FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Lana Wachowski quebra o silêncio e divulga carta aberta sobre a volta de Sense8!

Finalmente Lana Wachowski, showrunner responsável por toda a condução técnica e criativa de Sense8, quebrou o silêncio que vinha desde a notícia do cancelamento da série pela Netflix no começo desse mês. De todo mundo que se manifestou – fãs, atores e executivos da empresa – ela foi a única que até então não tinha dito nada.

Cara Família Sense8,

Eu estava querendo escrever essa carta há algum tempo. A quantidade imensa de amor e sofrimento que surgiu com a notícia de que Sense8 não iria continuar foi tão intensa que às vezes eu sequer consigo abrir meu próprio e-mail. Confesso que eu entrei numa profunda e severa depressão.

Eu nunca trabalhei tão duro ou coloquei tanto de mim num projeto como fiz com Sense8 e esse cancelamento me deixou devastada. Eu senti o desapontamento da incrível equipe (espero que as pessoas pudessem entender as coisas impossíveis que eles conseguiram com uma regularidade implausível). Eu senti a tristeza dos atores que também deram muito de si, sempre encontrando mais sempre que o sol saía de trás das nuvens. Mas acima de tudo eu senti os corações partidos dos fãs (novamente, desejaria poder entrar num cluster com vocês para dividir os momentos bonitos, os abraços, lágrimas e risos, e até as conversas incríveis que tive com pessoas que se conectaram com essa série; eles são fãs como nunca havia conhecido como artista.

Amigos do mundo inteiro me ligaram perguntando: “não há nada que você possa fazer”? A verdade era que não. Da minha parte, não poderia fazer nada.

Mas tal como os personagens da série descobrem que não estão sozinhos, eu também aprendi que não sou só eu. Somos todos um grande “nós”.

As cartas amorosas, as petições, a voz coletiva que surgiu como o punho de Sun nessa luta pela série foi maior do que qualquer um pudesse esperar. 

Nesse mundo é fácil acreditar que você não pode fazer uma diferença; que quando um governo, instituição ou uma corporação toma uma decisão, ela é irrevogável; de que o amor é menos importante do que a decisão final.

Mas aqui está um presente para os fãs da série que eu vou levar pra sempre no meu coração: enquanto muitas dessas decisões são irreversíveis, isso não é sempre verdade.

Improvavelmente, o seu amor por Sense8 trouxe a série de volta à vida (e eu poderia beijar cada um de vocês!)

É com grande prazer, assim como da Netflix (acreditem, eles amam a série o mesmo que a gente, mas os números sempre foram desafiadores) de anunciar que teremos mais um especial de duas horas no ano que vem. Depois disso… Se essa experiência me ensinou algo, é que NUNCA se sabe. 

Obrigado a todos. Agora vamos descobrir o que acontece com Wolfgang.

Na carta, Lana comenta e confirma que no fim das contas foi mesmo o apoio dos fãs que trouxe a série de volta, algo que eu havia dito que era possível especialmente numa produção desse porte. A Netflix investiu muito dinheiro e tempo em Sense8 para deixar a produção simplesmente morrer sem final. O legado de ter algo tão importante em diversos aspectos, como o da representatividade, sem fim, também não era uma boa estratégia.

Não era impossível, tanto que aconteceu. Fui criticado quando questionei o cancelamento por pessoas que não vivem e cobrem TV como eu e muitos colegas. Já vi séries retornarem de diversas formas, em filme, em reboots, até mesm 20 anos depois de canceladas, como foi o caso de Twin Peaks.

Eu disse que não fazia sentido Sense8 terminar daquele jeito e que tinha mais coisa aí. Não fez. E tinha.

Sense8 volta em 2018 para encerrar a sua história. Não foi e não é nem de longe uma série perfeita. Mas foi importante para a Netflix estabelecer-se como uma plataforma que dá voz ao diferente. Nada mais merecido esse final digno.

Tenho ainda uma entrevista inédita que fiz com Miguel Ángel Silvestre, que estou reeditando para compartilhar com vocês. Fiquem com o material que já temos sobre essa produção que deu e ainda dá o que falar. Boa, Lana. Boa, fãs. Boa, Netflix!

Abraços.

Leia a nossa crítica da 1ª temporada, do especial de natal e da 2ª temporada, abaixo nossas entrevistas com o elenco:

5 respostas para “Lana Wachowski quebra o silêncio e divulga carta aberta sobre a volta de Sense8!”

  1. Lucas Pires disse:

    OK redator kkkkkkkkkkkkkk já entendemos que você cantou essa pedra

  2. Ufa! Achei que não tinha ficado claro o suficiente! Obrigado pelo feedback, leitor!!!!

  3. Matheus Machado disse:

    Muito legal o posicionamento e acho que foi o melhor momento pra fazer isso.

  4. Leonardo Damaso disse:

    O problema, E FAZER algo diguino.
    O quê era para ser em 1 T. Vai ser em 1 ep lolllllll
    Ok, melhor que nada

  5. ralves58 disse:

    E nas fotos fica super-estupidamente-clarissimo que se trata mesmo de uma serie com agenda politica (no caso, de genero)… ;)

Deixe uma resposta

ss