acontecer eu juro que cancelo minha assinatura com a vivo u.u

  12. mrhertz

    A quem vocês querem enganar dizendo que o consumidor vai reagir?

    NINGUÉM VAI REAGIR A NADA, e aproveitem esse tempo pra irem logo se acostumando a viver em mais essa miséria. O POVO NÃO VAI SE MEXER, PQ NÃO TERÁ OPERADORA SEM COBRAR ISSO, e ninguém ficará 1 dia sem internet. Pro BR é preferível se ferrar todo pagando mais essa conta, do que perder a internetzinha diária.

    So resta rir… vamos rir… a resposta do brasileiro é sempre rir, mesmo quando vem essas coisas que ferram a gente. E se tão rindo, é porque ta bom.

    Vamos continuar a rir…

  13. Leonardo Cidral

    Exatamente isso, tenho um X1, além de pagar por exemplo, o absurdo de 200 reais no jogo, tenho que pagar a internet a parte apenas para baixá-lo? Mostraram que pacotes baratos de internet impõe limite de 10GB, mas o jogo que eu COMPREI pode ser até 50GB ou mais! Como é que fica? Vai matar o mercado de mídias digitais, no fim estamos retrocedendo pros anos 90, país de merda.

  14. Michelle Paese

    Copel não tem essa restrição. Foi uma exigência que eu fiz para ter no contato a cláusula de não restrição de banda/limite de uso, já que sou desenvolvedora e trabalho em casa. Bem pra cara desses palhaços mesmo, já não ganham rios de dinheiro a nossas custas, ainda querem sangrar mais? TNC.

  15. Jean da Silva

    aplica sim, eu ja fui cortado 4 meses com 1mb (o normal é 13mb se não me engano, algo assim) pq passou do limite de 100 gb ò_ó

  16. Alan Patrick

    No caso da NET é bem estranho, já vi a mesma pessoa ficar um tempo tendo a internet limitada e depois pararam de limitar, a pessoa se mudou e no novo lugar pararam de limitar e depois de um tempo começaram de novo, aí essa mesma pessoa mudou de velocidade, trocaram o modem e aí parou de limitar de novo (?)

  17. Rick Nascimento

    Não é só a mídia digital não. Como eu disse, mesmo os games físicos precisam de atualização. O Assassin’s Creed Unity teve um patch de 16Gb no dia do lançamento. The Witcher 3 teve um patch de 17Gb, depois outro de 11, etc. Sempre tem um monte de game pra atualizar, vai inviabilizar tudo…

  18. Kennedy Silva de Amorim

    Sou sócio de um pequeno provedor, nos não gostaríamos de ter que trabalhar com o regime de limite de dados, acontece que 67% do trafego médio de toda a rede está sendo usado por streaming ( Netflix, Youtube, Facebook e etc) ou clientes que compram um pacote de 10MB a R$ 79,00 e divide com outras 4 ou mais residências. Só pra vocês terem uma ideia, hoje nos pagamos em média R$ 55,00 Reais por Mb de link dedicado. Se o uso de trafego da rede continuar subindo como está, ou os preços terão que subir muito para compensar a continuidade de entregar o serviço ao cliente, ou os preços de link dedicados terão que cair drasticamente nos próximos dias, esta ultima opção é case inviável, porque na medida que aumenta o trafego, também aumenta a demanda por infraestrutura que ainda é bastante cara, por se tratar de produtos importados e altamente taxados de impostos por parte do governo…resumindo…estamos todos lascados.

  19. Rogério

    Cara entende uma coisa, não existe média no consumo de internet. se você vende internet dedicada (estou falando de dedicada porque é a internet que o provedor recebe para vender), você tem que considerar que o cliente vai utilizar a velocidade X que está comprando por 24h por dia. É um absurdo uma empresa comprar internet dedicada e ser cortada por franquia.
    De que jeito empreender num pais que limita o uso da tecnologia????

  20. Lucas

    Isto é ridiculo, vai impactar todos, empresas que trabalham com home office vão estar fudid**. É MUITO INVIAVEL, RETROCESSO, VAGABUNDAGEM DAS COMPANIAS E ORGÃOS QUE FISCALIZAM ISTO.

  21. Leandro Hoss

    Existe a internet a rádio, onde a empresa bota uma antena na sua casa e vc recebe sinal de internet como se fosse como a antena de TV, eu já tive net a rádio, pesquise por ai na sua cidade se tem alguma empresa que vende net a rádio

  22. Sidney Ribas

    atualização do windows , software , carregamento em nuvens, lojas virtuais , serão todos afetados com esta porcaria de limite , esta mais que óbvio esta tendo uma monopolização da internet.
    A Anatel que deveria defender os direitos dos usuários , deve ter levado caixa 2,3 e 4 para permitir isto . Se querem dar uma desculpa tosca que só usa para ler email , esta pagando caro para isto , criem pacite de dados e planos para tais Usuários , mantendo planos ilimitados, para quem quer , pois já temos pior serviço com maiores preços . NÃO ACEITO LIMITE ISTO É RIDÍCULO .

  23. Vitor Gomes

    Você que continue a rir com esse seu negativismo e pessimismo. Nós vamos lutar, não só por causa da internet, mas pela nosso democracia e por favor, não venha tentar desmotivar a população.

  24. Klaudiorondow

    Meus nobres pular para qual?? Formou-se um cartel, agora a ultima gota foi a Vivo comprar a GVT, a Net já é da Claro. Estamos mal de opção.

Deixe um comentário